quarta-feira, 17 de julho de 2019

Cruzeiro despacha rivalzinho dentro do galinheiro: 3(0) x 2

Atl. Mineiro (MG) 2 x 0 Cruzeiro - Est. do América - CLASSIFICADO - Quartas de final - jogo de volta - Copa do Brasil 2019
Pelo gol de hoje (anulado) e pelo do outro jogo e ainda pela assistência no gol de T.Neves, Pedro Rocha foi o nome destas Quartas de final.
Despachou
O Cruzeiro compareceu ao Estádio do América e não deu chance para a galinhada sequer sonhar com a classificação. Mais uma vez elas jogaram como nunca e foram DESCLASSIFICADAS como sempre. O jogo foi mal arbitrado e o soprador de latinha deixou a violência descambar. Mesmo assim com um jogo bastante tenso e movimentado o Cruzeiro soube segurar o ímpeto galináceo e chegou mesmo a fazer um gol que foi anulado numa situação esdrúxula pela arbitragem. Aliás, mais um gol de Pedro Rocha e mais um frango debaixo das pernas do frangueiro que guarda a baliza do timinho de Vespasiano. Com esta classificação às semifinais o Cruzeiro embolsa já quase 13 milhões. A torcida galinácea e o timeco devem ser punidos pelo fato de atirarem dezenas de copos nos jogadores do Cruzeiro.

O jogo
O Cruzeiro entrou em campo sem muita necessidade, convenhamos, de jogar futebol. Na 1ª partida já tínhamos feito tudo o que precisávamos para nos classificar. Deixamos as frangas correrem atrás da bola e pensar que poderiam ter chances. Fizeram 1x0 mas a galinhada não conseguia chegar no nosso gol. Só aos 25 do 1º tempo que tiveram a 1ª chance. Dez minutos depois é que fizeram o gol. O Cruzeiro não se abalou e as frangas ficaram um pouco mais ouriçadas, mas futebol de qualidade mesmo não conseguiam apresentar. O Cruzeiro por sua vez destruia TODAS as jogadas deles, desanimando a torcida que permanecia bom tempo caladinha. Fábio fez ótima defesa, talvez a defesa mais importante do jogo aos 37. No 2º tempo a toada continuou. Eles jogando 200% mais do que conseguiam e o Cruzeiro no seu ritmo, tranquilo. Aos 18 fizemos nosso gol numa arrancada fenomenal de Pedro Rocha. O juiz anulou o gol por uma falta na origem do lance. Falta interpretativa, o soprador não quis encarar um estágio com 20 mil frangas, preferiu anular sabendo que não mudaria nada. Já nos acréscimos uma franga chutou da intermediária e acertou por acaso o gol. Saiu feito galinha que perdeu o ninho comemorando a desclassificação. Faltavam pouco menos de 3 minutos. Daí pra frente só foi esperar o término da partida para gritar CLASSIFICADO e claro ELIMINADO para os locatários da casa. 

Destaques
Nossa defesa hoje foi perfeita. A galinhada tentou de tudo e só achou seus gols por muita sorte mesmo. Talvez para dar um gostinho ainda mais amargo à DESCLASSIFICAÇÃO. Fábio foi perfeito e ajudou demais o time. Léo e Dedé, idem. Nas laterais Orejuela foi SENSACIONAL e Egídio foi eficiente no ataque e na defesa. No meio Henrique como sempre segurou todas. Lucas Romero foi intenso e ajudou a destruir as jogadas do adversário. Robinho armou bem e Marquinhos Gabriel foi um tormento para as frangas. Pedro Rocha já dissemos foi fundamental na 1ª partida e muito importante hoje. Fred ajudou a segurar as bolas no ataque e também ajudou na defesa.


FICHA TÉCNICA
Atl. Mineiro (MG) 2 X 0 CRUZEIRO
Local: Estádio do América, Belo Horizonte (MG)
Data: 17 de Julho de 2018, Quarta-feira
Horário: 19h15 (de Brasília)
Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza (SP)
Auxiliar: Danilo Ricardo Simon Manis (SP) e Alex Ang Ribeiro (SP)
VAR: Thiago Duarte Peixoto (SP)
Gols: Cazares, aos 35 do primeiro tempo, Patric, aos 48 do segundo tempo (Atlético)
Cartões: Egídio, Robinho, Pedro Rocha (Cruzeiro); Jair (Atlético)
Cartões vermelhos: David (Cruzeiro); Alerrandro (Atlético)
ATLÉTICOMG: Victor; Patric, Rever, Igor Rabello e Fábio Santos; Jair (Ricardo Oliveira), Elias (Luan) e Cazares; Otero (Geuvânio), Chará e Alerrandro
Técnico: Rodrigo Santana
CRUZEIRO: Fábio, Orejuella, Léo, Dedé, Egídio, Henrique, Lucas Romero, Robinho (Jadson), Marquinhos Gabriel, Pedro Rocha, Fred (David).
Técnico: Mano Menezes

domingo, 14 de julho de 2019

Em partida entediante Cruzeiro fica no empate: 0x0

Cruzeiro 0 x 0 Botafogo - Mineirão - TOCA III - 10ª rodada - Brasileirão 2019
Entediante
A partida foi entediante. De certa forma, podemos asseverar que o Botafogo dominou as ações, mesmo sabendo que o time Carioca veio a BH apenas pensando em conquistar 1 ponto com o empate. Se ficou tão nítida a estratégia do Bota e se ele conseguiu se impor e controlar o jogo de tal maneira que o seu objetivo foi conquistado, podemos sim dizer que o time alvinegro dominou as ações no jogo. Sua estratégia era a de cozinhar a partida, de não jogar e de não deixar o Cruzeiro jogar. Concluiu com êxito e conquistou seu pontinho valioso. Para o Maior de Minas é um grande prejuízo pois o time do Rio não teria condições de nos vencer e a vitória seria importantíssima para melhorar nossa posição na tabela. Faltou inspiração e mais objetividade ao time. Apesar de que se mostrou muito fominha tentando resolver tudo sozinho, Pedro Rocha foi sacado por Mano e daí pra frente o time ficou sem ataque. A substituição correta era tirar David que não acertou nada hoje.

O jogo
Foi uma dureza. O Cruzeiro até que tentava ir ao ataque mas, sem muita objetividade e nenhuma efetividade as jogadas morriam sempre quando se aproximavam da área carioca. Construíamos boas alternativas mas a retranca do Bota era intransponível. Pelo menos não tivemos muitos problemas defensivos pois o time do Rio claramente não se projetava ao ataque, queria o tempo todo só cozinhar o jogo em banho maria. O Cruzeiro que não poderia entrar nessa letargia, acabou se perdendo com a falta de criatividade e inspiração dos nossos atacantes. Não criaram boas jogadas pelas laterais e insistiram bastante em tabelas pelo meio onde havia um congestionamento enorme de botafoguenses.

Destaques
Difícil apontar destaques positivos, mas, Pedro Rocha esta com confiança, só exagerou um pouco tentando chutes de fora da área. Talvez tenha achado que o peruzeiro do último jogo estava em campo hoje também. Segundo o mesmo Pedro Rocha o desgaste do time que jogou na última quinta-feira e venceu as Frangas Mineiras por 3x0 no 1º jogo das quartas de final da Copa do Brasil pode explicar a falta de um futebol mais incisivo hoje. Outra coisa segundo o mesmo jogador seria a proposta de jogo do Botafogo de só se defender. Ele está certo nas duas análises mas o Cruzeiro precisaria muito de conquistar 3 pontos hoje. Desta forma o empate pode ser colocado sem dúvidas sobre as costas do técnico que deveria ter poupado os jogadores mais cansados do jogo anterior. Um bom momento foi após o jogo quando o meio-campo Henrique deu uma trutada histórica no repórter global. Ao ser indagado sobre as vaias Henrique não titubeou, disse que as vaias não podem significar que tudo foi mal feito e endireitou com uma "direta no queixo" o rumo da entrevista dizendo exatamente: Vamos falar sobre o jogo? Antes porém arrematou com uma no fígado: “Você não pode fazer a gente virar contra nossa torcida porque houve vaias". Avante Azul.


FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO 0 X 0 BOTAFOGO

Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: 14 de julho de 2019 (domingo)
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves (RS) e Jorge Eduardo Bernardi (RS)

CRUZEIRO: Fábio; Weverton, Léo, Dedé e Egídio; Henrique, Ariel Cabral (Fred), Jadson e Thiago Neves (Maurício); David e Pedro Rocha (Sassá)
Técnico: Mano Menezes

BOTAFOGO: Gatito Fernández; Marcinho (Fernando), Joel Carli, Gabriel e Gilson; Gustavo Bochecha, Alex Santana, João Paulo e Luiz Fernando (Rodrigo Pimpão); Erik (Victor Rangel) e Diego Souza
Técnico: Eduardo Barroca

quinta-feira, 11 de julho de 2019

Cruzeiro sai na frente com grande vantagem no mata-mata contra rival: 3x0

Cruzeiro 3 x 0 Atl. Mineiro (MG) - Mineirão TOCA III - Jogo de Ida - Quartas de Final - 
Copa do Brasil 2019
Pedro Rocha marcou um e deu assistência para outro. A noite foi dele.

Chocolate
Não é páscoa mas foi muito benvindo o chocolate que o Cruzeiro deu nas Franguinhas de Vespasiano. Muito bom mesmo porque renova a esperança do Torcedor Azul que ante aos últimos resultados do Maior de Minas andava em baixa. Nesta retomada após a Copa América vamos torcer para que o Cruzeiro possa voltar a ser o time competitivo do início da temporada, o time que este conjunto de jogadores pode formar, o time que mereça vestir o Manto Azul.

O jogo
O Cruzeiro dominou o jogo, impôs o ritmo, mandou na partida. Sobrou em campo. Pedro Rocha estava indomável hoje. Aos 12 fez o 1º do Cruzeiro. Pedro Rocha trouxe a bola pra perna esquerda e deu um belo chute que entrou no ângulo do Vítor peruzeiro. Cruzeiro 1x0. O Maior de Minas seguiu dominando as ações e aos 27 Pedro Rocha roubou a bola no meio campo. Partiu em velocidade rumo ao gol, driblou o peruzeiro e passou a bola açucarada para Thiago Neves que só teve o trabalho de dar um toquinho e mandar para o fundo das redes. Cruzeiro 2x0. Após o intervalo o Cruzeiro voltou tranquilo e continuou dominando o jogo. Dava mais chances para o adversário jogar um pouco mas não tinha moleza, chegando na intermediária todas as jogadas adversárias eram destruídas. Assim foi até que aos 9 Robinho viu que dava para bater. Bateu, a defesa rebateu e a bola veio em sua direção de novo. Chutou novamente e a bola entrou. O peruzeiro estava caído no outro lado do gol. Cruzeiro 3x0.

Destaques
Sem dúvidas foi a melhor partida de Pedro Rocha no Cruzeiro. Ele foi muito feliz hoje. O conjunto do time jogou muito bem. Egídio soube ser mais defensivo hoje. Fábio não foi muito exigido. A defesa como um todo não foi exigida. Na outra lateral Lucas Romero ainda pode apoiar mais o ataque. Arial e Henrique foram firmes no meio. Arial ajudou roubando a bola no gol de Robinho. Robinho além do gol fez ótima partida. Thiago Neves idem. Marquinhos Gabriel também jogou muito. Impressionou a tristeza do jeca bob faria comentando no final que o jogo está ainda totalmente aberto... vamos ser realistas né? Não tá decidido mas, é difícil, muito difícil reverter um placar de 3x0. Comentário bastante doentio do rapaz. Coitado. Mudando de assunto nós precisamos de uma reação no Brasileirão, vamos torcer muito domingo. O time foi bem demais, precisa repetir esta atuação. Quanto a Copa do Brasil, encaminhamos muito bem nossa classificação. Avante Azul.


FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO 3 X 0 ATLÉTICO
Local: Estádio Mineirão, Belo Horizonte (MG)
Data: 11 de Julho de 2018, Quinta-feira
Horário: 20h (de Brasília)
Árbitro: Raphael Claus (FIFA)
Auxiliar: Marcelo Carvalho Van Gasse (FIFA) e Danielo Ricardo Simon Manis(CBF).
VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (CBF)
Gols: Pedro Rocha, aos 13 do primeiro tempo, Thiago Neves, aos 27 do primeiro tempo, Robinho, aos 9 do segundo tempo (Cruzeiro)
CRUZEIRO – Fábio, Lucas Romero, Léo, Dedé, Egídio, Henrique, Ariel Cabral, Robinho (Fred), Thiago Neves (David), Marquinhos Gabriel e Pedro Rocha (Jadson).
Técnico: Mano Menezes.
ATLÉTICOMG: Victor; Patric, Rever, Igor Rabello e Fábio Santos; José Welison (Jair), Elias e Cazares (Geuvânio); Luan (Otero), Chará e Alerrandro
Técnico: Rodrigo Santana

quarta-feira, 12 de junho de 2019

Cruzeiro perde em Fortaleza e confirma pior campanha até aqui: 2x1

Fortaleza 2 x 1 Cruzeiro - Castelão - 9ª rodada - Brasileirão 2019
Pior campanha 
De toda a era dos pontos corridos. Sim este é o saldo.  O tamanho do fiasco do Cruzeiro nesta temporada. Em noite horrorosa o Cruzeiro mostrou que merece mesmo estar na posição em que se encontra e que permanecerá até a volta do Brasileirão após a Copa América. Uma vergonha pelo grande elenco que tem. O jogo foi PÉSSIMO. Muitos erros, jogadores dispersos e que pareciam descompromissados com a partida, com os péssimos resultados que estamos obtendo. Se o Clube enfrenta sérios problemas fora das 4 linhas, pelo que vemos, a receita do bolo vai se repetir dentro de campo e tudo caminha para que a temporada seja recheada de sufoco e sofrimento para o Torcedor Azul. Minas arena rompendo contrato por falta de pagamento, funcionários com salários atrasados... enquanto graúdos tem suas contas engordadas com verbas polpudas. Ah, isso não vai acabar bem!

O jogo
O Cruzeiro entrou em campo meio disperso... logo aos 2 minutos já viu que não teria uma tarefa fácil em Fortaleza. Levou o 1º gol. O time deu uma balançada e acordou. Jogou de igual para igual mas errava muito. Com um árbitro de péssima qualidade, aliás, que já devia ter sido barrado pela diretoria Celeste há 200 anos pelo menos, o time se viu praticamente TODO AMARELADO. Mesmo assim, não demorou muito e empatamos a peleja com Sassá aos 10 minutos. O Fortaleza jogando em casa continuou lutando e ao finalzinho do 1º tempo fez mais um. No 2º tempo o Cruzeiro voltou um pouco mais decidido mas não o suficiente para empatar a peleja. Os erros continuavam presentes. Mesmo jogando com um time inferior tecnicamente e com um a menos desde os 20 minutos do 2º tempo o Cruzeiro não conseguiu ao menos o empate. Até que tivemos um volume maior de jogadas ofensivas com as entradas de Raniel e Jadson mas, a derrota veio e foi merecida pelo conjunto da obra.

Destaques
Robinho, Thiago Neves, Pedro Rocha... não fizeram nada hoje. Impressionante. A defesa como todo o time estava dispersa e no 2º deixou um adversário sozinho para cabecear e mandar para as redes. Com roubo aberto em campo o Cruzeiro jamais vence... é complicado demais. Não me recordo de outra situação que não derrota. O ataque não produziu, a armação não armou, o meio não segurou nem municiou, a defesa titubeou e o resultado foi um castigo para a Raposa que vai passar os dias de folga com esta pedra no sapato. O time esta tão pouco focado que Robinho nem tocou no jogador do Fortaleza, recebeu um amarelo e não se indignou, ao menos reclamou. Que coisa mais estranha a passividade dele em campo. Se cuida Cruzeiro.

Nota: Duas observações: 1- péssima a narração do jogo pelo canal pago Premiere. O locutor com certeza deve gostar de narrar apenas jogos de times do Rio e S.Paulo que ele conhece até as mães e irmãos dos jogadores. Nunca vi errar tanto. Ele confundia Sassá com Lucas Romero. 2 - O ridículo Ceni ficou sambando a beira do campo, torcendo para o final do jogo, igual uma galinha que via seus pintinhos espalhados correndo perigo. Uma cena risível.

FICHA TÉCNICA
FORTALEZA 2 X 1 CRUZEIRO
Local: Estádio Castelão, Fortaleza
Data: 12 de junho (Quarta-feira)
Horário: 21h (de Brasília)
Árbitro: Heber Roberto Lopes (SC)
Assistentes: Alex dos Santos (SC) e Eder Alexandre (SC)
Gols: André Luís, aos 2 e aos 45 do primeiro tempo (Fortaleza); Sassá, aos 10 do primeiro tempo (Cruzeiro)
Cartões Amarelos: Nathan (2) (Fortaleza); Lucas Romero, Dedé, Léo, Dodô, Ariel Cabral, Robinho (Cruzeiro)
Cartão vermelho: Nathan (Fortaleza)
FORTALEZA – Felipe Alves; Gabriel Dias, Quintero, Nathan, Carlinhos; Felipe, Juninho; Dodô, Romarinho (Derley), Marcinho (Matheus Alessandro), André Luís, Tinga.
Técnico: Rogério Ceni.
CRUZEIRO – Fábio; Lucas Romero, Dedé, Léo e Dodô (Marquinhos Gabriel); Henrique e Ariel Cabral (Jadson); Robinho, Thiago Neves e Pedro Rocha; Sassá (Raniel).
Técnico: Mano Menezes

terça-feira, 11 de junho de 2019

Cruzeiro não consegue vitória no Mineirão: 0x0

Cruzeiro 0 x 0 Corinthians - Mineirão - 8ª rodada - Brasileirão 2019 

Grande prejuízo
Claro que foi um grande prejuízo este empate para o Cruzeiro. Com certeza os paulistas consideram o empate como uma bela vitória dadas as condições do jogo. Para começar a falar desta batalha no Mieneirão é bom dizer que o goleiro dos Gambás foi eleito o melhor em campo. Por aí já dá pra se ter ideia do prejuízo Celeste. Realmente jogamos melhor, merecemos a vitória mas o tal Walter estava mesmo em noite iluminada e fechou o gol contra nós. Faltou sorte já que tivemos até bola na trave. Fábio fez uma defesa no jogo todo. Tivemos 10 vezes mais finalizações. Foi muita falta de sorte. Quando o goleiro deixava passar a bola ia fora ou na trave. Uma lástima.

O jogo
O Cruzeiro foi superior os dois tempos da partida. O Corinthians só reagiu, jamais tomou as rédeas da partida. O Cruzeiro foi ofensivo o jogo todo e criou muitas e boas jogadas, isso até nos deixa mais aliviados pois enfim apresentamos um bom futebol. Faltou apenas o detalhe mais importante. Faltou a bola entrar. O time paulista tinha a posse de bola mas ficava trocando passes na intermediária, não agredia. O Cruzeiro por sua vez ficava o tempo todo rondando a área adversária. Infelizmente a pontaria não foi precisa e como dissemos a atuação do goleiro foi fundamental para o empate. 

Destaques
Nesta partida pudemos ver que Pedro Rocha fez uma grande partida. Movimentou-se bastante e deixou nosso ataque mais dinâmico ao lado do Sassá. Fred em certos jogos, dependendo do esquema do adversário deixa o jogo muito lento. Raniel voltando agora vai também ser muito importante neste momento. Robinho continua sendo o maestro do time e Thiago Neves esta quase em plena forma física e técnica. Também vamos precisar muito do seu talento.

FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO 0 X 0 CORINTHIANS
Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: 08 de junho de 2019 (Sábado)
Horário: 19h (de Brasília)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)
Assistentes: Silbert Faria Sisquim (RJ) e Carlos Henrique Alves de Lima Filho (RJ)
VAR: Rodrigo de Miranda
Cartões amarelos: Robinho (Cruzeiro); Marllon (Corinthians)

CRUZEIRO: Fábio, Lucas Romero, Léo, Dedé e Dodô; Henrique e Ariel Cabral (Jadson); Robinho, Thiago Neves e Pedro Rocha (David); Sassá (Raniel)
Técnico: Mano Menezes
CORINTHIANS: Walter; Michel Macedo (Bruno Méndez), Marllon, Henrique e Danilo Avelar; Ralf e Júnior Urso; (Richard) Jadson, Sornoza (Everaldo) e Clayson; Gustagol
Técnico: Fábio Carille

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Vão pra lá, venham pra cá, naveguem pois:

Você no mapa:


Visitor Map