terça-feira, 31 de março de 2009

Entrevista de Adilson esclarece muita coisa


Adílson Batista, mais uma vez fala verdades sobre nossa imprensa.

O que sempre dissemos aqui, agora foi dito por um JORNALISTA de FORA DE MINAS. O Blog do Cosme Rímoli, publicou na última 2ª feira, 30/03 uma ótima entrevista com Adílson Batista. Alí todos poderão entender como se forma a opinião de torcedores contra o técnico e por tabela contra a Instituição Cruzeiro Esporte Clube.

"Eu fui jogador de time grande, fiz estágios, estudei, peguei time pequeno, cresci, cheguei ao Cruzeiro.

E é duro ver meninos falando bobagens no microfone, criticar seu trabalho sem ter a menor noção do que diz.

Eu dou treino na Toca da Raposa e a grande maioria dos jornalistas fica lanchando e conversando.

E depois ainda tem coragem de comentar o que não viu.

Isso me irrita muito",
desabafou hoje ao Blog do Cosme Rímoli ( Cosme Rímoli, nasceu na cidade de São Paulo. Tem 47 anos, Ganhou seis prêmios como melhor repórter de jornalismo impresso pela Associação dos Cronistas Esportivos do Estado de São Paulo – 2000, 2001, 2005, 2006, 2007 e 2008.)

Noutro trecho ele fala do quanto é difícil ter de suportar a pressão natural para quem ocupa o cargo e ainda ter que conviver com a falsidade de membros da imprensa de BH:
"Comandar um grupo. Ser cobrado pela diretoria.

Tudo isso para vir um menininho de 18 anos, ganhando R$ 500,00, falar um monte de bobagens na rádio.

Nada quanto ao salário baixo, mas pela falta de experiência do garoto, que beira a irresponsabilidade de quem o colocou lá.

Milhões de pessoas que escutam, não têm a menor idéia das bobagens que estão ouvindo."
 

Mas Adílson não se diz amedontrado com a campanha Anti-Adílson-anti-Cruzeiro:

"A imprensa começou a me atingir para atingir o clube, a diretoria do Cruzeiro.

Isso vale até hoje. A campanha na Libertadores é ótima. No Campeonato Mineiro também.

Mas isso não interessa. O bom é fazer tudo para abalar o ambiente, mexer com o grupo.

Só que eu não vou deixar. Eu enfrento. Não tenho medo, não."

Sobre o desconhecimento dos jornalistas sobre o futebol Adílson disse:

"Ganhamos em Sucre. Mas nove de dez perguntas foram feitas para falar sobre a expulsão do Kléber.

Hoje querem mais é tumultuar, bagunçar para vender jornal.

Falar sobre tática ninguém fala. Até porque a imprensa de um modo geral não entende de futebol, não entende o que faz.

Isso reflete na torcida. O torcedor não tem confiança no time, no técnico, por causa de pessoas que não sabem o que estão falando."

Sobre o Camp. Mineiro e a rivalidade citadina Adílson falou o que todo Cruzeirense sensato gosta de ouvir, traduzindo para a linguagem popular ele acha que não devemos nem tomar conta da existência do time de Lourdes:

"O Campeonato Mineiro pode te atrapalhar na Libertadores?

Eu sou transparente. Se tiver as finais do Mineiro e a chance de chegar às semifinais da Libertadores da América, eu não penso duas vezes.

E poupo os titulares no Campeonato Mineiro. Assim, sem esconder nada de ninguém.

A Libertadores é muito mais importante para mim, para a diretoria, para o torcedor. E a imprensa pode dizer o que quiser.

Não estou no Cruzeiro para brigar apenas pela rivalidade com o Atlético Mineiro como muito jornalista quer.

Eu desejo muito mais para o clube do que o campeonato estadual.

As pessoas precisam aprender a pensar grande na vida."


Quem quiser ler a entrevista toda, entre aqui (clique) e procure pela publicação de 30/03/2009. Leiam também os comentários dos leitores.

Todos nós temos consciência que uma entrevista como essa com certeza vai acirrar ainda mais o ânimo dessa turma de jornalista amadores, mas não tem porque não enfrentarmos essa situação, afinal se não brigarmos nunca veremos nosso Cruzeiro ser respeitado como se deve pela Galopress.

Muito já falamos aqui sobre essa conduta de parte de nossa imprensa esportiva, mas nunca é demais falar sobre isso, já que não será fácil conseguirmos extirpar esse CÂNCER de nossa imprensa.

Convocamos a Nação Azul para se organizar e participar de um boicote aos órgãos principais da imprensa de BH. Se não conseguirmos mudar a postura deles poderemos pelo menos conseguir que percam alguns de seus anunciantes, afinal ninguém quer veicular sua propaganda num veículo que a MAIORIA (maioria é AZUL em Minas) da população o reputa como antipático.

Vamos enviar e-mails, comentar em blogues que estaremos boicotando esses órgãos e com certeza os afetaremos pelo único lado que talvez lhes seja sensível, a sobrevivência financeira.

15 comentários:

Gremista Fanático disse...

É isso mesmo cara, o capitao américa falou tudo, tem muita gente irresponsavel na imprensa que só querem tumultuar pra vender jornal.
Grande entrevista e pode esperar que não vai faltar gente criticando ele por estar falando a verdade
abraço.
Saudações do Gremista Fanático

Leônidas Cruzeirense disse...

A imprensa não formou a minha opinião. Não escuto rádio e jogo na TV eu tiro o áudio. O Adílson é apenas um treinador em treinamento. Deveria estar fazendo seu estágio em outro lugar. Pensar grande é pensar em ganhar tudo e no Rural ele está em último pois está atrás do timeco monotítulo. Cadê a boa campanha que ele disse aí na entrevista. Pensar grande não é colocar o time na retranca contra o Tupi para garantir o um a zero. Se tem alguém na imprensa fazendo campanha contra ele eu não sei. O que sei é que ele é teimoso e que ele mesmo procura que a torcida não goste dele. Ele se acha. É FATO!

Leônidas Cruzeirense disse...

Resumindo: Com Adílson podemos até fazer boas campanhas mas não vamos ganhar nada além do Rural. Treinador sem ousadia não ganha títulos importantes. Estou cansado deste CRUZEIRO Cagão (desculpem o termo) do Adílson. É FATO!

Walfrido disse...

Entrevista sensacional do Adilson Batista. Mensagem direta e clara, pena que num blog de pouca visibilidade. Espero que outros meios de comunicação (como este blog e o PHD, alô Benny!) multipliquem.

Não sei se tudo é verdade, mas eu acredito no que ele disse. E concordo. E apóio.

Força Adilson, Força Cruzeiro!

Clítia Milagres disse...

ótima entrevista do Adílson..me surpreendeu. Nenhum jornalista faz a minha cabeça, muitas vezes discordo e aí o rebuliço tá armado...e escuto: fica quieta e q vc não entende nada...é mulher."
Pode???? é demais.
Mas a entrevista vai mexer com muita gente...isso vai,

Inté.

Nilsão disse...

O AB TEM RAZAO EU ESCUTO E VEJO QUASE TODOS OS PROGRAMAS MINEIROS E A IMPRENSA GALISTA SO QUER TUMULTUAR O MAIOR DE MINAS, VOCES SE LEMBRAM QUANDO A ULTIMA VITORIA SOBRE O MONOTITULO A IMPRENSA DEU MAIS ESPACO PARA O KALIU DO QUE PARA A VITORIA DO CRUZEIRO.

http://blogzirleipereira.blogspot.com/ disse...

moro em sao jose dos campos nao acompanho nenhuma imprensa mineira ,acho que esse negocio de reporter influenciar torcida nao existe , para mim o adilson esta procurando desde ja um culpado para um eventual fracasso causado por pura teimosia dele , hoje no brasil qualquer tecnico sonha em ter um elenco como o do cruzeiro , e para mim pelo menos 15 ou 20 tecnicos ai com um time desse na mao estaria arrebentando em todos campeonatos que estivesse disputando ,para mim ele atrapalha muito o time e consegue ofuscar os jogadores que tem medo de tentar uma jogada mais ousada ja que para ele tem que fazer so o arroz com feijao , e proibido dar um drible sequer o negocio e pegar a bola atrazar ou tocar de lado porisso nao consegue sair das retrancas e acha que esta todo mundo contra ele fala serio adilson seja mais maleavel e comece a admirar o futebol bonito isso ganha titulo e leva o torcedor nos estadios

Naldo disse...

Caro Carlão,

Só pela fisionomia do Adilson é possível ver as suas agruras. Quanto ao boicote a imprensa mineira - Galopress - demorou! Esse povinho não merece a nossa audiência. Prestam um deserviço ao futebol mineiro. O que posso falar no momento sobre o Adilson, é que tem o meu apoio. Força Adilson!

Abç.

Agnaldo Morato

Jefferson freire disse...

A chapa esquentou. Não sabia que a coisa estava nesse nível aí em Minas. Sempre vi o Reiner falar do anti-adilson e cruzeiro. Mas não tinha noção da gravidade da situação.

Bom, depois confira a minha participação lá no blog do Maldita F.C,

Abços

Naty Abacaty disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Naty Abacaty disse...

Realmente, esta entrevista ficou ótima. Gostei da posição do Adílson, eu estou com ele.

Abraço Carlão.

Uelton Gomes disse...

Carlão,

na sua entrevista que vc deu ao meu blog deixou bem explicado a situação da imprensa mineira.

Abraços!!

Maldita Futebol Clube disse...

Lucidez e percepção dão otom dessa entrevista. O jornalista num computo geral acha que para vender jornal tem que chocar, apelar para o sensaciopnalismo e divulgar oo lado b antes do lado a. tipo noticia ruim chega na frente, aparece mais. exaltar qualidades então nem pensar. uma pena, pobre imprensa marrom e chucra. Não faço parte desse lado B, e nem do a, mas sim do que questiona o porque disso? e ttenta presentar sol~uções para sair desse marasmo. como jornalista, não acho que é porque se é pato novo que não se possa ter opinião ,nem porque se ganha pouco que se deva ser menosprezado, mas fundamentalmente, saber q aque tipo de interesses o veiculo desse rapazinho é ligado e se ele é subserviente ou não!opinião não se compra, ou se têm ou não se têm. opinião se forma. se da forma correta ou não , isso vai depender da maneira que você a veicula e para quem a passa, de que maneira e com qual propósito. bela postagem! aliás corroborando um popiuco q com a minha no maldita! abs, leandro gde carlão sempre show de bola1

gerson disse...

Pô, detonou mesmo. Ele tá realmente de cara com a imprensa.
MAs acho q enfatizar muito essa história de priorizar a Libertadores pode dar problema. Prefiro o discurso de que todos os campeonatos são importantes, não importa se valem dinheiro ou rapadura. Tem que colocar na cabeça do jogador que ganhar qqer jogo é essencial. Aí, conforme o andar da carruagem o treinador vai administrando o grupo. Veja o caso do Grêmio: Roth tanto falou q conseguiu a proeza de antecipar o gre-nal. Se ele ganha fica tranquilo, mas se perde arruma um problema de graça.
Abraço!

snoopy em p/b disse...

brilhante entrevista do adílson.
corajosa e verdadeira e isso incomoda.
a torcida do cruzeiro tem que apoiar o adílson.
e digo mais, não se incomodem com essa parcialidade desmesurada. faça o que você falou no final do post: ignorem esse tipo de veículo.
vocês são muito maiores do que eles.
pra quem mora fora de minas, isso é muito perceptível.

grande abraço, carlão!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Vão pra lá, venham pra cá, naveguem pois:

Notícias do Maior de Minas - Site Oficial

Globo Esporte

Você no mapa:


Visitor Map