quinta-feira, 27 de agosto de 2015

Mais uma derrota com direito a eliminação e mais revolta: 3x2

Cruzeiro 2 x 3 Palmeiras - Mineirão - 2ª partida das Oitavas - Copa do Brasil 2015
Revoltante
O Cruzeiro perdeu mais uma, nada de novo não é? Sim, nada de novo e é exatamente isto o que mais preocupa. O "pójeto do profexô" não dá mais resultado mas tudo continua "fruindo" do mesmo jeito. Não se tenta mais alguma mudança a não ser trocar o Manoel pelo Bruno Rodrigo, aliás, CADÊ o Léo? Porque o Léo não joga mais? O "profexô" delegando o treino para seus subalternos é uma mudança? O Diretor de Futebol, o Tinoco, defendendo o técnico e alinhando seu discurso ao do referido e ao do presidente é uma mudança? Chega gente, já deu!

Circunstâncias
Bruno Rodrigo pode ser crucificado, já Paulo André jamais. Fábio voltou a falhar e rebater bolas para o centro da área, fundamento mais que básico para a atividade de um goleiro. E a tal barriguinha do goleiro, tem atrapalhado? Não sou eu quem quer saber mas as vozes da net que não se cansam de inquirir. Henrique faz que marca mas não marca. Charles tenta de tudo e não consegue arrumar quase nada. Ceará foi melhor que Mayke? E o ataque com 3 atacantes sendo 2 fixos, funcionou? O meio com 3 volantes mostrou uma melhoria mas ainda assim o time não quebra o jejum de vitórias. A defesa que até então não era o pior setor do time agora já não se sabe.

Impossível
Não era para o Cruzeiro derrotar o Palmeiras no Mineirão por 1x0, claro que não. Mas uma tarefa hercúlea seria, considerando o desempenho visto em campo dos times. Para ser sincero depois de iniciado o jogo dava até para temer uma goleada após a expulsão do nosso zagueiro então isso pareceu nítido. O Palmeiras muito organizado taticamente e funcionando muito bem tecnicamente. O Cruzeiro totalmente desorganizado taticamente e fraquíssimo tecnicamente. Não conseguiríamos vencer o Palmeiras e nem tivemos uma derrota humilhante, tem de ser dito, mas o problema nem é a eliminação da Copa do Brasil, mas a performance Azul neste 2015. Abre o olho Cruzeirense!

FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO 2 X 3 PALMEIRAS
Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: 26 de agosto de 2015, quarta-feira
Horário: 22 horas (de Brasília)
Árbitro: Anderson Daronco (Fifa-RS)
Assistentes: Marcelo Bertanha Barison e Rafael da Silva Alves (ambos do RS)
Cartões amarelos: Amaral, Zé Roberto; João Pedro e Robinho (Palmeiras)
Cartão vermelho: Bruno Rodrigo (Cruzeiro)
Gols:
CRUZEIRO: Vinícius Araújo, aos 38 minutos do primeiro tempo; Alisson (pênalti), aos 29 minutos do segundo tempo
PALMEIRAS: Barrios, aos oito, e Gabriel Jesus, aos 27 e aos 33 minutos do primeiro tempo
CRUZEIRO: Fábio; Ceará (Manoel), Bruno Rodrigo, Paulo André e Mena; Charles, Henrique, Fabrício e Alisson; Vinícius Araújo (Arrascaeta) e Leandro Damião (Allano)
Técnico: Vanderlei Luxemburgo
PALMEIRAS: Fernando Prass; João Pedro, Jackson, Vitor Hugo e Egídio; Amaral (Andrei Girotto), Robinho e Zé Roberto (Mouche); Gabriel Jesus, Barrios (Leandro Pereira) e Dudu
Técnico: Marcelo Oliveira

segunda-feira, 24 de agosto de 2015

Derrota mais que esperada revolta torcida: 3x0

Corinthians 3 x 0 Cruzeiro - Itaquera - 20ªrodada - Brasileirão 2015
A derrota
Era mesmo esperada. Sejamos sensatos, com o futebol que o Cruzeiro tem apresentado, quando muito, numa tarde quase heroica em que se esforçasse muito traria um empate para BH. Nada mais. O problema é que aceitamos uma goleada e atuamos muito mal na capital paulista. Essa exibição foi muito criticada, com razão, e detonou uma campanha nas redes sociais de muito protesto contra GPT e Vlux... #ForaGilvan #ForaLuxa

Jogo ruim, time ordinário
A defesa que até aqui ia bem foi mal, muito mal neste jogo. Fábio, Manoel, P. André, Mayke e Mena contribuíram muito para a péssima apresentação. Henrique e Charles não jogaram, assistiram. Fabrício errou muito. Damião até que foi um pouco melhor que em outros jogos mas não conseguiu mais que perder um gol feito. Arrascaeta não fez milagre como lhe é exigido. Marquinhos, ahhhh deu preguiça, só preguiça. Alisson ficou apagado neste jogo, uma das únicas luzes que temos enxergado no túnel em que nos encontramos, lastimável.

Situação
Estamos agora a um ponto da zona da degola e pior, apresentando um futebol pífio enquanto assistimos outros times na mesma situação dar uma "engrenada". É o desespero. Quem parece muito calmo é o Sr. Gilvan e nosso técnico Luxemburgo que estão pacientemente esperando que as vitórias cheguem... Nós é que somos muito impacientes e intolerantes.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 3 X 0 CRUZEIRO
Local: estádio de Itaquera, em São Paulo (SP)
Data: 23 de agosto de 2015, domingo
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Péricles Bassols Pegado Cortez (RJ)
Assistentes: Rodrigo F. Henrique Correa (RJ) e Luiz Claudio Regazone (SP)
Público: 41.380 espectadores (41.014 pagantes)
Renda: R$ 2.671.941,50
Cartões amarelos: Bruno Henrique e Gil (Corinthians); Fabrício (Cruzeiro)
Gols: Vagner Love, aos 14 minutos do primeiro tempo, Jadson, aos 44 minutos do primeiro tempo e Vagner Love, aos dois minutos do segundo tempo
CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Felipe, Gil e Uendel; Bruno Henrique (Ralf); Jadson (Matheus Pereira), Elias, Renato Augusto e Malcom; Vagner Love (Danilo)
Técnico: Tite
CRUZEIRO: Fábio; Mayke (Fabiano), Manoel, Paulo André e Mena; Charles (Willian), Henrique, Fabrício e Alisson; Marquinhos (Arrascaeta) e Leandro Damião
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

quinta-feira, 20 de agosto de 2015

Cruzeiro consegue gol importante, apesar da derrota: 2x1

Palmeiras 2 x 1 Cruzeiro - Arena Palestra - Oitavas de final - Copa do Brasil 2015
Jogo bom
O Cruzeiro jogou bem. Diriam alguns que não tendo o peso de fazer o resultado para se livrar do perigo do rebaixamento, como é o caso dos jogos do Brasileirão, o time pôde jogar com mais tranquilidade e pôde criar mais jogadas ofensivas. Esta conclusão pode se embasada no fato de que empatamos o jogo e tivemos boas chances até de ter ganho a partida e ainda mais, L.Damião fez um belo gol. Nossos volantes pareciam melhor distribuídos em campo e realmente o time funcionou melhor nesta armação. Resta saber o que realmente contribuiu mais para isso.

Time alternativo?
A indefinição no Cruzeiro é tanta que agora podemos defender que este time alternativo pode muito bem ser o titular também no Brasileiro. O Cruzeiro não tem ainda um time definido, já estamos no 2º semestre, no 2º turno do campeonato mais importante do país, em uma situação ridícula para os padrões do Cruzeiro, mesmo se desconsiderarmos que somos os atuais BI-CAMPEÕES BRASILEIROS. Nosso presidente anda batendo cabeça e dando declarações cada vez mais desanimadoras... uma total falta de planejamento e percepção do que anda acontecendo. Inclua-se aí, ao lado da diretoria, toda a comissão técnica.

Chances
Com o golzinho fora de casa o Cruzeiro mantém vivas as possibilidades de uma classificação para a próxima fase da Copa do Brasil. Bastaria uma vitória simples por 1x0 para nos garantirmos. Nada complicado, nada impossível, a menos que consideremos somente nossos últimos retrospectos. Embora tenhamos boas condições de conseguir a classificação o técnico já disse que vai priorizar o Brasileirão onde realmente precisamos de melhorar nosso desempenho. Na prática, significa que não temos que nos preocupar, afinal, um time alternativo pode nas atuais circunstâncias jogar melhor que o dito principal. Avante Raposa!

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 2 X 1 CRUZEIRO
Local: Estádio Palestra Itália, em São Paulo (SP)
Data: 19 de agosto de 2015, quarta-feira
Horário: 22 horas (de Brasília)
Público: 24.889 pagantes
Renda: R$ 1.621.115,00
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (PE)
Assistentes: Kleber Lucio Gil (Fifa-SC) e Rafael da Silva Alves (RS)
Cartões amarelos: Zé Roberto (Palmeiras); Fabrício (Cruzeiro)
Gols:
PALMEIRAS: Cleiton Xavier, aos sete minutos do primeiro tempo; Rafael Marques, aos 17 minutos do segundo tempo
CRUZEIRO: Leandro Damião, aos quatro minutos do segundo tempo
PALMEIRAS: Fernando Prass; Lucas, Jackson, Vitor Hugo e Egídio; Andrei, Arouca (Rafael Marques), Zé Roberto e Cleiton Xavier (Amaral); Dudu e Barrios (Cristaldo)
Técnico: Marcelo Oliveira
CRUZEIRO: Fábio; Mayke, Manoel, Paulo André e Mena; Henrique, Charles (Ariel Cabral), Fabrício e Alisson (Arrascaeta); Marquinhos (Vinícius Araújo) e Leandro Damião
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

segunda-feira, 17 de agosto de 2015

Em jogo truncado Cruzeiro só empata: 0x0

Cruzeiro 0 x 0 Internacional - Mineirão - 19ª rodada - Brasileirão 2015
Não faz gol
O Cruzeiro é um dos times do Brasileiro que menos gols faz. Também é um dos que menos gols toma. Por incrível que pareça só dois times tomaram menos gols que o Cruzeiro. Um é o líder Corinthians e o outro esta na zona de rebaixamento, é o Goiás. Quem pode explicar tanto contraste numa equipe? Tantas atuações péssimas na parte defensiva e não tão más na parte defensiva. Será que o Professor não enxergou ainda o maior problema do nosso time que é colocar a bola pra dentro, ou seja, o ataque? Será porque não ensaia jogadas de escanteios, será porque não desiste de vez do esquema com L.Damião que esta provado não funciona mais? Felizmente parece que do Willian ele já desistiu, resta agora esquecer L.Damião. Só que não... Vem aí a ausências de Arrascaeta, Mena e Alisson que servirão as suas Seleções. Que situação né?

Tabela
Nunca o Cruzeiro fez um campeonato TÃO RUIM como o de 2015, nos tempos dos pontos corridos, NUNCA. Digno de um time que vai pra 2ª Divisão, o Cruzeiro só conquistou 21 pontos quando em 2011, aquele ano horrível, acabamos o 1º turno com 27 pontos e só nos safamos da segundona na última rodada com aquela fatídica goleada em cima do rival, os famosos 6x1. O que nos reserva o 2º turno? Decepção? Reação? Esperamos que a 2ª opção, não a 2ª divisão MAS, o próximo jogo é contra o preferido da mídia-cbf em sua casa e quando o dito cujo estará defendendo a liderança, temos chances?

Incrível
Como o apático GPT fica esperando que as vitórias venham e não faz mais nada? Até os questionados Irmãos Perrella já estariam tomando alguma atitude. Ver nosso técnico perdido e sem ação em campo, ver nossos jogadores desanimados e até, quem sabe, desinteressados correndo sem objetivos atrás da bola sem acreditar que chegarão ao gol do adversário, tem nos feito sofrer demais. Nem nos escanteios conseguimos mais fazer gol. Gol agora é artigo de luxo no Cruzeiro, não é à toa que em 19 rodadas o time só conseguiu fazer 15 gols. Tem base isso? Luxa no desespero colocou o novo contrato Ariel em campo sendo que este visivelmente não tinha condição de jogo, totalmente sem ritmo (mal mal viu a cor da bola). Estamos em rota de queda não por derrotas, mas mas por não conseguirmos vencer ninguém. É nosso problema é a escassez de vitórias, nosso time não tem poderio ofensivo algum. Ontem quantos chutes a gol demos? Dois ou três? Tá difícil. Olho vivo e bem aberto Cruzeirense!

FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO 0 X 0 INTERNACIONAL
Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: 16 de agosto de 2015, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (Fifa-SP)
Assistentes: Kléber Lúcio Gil (Fifa-SC) e Daniel Ziolli (Asp. Fifa-SP)
Público: 14.166 pagantes
Renda: R$ 449.105,00
Cartões amarelos: Paulo André e Mayke (Cruzeiro); Geferson e William (Internacional)
CRUZEIRO: Fábio; Mayke, Manoel, Paulo André e Mena; Willians, Henrique, Charles (Ariel Cabral), Alisson e Marquinhos (Marinho); Vinícius Araújo (Leandro Damião)
Técnico: Vanderlei Luxemburgo
INTERNACIONAL: Alisson; William, Paulão, Ernando e Geferson; Rodrigo Dourado, Nilton, Nicolás Freitas (Zé Mário) e Valdívia (Rafael Moura); Eduardo Sasha e Vitinho (Taiberson)
Técnico: Argel Fucks

sexta-feira, 14 de agosto de 2015

Cruzeiro dá vexame e sofre goleada no sul: 3x0

Joinville 3 x 0 Cruzeiro - Arena Joinville - 18ª rodada - Brasileiro 2015 
Vexame
Sim, vexame mesmo. Apresentação RIDÍCULA DO CRUZEIRO em Joinville. Uma partida pra ser esquecida pela torcida e estudada a fundo pelo Professor VLux. Isto não pode ocorrer de novo. O que houve com o time? Fábio catando borboletas e sem segurança no gol. Seria efeito da pressão por uma renovação contratual com salários estratosféricos para a pré aposentadoria do goleiro? Que é isso Fábio, que noite bizarra foi essa?

Nada
Sim o Cruzeiro não fez nada em campo. Só foi a Santa Catarina passear... passearam em campo. Desmotivados, desanimados, sem inspiração nossos jogadores apenas assistiram o Joinville, um dos piores times do campeonato jogar e dar show de bola no Cruzeiro. Inaceitável e inacreditável. Só um jogador se salvou neste jogo: Alisson.

Sem perspectiva
Ao vermos um jogo como este caem por terra quaisquer crenças de que o Cruzeiro terá condições não só de ficar entre os 10 melhores mas pior, de se manter na 1ª divisão. Claro que um jogo não sela o destino do time num campeonato de pontos corridos, mas, após uma partida lamentável como esta não se tem mais ânimo algum para acreditar neste time. VLux vai ter que, junto com a diretoria, se explicar, sem repetir os discursos infantis de sempre. Abre o olho Cruzeiro, abre o olho Cruzeirense.


FICHA TÉCNICA  
JOINVILLE 3 x 0 CRUZEIRO
Local: Arena Joinville, em Joinville (SC) 
Data: 13 de agosto de 2015 
Horário: 21 horas (de Brasília) 
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (Fifa-RS) 
Assistentes: Ivan Carlos Bohn (PR) e Lúcio Beiersdorf Flor (RS) 
Público: 10.498 pessoas 
Renda: R$ 158.095,00 
Cartões amarelos: Kadu (Joinville); Charles e Willian (Cruzeiro) 
GOLS: JOINVILLE: Marcelinho Paraíba (de falta), aos 13 e Bruno Aguiar, aos 26 do primeiro tempo; Trípodi, aos 26 minutos do segundo tempo 
JOINVILLE: Agenor; Mário Sérgio, Bruno Aguiar, Guti e Diego; Naldo (Luiz Meneses), Anselmo, Kadu, William Popp (Marion) e Marcelinho Paraíba (Trípodi); Edigar Junio 
Técnico: PC Gusmão 
CRUZEIRO : Fábio; Léo, Manoel, Paulo André e Fabrício; Willians, Henrique, Charles (De Arrascaeta), Alisson e Marinho (Willian); Vinícius Araújo (Leandro Damião) 
Técnico: Vanderlei Luxemburgo
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Vão pra lá, venham pra cá, naveguem pois:

Notícias do Maior de Minas - Site Oficial

Globo Esporte

Você no mapa:


Visitor Map