sábado, 25 de junho de 2016

Enfim o Cruzeirão voltou: 2x1

Cruzeiro 2 x 1 Palmeiras - Mineirão - 11ª rodada - Brasileirão 2016
Willian, quebra o jejum, marca duas vezes e dá ao Cruzeiro a vitória.
De volta
Sim o Cruzeirão Bi Campeão esta de volta. Pelo menos se tomarmos como base apenas este jogo do Time Celeste nesta temporada. Jogou demais o Time Azul. Poderia com um tiquinzinho mais de sorte somente, ter GOLEADO O LÍDER DO BRASILEIRÃO de uns 5x1 mais ou menos. Foram vários gols perdidos. Dominamos a partida, impusemos nosso jogo, tivemos a bendita posse de bola como em várias partidas da temporada, mas fomos mais efetivos, ofensivos e perigosos. Tivemos milhares de boas tramas ofensivas, Alisson estava impossível, Willian alucinado e Arrascaeta inspirado. Mayke repetiu a ótima atuação do último jogo. Henrique seguro, Bryan muito bem, Bruno Viana idem, Fábio tranquilo como sempre. Romero ajudou demais e Bruno Ramires também muito bem.

O jogo
Aos 10 minutos do 1º tempo o artilheiro do time paulista abriu o placar numa falha infantil do nosso setor defensivo... Tá certo que mal deu tempo de sentir um frio na barriga porque logo, logo Wilian empatou, 4 minutos depois com belo cruzamento de Bryan que Arrascaeta ajeitou de cabeça para que Willian fuzilasse igualando a peleja. O torcedor do Cruzeiro pode ter temido, mas o time não se deu por rogado e foi a luta, não deixando o Palmeiras jogar. Continuou após o gol a mandar na partida. No 2º tempo já começou fervendo pra cima do Verdão e aos 2 minutos novamente Willian mandou pras redes um cruzamento perfeito do Alisson. Um bom tempo se passou até que o líder do campeonato voltasse a si, ficou atordoado e o Cruzeiro perdeu um caminhão de gols, jogou na intermediária do adversário. Mesmo cansado o Cruzeiro não deu moleza para os paulistas e garantiu sua 1ª vitória no Mineirão neste Brasileirão.

Bento
O técnico Bento conseguiu neste bloco de 5 jogos difíceis se sair até bem. Venceu as rosinhas de Vespasiano, perder para elas é ruim quando estamos bem e péssimo quando vamos mal. Vencemos agora o líder e vencemos na 4ª a Ponte na casa deles que é também uma missão difícil e com goleada. Perdemos no Mineirão para o fraco e inexplicado time do Flamengo e perdemos para o Grêmio o que era esperado. Três vitórias em 5 jogos podem demonstrar com bastante razoabilidade, principalmente em se tratando do líder do campeonato e de 2 times que estavam até então bem no certame, que o time esta evoluindo e assimilando a filosofia de Bento. Sem falar que das 3 vitórias duas foram fora de casa em dois estádios pequenos, difíceis.

FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO 2 X 1 PALMEIRAS
Local: Estádio do Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: 25 de junho de 2016, sábado
Horário: 19 horas (de Brasília)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (Fifa-RS)
Auxiliares: Alessandro A. Rocha de Matos (Fifa-BA) e Bruno Raphael Pires (Fifa-GO)
Público: 18.082 pagantes
Renda: R$ 577.097,00
Cartões amarelos: Bruno Rodrigo, Lucas Romero, Arrascaeta e Bruno Ramires (CRU); Edu Dracena e Tchê Tchê (PAL)
GOLS:
CRUZEIRO: Willian, aos 14 minutos do 1º Tempo e aos 2 minutos do 2º Tempo
PALMEIRAS: Gabriel Jesus, aos 10 minutos do 1º Tempo
CRUZEIRO: Fábio; Mayke, Bruno Rodrigo, Bruno Viana e Bryan; Henrique, Lucas Romero, Bruno Ramires (Fabrício Bruno), Alisson (Allano) e De Arrascaeta; Willian (Riascos)
Técnico: Paulo Bento

PALMEIRAS: Fernando Prass; Fabiano, Edu Dracena, Vitor Hugo e Egídio (Thiago Santos); Tchê Tchê e Moisés; Roger Guedes (Cristaldo), Cleiton Xavier (Luan) e Dudu; Gabriel Jesus
Técnico: Cuca

quinta-feira, 23 de junho de 2016

Cruzeiro goleia em Campinas: 4x0

Ponte Preta 0 x 4 Cruzeiro - M. Lucarelli - 10ª rodada - Brasileirão 2016
Henrique abriu a goleada,

Arrascaeta contribuiu com 2 gols e Alisson fechou.
Show
O time deu mesmo um show. Claro, não há nesta frase nenhum deslumbre pela bela vitória. A fragilidade da Ponte ajudou-nos sobremaneira. Nosso show foi na entrega, na doação da equipe que esteve ligada o tempo todo. Não demos as bobeiras costumeiras e ainda soubemos aproveitar TODAS as chances que tivemos. Finalizamos bem menos que a Ponte mas finalizamos com eficiência. A sorte acompanha quem trabalha, quem persiste. O nosso 1º gol surgiu assim, com sorte Henrique conseguiu espaço para dominar a bola matando-a no peito e chutando de maneira indefensável. No 2º gol, um ótimo passe de Mayke que aliás, fez ótima partida, encontrou Arrascaeta que conseguiu tirar o goleiro da jogada e marcar o gol do nosso alívio.

Continuando
No 2º tempo o time continuou focado, determinado a segurar a vitória, custe o que custar. Com obediência tática o time conseguiu neutralizar a Macaca que pouca resistência oferecia. Logo aos 8 minutos Riascos chutou e a bola bateu no braço do defensor adversário. Pênalti. Como a sorte hoje nos visitava o mesmo Arrascaeta que perdera um pênalti no último jogo foi lá e converteu. 3x0. Tranquilidade maior não haveria. Alisson ainda teve a chance de ampliar o marcador com um belo gol, faltaram poucos centímetros para fazer um golaço encobrindo o goleiro. Mas ele mesmo foi beneficiado com o pênalti sofrido por Willian. Marcou e fechou o placar da goleada. Os comentaristas criticaram a marcação. Houve o puxão em Willian, uns juízes talvez não marcassem, este e outros marcariam.
Tomara que o time ganhe a confiança necessária para se impor mais e conquistar as vitórias para que o Técnico Bento possa enfim desenvolver com mais firmeza seu trabalho.
Folga
A vitória dá uma folga para Bento poder armar o time com mais tranquilidade. A mídia suja e anti-cruzeirense de BH já começava a se movimentar para MANIPULAR OS INOCENTES e pedir a cabeça do técnico. Vão ter que se calar agora e tomara possamos conquistar a 1ª vitória em casa em cima dos líderes para sepultar de vez o plano da mídia provinciana de criar mais uma crise no Maior de Minas. Abre o olho Cruzeirense, não dá ouvidos para esta corja não, eles NÃO QUEREM o bem do Cruzeiro. Avante Raposa.

FICHA TÉCNICA
PONTE PRETA 0 X 4 CRUZEIRO
Local: Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)
Data: 22 de junho de 2016 (quarta-feira)
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (PA)
Assistentes: Márcio Gleidson Correia Dias (PA) e Hélcio Araújo Neves (PA)
Cartões Amarelos: Kadu, Reinaldo e Wellington Paulista (Ponte Preta); Romero, Arrascaeta, Willian e Mayke (Cruzeiro)
GOLS: Henrique, aos sete minutos do primeiro tempo; Arrascaeta, aos 20 minutos do primeiro tempo e aos nove minutos do segundo tempo; Alisson, aos 32 minutos do segundo tempo
PONTE PRETA: João Carlos; Nino Paraíba, Fábio Ferreira, Kadu e Reinaldo; João Vitor e Renê Júnior (Ravanelli); Felipe Azevedo, Cristian (William Pottker) e Clayson; Roger (Wellington Paulista)
Técnico: Eduardo Baptista

CRUZEIRO: Fábio; Mayke, Bruno Viana, Bruno Rodrigo (Fabrício Bruno) e Bryan; Romero, Henrique, Bruno Ramires, Arrascaeta (Bruno Nazário) e Alisson; Riascos (Willian)
Técnico: Paulo Bento

domingo, 19 de junho de 2016

Cruzeiro decepciona no sul: 2x0

Grêmio 2 x 0 Cruzeiro - Arena do Grêmio - 9ª rodada - Brasileirão 2016 

Sem brilho
Mais um jogo sem brilho, mais uma derrota esperada do Cruzeiro afinal, ganhar do Grêmio lá não seria uma tarefa para este time do Cruzeiro. Eles estão invictos em casa, nem um gol sofreram até este momento. Mas, mesmo assim íamos conseguindo cozinhar os gaúchos até o finalzinho do 1º tempo. Com aquele joguinho típico do Cruzeiro 2016 fomos ganhando tempo mas num lance fortuito numa bobeira defensiva o Grêmio abriu o placar. Depois fez mais um no 2º tempo. Tivemos a possibilidade de tentar uma reação, dar um calor no time sulino mas Arrascaeta mandou a bola para a lua numa cobrança de pênalti. Inacreditável não é? Será que faltou aos treinos de cobranças de pênalti?

Marcação
O Cruzeiro voltou a protagonizar seu jogo típico desta temporada. Detém a posse de bola mas é improdutivo. Fica do meio de campo até a intermediária adversária tocando de um lado para o outro sem oferecer perigo algum a meta adversária. O Grêmio até aceitou durante bom tempo este jogo, todos já sabem que isso não dá em nada. Até deu esperanças ao Torcedor Celeste de que poderíamos levar um pontinho do Sul, mas, não deu. Uma das únicas e boas coisas deste time é a marcação. Todos marcam e enquanto isso funciona não tomamos gols. Acontece que num dado momento aparece a falha individual ou deficiência de algum marcador e a casa cai, como no 1º gol que sofremos. Deixaram o atacante sozinho. No 2º deixaram o gremista chutar com liberdade e Fábio espalmou de maneira errada a bolam nos pés de outro gremista que estava também desmarcado. Novamente a derrota amarga vai estar na nossa bagagem.


Tabela e presente

Com a derrota no Sul o Cruzeiro alcançou a LANTERNA DO CAMPEONATO. Este é o presente para nosso técnico que aniversaria amanhã dia 20. Esta semana sairam notícias de que o Técnico Azul não fala ou evita falar em reforços. Não sei o que ele tem em mente, mas acho que ele precisa precionar a diretoria por reforços, principalmente para o setor ofensivo. Que realmente não fale disso a imprensa, que pode mais atrapalhar que ajudar, mas que cobre com veemencia da diretoria.


FICHA TÉCNICA
GRÊMIO 2 X 0 CRUZEIRO
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Data: 19 de junho de 2016 (domingo)
Horário: 19h00 (horário de Brasília)
Árbitro: Thiago Duarte Peixoto (SP–ASP-FIFA)
Assistentes: Marcelo Van Gasse (SP–FIFA) e Alex Ribeiro (SP–ASP FIFA).
Cartões amarelos: CRUZEIRO: Riascos, Bruno Viana.
GOLS:
GRÊMIO: Luan, aos 43 minutos do 1T, e Douglas, aos 6 minutos do 2T.
GRÊMIO:Marcelo Grohe; Ramiro, Geromel (Marcelo Hermes), Wallace Reis (Bressan) e Marcelo Oliveira; Wallace, Maicon (Jailson), Douglas e Giuliano; Luan e Everton.
Técnico: Roger Machado.

CRUZEIRO:Fabio; Lucas, Fabrício Bruno, Bruno Viana e Bryan; Lucas Romero, Henrique, Arrascaeta e Alisson (Bruno Ramires); Riascos (Willian) e Rafael Silva (Allano).
Técnico: Paulo Bento.

quinta-feira, 16 de junho de 2016

Ainda não foi desta vez que vencemos em casa: 1x0

Cruzeiro 0 x 1 Flamengo - Mineirão - 8ª Rodada - Brasileirão 2016  

Ainda não
Foi desta vez. Mais uma derrota em casa deve estar preocupando nosso técnico Bento. O que há de errado? Como perder para o Flamengo jogando em casa após 15 anos e ainda perder para o pior time do Flamengo nestes 15 anos? Um lance, um gol e papo encerrado. A derrota esta decretada e é irreversível. Como não conseguimos reagir. "Bento vê derrota injusta e admite influência dos desfalques" o que todos concordamos. Elber fez muita falta. Arrascaeta e Alisson não estavam num bom dia. Ariel Cabral não é mais aquele de 2015.

Jogamos mais
Não resta dúvida que merecemos a vitória. Produzimos muito mais, tivemos maior domínio do jogo mas não fomos efetivos, faltou objetividade e faltou maior empenho em jogar simples e procurar o gol. Pela parte ofensiva a defesa falhou claramente. Todos sabem do tamanho do zagueiro do time carioca, sabem que ele não pode ficar desmarcado pois terá mais facilidade em cabecear. Todos sabem, mas nada fizeram. E Léo? Por que não jogou? Será que não é mais seguro que os meninos que estão jogando? Bento deve ter bons motivos para deixá-lo fora, mas nós temos o direito de ficarmos sem entender.

Tabela
Uma lástima, não ficamos mais que uma rodada fora da zona do desconforto. Já lá estamos de novo. O time precisaria de uma sequência de 2 a 3 vitórias para poder respirar e prosseguir com o trabalho. Não deu, vamos em busca desta sequência novamente agora contra o Grêmio, parada torta, e a  Ponte Preta, que sempre complica contra o Cruzeiro. Não dá para perder tempo, não dá para escolher adversário, se são os próximos confrontos é neles que devemos buscar os resultados. Avante Cruzeiro.


FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO-MG 0 X 1 FLAMENGO-RJ
Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: 15 de junho de 2016 (Quarta-feira)
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Raphael Claus (Fifa-SP)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (Fifa-SP) e Rogério Pablos Zanardo (SP)
GOL: Réver aos 42 minutos do primeiro tempo
CRUZEIRO: Fábio, Bruno Ramires, Bruno Rodrigo, Fabrício Bruno e Allano; Henrique, Ariel Cabral (Mayke), Alisson, Alex (Willian) e De Arrascaeta; Duvier Riascos (Rafael Silva)
Técnico: Paulo Bento
FLAMENGO: Alex Muralha, Rodinei, Réver Rafael Vaz e Jorge; Márcio Araújo, Willian Arão, Alan Patrick (Cuéllar) e Everton (Fernandinho); Felipe Vizeu e Marcelo Cirino (Pará)
Técnico: Zé Ricardo

segunda-feira, 13 de junho de 2016

Cruzeiro mantém invencibilidade no galinheiro com grande vitória: 3x2

Atl. Mineiro (MG) 2 x 3 CRUZEIRO - Est. Independência (do América Mineiro) - 7ª rodada - Brasileirão 2016
 
Alisson e Riascos, os donos da alegria. Arrascaeta arrebentou.
Bruno Rodrigo, o zagueiro artilheiro marcou mais um.


Grande vitória
Neste jogo o Cruzeiro até que não se pode dizer dominou o jogo completamente. Foi uma partida muito disputada como de costume. As franguinhas de Vespasiano dão de tudo em campo para vencer o Maior de Minas, sempre conseguindo valorizar nossas vitórias. Esta foi a 3ª consecutiva dentro do galinheiro do América, onde elas jogam regularmente. O Cruzeiro manteve apenas o controle do jogo de uma maneira menos contundente. Teve chances de ampliar já no 1º tempo após ter sair perdendo e empatando cinco minutos depois de ter sofrido o 1º gol. O gol Celeste, marcado por Alisson foi feito após uma jogada muito bem trabalhada no ataque por Arrascaeta. Arrascaeta aliás participou dos 3 gols do Cruzeiro, jogou muito. Arrascaeta entrou na área colocando a galinhada para dançar, Vitor rebateu e Riascos fez seu 1º com a camisa Celeste. Aos 16 do 2º tempo novamete Arrascaeta faz ótimo lançamento que encontra o Cabeça de Míssil Bruno Rodrigo, que com bela cabeçada determina nossa vitória.

Muita luta
Nossos Guerreiros dos Gramados tiveram de ter muita vontade e força. Com as 3 expulsões tivemos de segurar as frangas ensandecidas pelas torcedoras que cacarejavam sem parar nas arquibancadas do apertadinho galinheiro do América Mineiro. Infelizmente o lateral Lucas que pouco ajuda o Cruzeiro, aliás mais prejudica foi expulso após levar o 2º amarelo. Ele precisa receber uma punição e o Cruzeiro precisa de um outro lateral para ser titular, ele não demonstrou qualidade para ser titular no cruzeiro e ainda é indisciplinado. Com a expulsão ficamos com 9 sendo que numa confusão já tinha sido expulso Bryan. Depois foi a vez do outro Lucas o Romero que mais ou menos esta na mesma situação do xará. Tivemos um sufoco no final da partida, mas conseguimos os importantíssimos 3 pontos e ainda jogamos as Rosinhas na Zona do Rebaixamento o que nos mostra que foi um grande resultado. M.Oliveira continua NÃO SABENDO JOGAR CLÁSSICOS. Por outro lado Bento estréia muito bem vencendo seu 1º clássico citadino.




Quem jogou mais
Claro que o placar já faz justiça, mas cumpre ressaltar que as frangas fizeram um gol de falta num erro infantil da barreira Celeste que pulou e deixou a bola passar e depois numa bobeira defensiva deixaram o atacante franga de cara com o Fábio. O Cruzeiro teve muito mais efetividade e seus gols foram todos trabalhados em grandes jogadas. De Arrascaeta acabou com a zaga das Rosinhas, vão sonhar com ele por duas semanas. Alisson estava endiabrado e enfim Riascos marcou seu gol no Cruzeiro. Só Elber não esteve tão bem. Perdeu uma chance de ouro de aumentar o placar no 1º tempo sozinho com o goleiro das frangas. Não conseguiu. Fomos melhores defensivamente e ofensivamente. Melhor distribuídos em campo e conseguimos obter exito na nossa estratégia em campo. Jogamos na casa (no galinheiro do América) do adversário, com 3 jogadores a menos e ainda assim vencemos. Grande batalha que valoriza o trabalho de Paulo Bento. Parabéns Escrete Azul.

IMPAGÁVEL
A reação do comentarista Bobo Faria da #GloboGolpista. Não teve nada para elogiar nas frangas, mas não se deu por vencida e não elogiou nada no Cruzeiro o grande time do jogo. Quis novamente levantar a bobagem das suas opiniões imbecis sobre o Fair Play querendo indispor o telespectador com o Técnico Azul Paulo Bento. A franga Bobo Faria teve que engolir mais uma derrota do seu time dentro do galinheiro.

EDITADO:
Nossos jornalistas esportivos precisam levar mais a sério suas profissões e principalmente respeitar mais seus ouvinte, leitores e telespectadores, sobretudo os jornalistas esportivos MINEIROS. Veja a diferença da análise de um jornalista esportivo português. É GRITANTE.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG 2 X 3 CRUZEIRO

Local: estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)
Data: 12 de junho de 2016 (domingo)
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Marcelo Aparecido de Souza (CBF-SP)
Assistentes: Guilherme Dias Camilo (FIFA-MG) e Pablo Almeida da Costa (asp.FIFA-MG)
Cartões amarelos: Robinho, Fred e Gabriel (Atlético-MG); Lucas, Bruno Viana, Henrique, Alisson, Fabrício Bruno e Fábio (Cruzeiro)
Cartões vermelhos: Marcos Rocha (Atlético-MG); Bryan, Lucas e Lucas Romero (Cruzeiro)
GOLS: Rafael Carioca aos 14 minutos do primeiro tempo e Fred aos 10 do segundo tempo (Atlético-MG); Alisson aos 18 minutos do primeiro tempo, Riascos aos 3 do segundo tempo e Bruno Rodrigo aos 16 (Cruzeiro)
Atlético-MG: Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva e Gabriel; Rafael Carioca, Leandro Donizete, Júnior Urso (Carlos Cesar) e Patric; Carlos (Carlos Eduardo), Robinho (Clayton) e Fred
Técnico: Marcelo Oliveira

Cruzeiro: Fábio; Lucas, Bruno Rodrigo, Bruno Viana e Bryan; Henrique, Lucas Romero, Élber (Bruno Ramires) e Arrascaeta; Riascos (Fabrício Bruno) e Alisson (Allano)
Técnico: Paulo Bento

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Vão pra lá, venham pra cá, naveguem pois:

Notícias do Maior de Minas - Site Oficial

Globo Esporte

Você no mapa:


Visitor Map