domingo, 10 de novembro de 2019

Cruzeiro não consegue vencer mesmo jogando melhor: 0x0

Cruzeiro 0x0 Atl. Mineiro MG (Vespasiano) - Mineirão - 32ª rodada - Brasileirão 2019

Muitas chances desperdiçadas
Mais uma vez o Cruzeiro jogou mais que o adversário mas não conseguiu seu objetivo maior que é a vitória. Jogando em casa contra um time menor, em queda de rendimento e ainda com poucos objetivos era nossa obrigação vencer, isso sem considerar nossa extrema necessidade de pontuar para nos afastar da zona da degola que a cada rodada fica mais próxima. O Cruzeiro precisa vencer duas seguidas o quanto antes para ter tranquilidade.

O jogo
O Cruzeiro foi superior o jogo inteiro mas esbarrou no que Henrique chamou de ansiedade e não conseguiu mudar o placar de 0x0. Foram várias e boas chances desperdiçadas, uma atrás da outra. O Cruzeiro criava mas não finalizava com a necessária qualidade para remeter a bola ao gol. O Cruzeiro detinha quase 80% da posse de bola. Já no fim da etapa inicial o Time Azul pareceu meio cansado e diminuiu o ritmo mas ainda assim era mais perigoso no ataque que o adversário de Vespasiano. Para a etapa final Abel Braga mudou Marquinhos Gabriel por David que é mais agressivo e mais rápido no ataque. Mais para o fim do 2º tempo os times já cansados deixaram o ritmo cair e assim foi até o fim da peleja. O placar não mudou.

Destaques
Hoje mais vez como em várias oportunidades nosso ataque não funcionou. A defesa também, mais uma vez, foi muito bem conseguindo neutralizar as tentativas do adversário. Fábio também contribuiu com sua parte. O meio também ajudou, não só trabalhando na contenção como na armação. Só mesmo o ataque, nosso grande calcanhar de Aquiles é que tem dado muita dor de cabeça à Nação Azul. Avante Celeste. 

FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO 0 X 0 ATL.MINEIRO - MG (VESPASIANO)

Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: 10 de novembro de 2019 (Domingo)
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Jean Pierre Goncalves Lima (RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves (RS) e Leirson Peng Martins (RS)
VAR: Daniel Nobre Bins (RS)
Cartões Amarelos: Fábio Santos (Atlético-MG); Henrique (Cruzeiro)

CRUZEIRO: Fábio; Orejuela, Cacá, Fabrício Bruno e Dodô; Henrique, Éderson; Marquinhos Gabriel (David), Robinho (Pedro Rocha), Thiago Neves; Fred.
Técnico: Abel Braga

ATLÉTICO-MG: Cleiton; Patric, Igor Rabello, Réver e Fábio Santos; Zé Welison, Ramón Martínez (Marquinhos), Cazares (Bruninho), Luan e Otero; Di Santo (Ricardo Oliveira).
Técnico: Vagner Mancini

sexta-feira, 8 de novembro de 2019

Cruzeiro traz ponto importante do sul: 0x0

Athletíco 0 x 0 Cruzeiro - Arena da Baixada - 31ª rodada - Brasileirão 2019
 
Empate aceitável
Mais uma história onde o enredo justifica e acaba valorizando o resultado. Mais um jogo em que temos um jogador expulso e temos de ficar felizes com o ponto conquistado. Enfrentar o Athlético em seus domínios nunca foi fácil. Com um time ainda enfrentando muitas dificuldades, até psicológicas pela pressão dos resultados ruins e pegando um adversário bem estruturado que é um dos melhores times no momento não seria loucura se voltassemos de mãos abanando para BH. O ponto conquistado foi sim importante, deve ser valorizado. No início da etapa final ainda ficamos com 10 em campo apenas.

O jogo
Fábio teve de trabalhar bastante. Felizmente foi eficiente e nos garantiu o 0 no placar. O time da casa foi melhor quase que o jogo inteiro mas, Fábio e nossa defesa trabalharam muito bem. Quando o Cruzeiro nos minutos iniciais do 2º tempo quis se impor houve o lance da expulsão. Sassá recebeu lançamento de Fábio, dominou e meteu pras redes. O juiz anulou o gol por Sassá ter dominado com o braço, deu-lhe o segundo amarelo e ele foi expulso. A partir daí o que já era difícil ficou ainda pior, porém nossos guerreiros se desdobraram e não deixaram o Athlético se impor. Foi ainda Ezequiel que teve a melhor chance da etapa final, mas não deu sorte e conseguimos apenas o  empate mesmo.

Destaques
Fábio sem dúvidas brilhou demais essa noite. Sassá embora expulso tava fazendo uma bela partida indo pra cima e buscando jogo. Cacá e Fabrício Bruno deram conta do recado garantido também o 0x0 e na parte ofensiva Marquinhos Gabriel foi um dos destaques também. A situação  não é boa ainda, mas, o Cruzeiro depende de si e precisa vencer as duas próximas partidas para ficar numa ótima situação e assim se livrar praticamente deste fantasma do rebaixamento. Avante Celeste.


FICHA TÉCNICA
ATHLETICO-PR X CRUZEIRO
Local: Arena da Baixada, Curitiba (PR)
Data: 5 de novembro de 2019 (quarta-feira)
Horário: 21h30h (de Brasília)
Arbitragem: Luiz Flavio de Oliveira (SP)
Auxiliares: Anderson José de Moraes Coelho e Bruno Salgado Rizo (ambos de SP)
VAR: José Claudio Rocha Filho (SP)
Cartões amarelos: Léo Pereira, Marco Rúben (Athletico Paranaense); Sassá (Cruzeiro)
Cartão vermelho: Sassá (Cruzeiro)
ATHLETICO-PR: Santos; Madson, Thiago Heleno, Léo Pereira, Márcio Azevedo; Wellington (Marcelo Cirino), Bruno Guimarães (Camacho), Léo Cittadini (Bruno Nazário); Nikão, Rony e Marco Ruben.
Técnico: Eduardo Barros
CRUZEIRO: Fábio; Edilson, Cacá, Fabrício Bruno e Egídio (Dodô); Henrique, Éderson, Marquinhos Gabriel, Robinho (Ariel Cabral); David (Ezequiel) e Sassá.
Técnico: Abel Braga


quarta-feira, 6 de novembro de 2019

Cruzeiro busca empate com um a menos: 1x1

Cruzeiro 1 x 1 Bahia - Mineirão - 30ª rodada - Brasileirão 2019
Sassá fez um lindo gol e empatou a partida alegrando a Nação Azul.
Brincando com o perigo
Se não considerarmos como foi o jogo pensaríamos exatamente nisso. O Cruzeiro está brincando com o perigo. Jogando em casa contra o Bahia que apesar de grande campanha que tem feito nas últimas rodadas anda titubeando. Perdeu até para nosso rival direto na luta contra a permanência na Zona da Degola, o Ceará, jogando em Salvador. Não seria tarefa hercúlea vencer os baianos em nossos domínios. Porém, sabendo do que se passou podemos ver que foi ainda muito bom o empate. Apesar de tudo saímos no lucro.

O jogo
O Cruzeiro começou melhor, construindo boas jogadas e quase abriu o placar ainda no 1º tempo. O goleiro dos baianos teve que fazer uma grande defesa no chute de Edérson. Depois tivemos ainda mais chances mas o placar permaneceu intacto na 1ª parte do jogo, embora tenha tido até gol anulado por impedimento. Já na etapa final, o Bahia veio com mais vontade e se lançava mais ao ataque. Aos 20 minutos a bola bateu no braço de Orejuella e o árbitro que não tinha marcado resolveu conferir com o VAR o lance. O VAR não tinha se manifestado, o que inclusive revoltou Abel Braga. Ao conferir o lance o árbitro resolveu além de marcar o pênalti, expulsar Orejuella. Ultimamente o Cruzeiro tem sim sido muito prejudicado com o VAR. Passados 8 minutos aos 28 Sassá inicia uma jogada e recebeu de Thiago Neves e de fora da área deu um belíssimo chute no ângulo para empatar a peleja e fazer um gol de placa.

Destaques
Sassá foi pedido pela torcida e compensou os clamores da Nação Azul com belo e importante gol. Orejuella não teve culpa no lance, foi a tal bola na mão, mas como abrir a cabeça dessa gente não é? Se fosse do Flamengo, S. Paulo ou Corinthians não seria pênalti nunca. Assim o Cruzeiro vai perdendo pontos importantes mas não há de ser nada. Vamos à luta. Avante Celeste. Hoje vamos ter uma nova batalha no Paraná. Sorte aos nossos guerreiros.


FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO 1×1 BAHIA
Local: Estádio Mineirão, Belo Horizonte (MG)
Data: 3 de novembro de 2019, domingo
Horário: 19h (de Brasília)
Árbitro: Wagner Reway (PB)
Assistentes: Bruno Raphael Pires (GO) e Oberto da Silva Santos (PB).
VAR: Paulo Roberto Alves Júnior (PR)
Cartões amarelos: Orejuela (2), Henrique e Fred (CRU).
Cartão vermelho: Orejuela (CRU)
GOLS:
CRUZEIRO: Sassá, aos 28 minutos do 2ºT.
BAHIA: Fernandão, aos 20 minutos do 2°T.
CRUZEIRO: Fábio; Orejuela, Cacá, Léo e Dodô; Henrique, Éderson, Thiago Neves, Marquinhos Gabriel (Ezequiel) e David (Sassá); Fred (Edílson)
Técnico: Abel Braga BAHIA: Douglas; Nino Paraíba, Lucas Fonseca, Juninho e Moisés; Flávio, João Pedro e Marco Antônio (Lucca); Élber (Rogério), Artur e Fernandão (Arthur Caíke)
Técnico: Roger Machado

sexta-feira, 1 de novembro de 2019

Cruzeiro traz 3 pontos importantíssimos do Rio: 2X0

Botafogo 0 x 2 Cruzeiro - Engenhão - 29ª rodada - Brasileirão 2019


Com ajuda dos novinhos
Um resultado importantíssimo que reacende os ânimos da Nação Azul, sendo que esta vitória agora é ainda muito mais significativa pois enfim saímos da Zona da Degola. É para aplaudir de pé. Ainda para dar uma relevância especial, um dos gols foi feito por Cacá de apenas 20 anos, que veio da base, no seu 11º jogo como profissional. O 1º gol dele jogando no time principal. O outro gol veio dos pés de Ederson já no 2º tempo do jogo. Fábio mais uma vez foi espetacular e fechou a meta Celeste.

O jogo
O jogo já começou bastante movimentado. O Cruzeiro criava muitas e boas jogadas mas a defesa do alvinegro carioca estava muito bem postada. Aos 25 porém, Thiago Neves cobrou um escanteio com perfeição e Cacá subiu mais que todo mundo cabeceando firme para o gol sem chances para Gatito Fernandez. 1x0. O time carioca esboçou reação após o gol mas não conseguia armar uma trama que lhe desse a chance de mandar a bola para o gol. Na etapa final os dois times voltaram com vontade de jogar e o jogo ficou ligeiramente melhor para o Botafogo que fazia de tudo para empatar. Mas nossa defesa rechaçava todas e quando passava era Fábio que garantia o nosso 0 no placar. Já no finzinho do jogo Ederson só empurrou para o gol um lançamento de Ariel Cabral. 2x0. Fim de jogo.

Destaque
Sem dúvidas o destaque do jogo foi Cacá. Pelo gol e pela ótima atuação na defesa. Aliás com dois jogadores reservas há que se ressaltar o bom trabalho do trio, goleiro e zagueiros e o apoio preciso de Orejuella e Egídio além do pessoal da contenção do meio-campo. O Cruzeiro jogou bem e com maturidade, venceu o Botafogo em seus domínios e precisa emplacar uma sequência de mais 2 vitórias pelo menos para se distanciar da zona da degola definitivamente e dar alívio á Nação Azul. Avante Cruzeiro.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO 0 X 2 CRUZEIRO
Local: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 31 de outubro de 2019 (Quinta-feira)
Horário: 21h30(de Brasília)
Público: 22.412 presentes
Árbitro: Caio Max Augusto Vieira (RN)
Assistentes: Jean Marcio dos Santos (RN) e Nailton Junior de Sousa Oliveira (CE)
VAR: Adriano Milczvisk
Cartão Amarelo: Fabrício Bruno e Dodô(Cruza)
Gols
CRUZEIRO: Cacá, aos 25 minutos do primeiro tempo; Ederson, aos 51 minutos do segundo tempo
BOTAFOGO: Gatito Fernández, Marcinho, Joel Carli, Gabriel e Yuri; Cícero, João Paulo, Gustavo Bochecha(Vinicius Tanque), Diego Souza e Leo Valencia(Alex Santana);  Luiz Fernando e Victor Rangel (Igor Cássio)
Técnico: Alberto Valentim CRUZEIRO: Fábio, Luis Orejuela, Fabricio Bruno, Cacá e Egidio; Henrique, Éderson e Thiago Neves; David(Sassá), Fred(Ariel Cabral)e Marquinhos Gabriel(Dodô)
Técnico: Abel Braga

domingo, 27 de outubro de 2019

A agonia parece longe de acabar: 1x1

Cruzeiro 1x1 Fortaleza - Mineirão - 28ª rodada - Brasileirão 2019
Melhor mas não o suficiente
O Cruzeiro jogou melhor que o Fortaleza, manteve o domínio da partida mas ainda assim, num erro de Egídio, tudo caiu por terra e ficamos apenas no empate. No próximo compromisso o Time Celeste vai ao Engenhão enfrentar o Botafogo que também está caindo pelas tabelas, mas, o Cruzeiro sempre teve  muita dificuldade de jogar no Engenhão. Hoje era um jogo fácil, uma quase obrigação de vitória para o Cruzeiro. Deixaram escapar, terão agora de se esforçar bem mais para obter uma vitória fora de casa que nos tire da zona da degola o mais rápido possível.

O jogo
O Cruzeiro entrou em campo pressionando o Fortaleza o tempo todo. Tentou muito, com boas jogadas mas no 1º tempo não conseguiu furar o bloqueio dos cearenses. A 2ª etapa começou como tinha terminado a 1ª. Cruzeiro pressionando muito e Fortaleza se defendendo bem. Aos 34 porém, de tanto insistir o Cruzeiro chegou ao seu gol. Num rebote da defesa Marquinhos Gabriel serviu Orejuella que mandou pras redes. Mas a desatenção estava em campo. 3 minutos depois Egídio foi lançar Sassá e errou. Os adversários pegaram a bola e em contra ataque rápido chegaram a nossa área. W. Paulista tentou e não conseguiu, tentou de novo e marcou. Deixaram-no sozinho na área.

Destaque
A bobeira que o Cruzeiro deu foi a causa da frustração geral da Nação Azul. Ganhando e faltando poucos minutos para terminar o jogo deixaram o Fortaleza empatar. Um rival direto pelo rebaixamento. Imperdoável a bobeira do nosso time. Assim fica difícil cada vez mais acreditar numa recuperação. Tomara que tenha sido apenas uma falta de sorte, que revertamos no Rio a situação e voltemos a respirar aliviados. Avante Azul Celeste.

CRUZEIRO 1 X 1 FORTALEZA

Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: 26 de outubro de 2019, sábado
Horário: 22h (de Brasília)
Árbitro: Raphael Claus (FIFA-SP)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (FIFA-SP) e Neuza Ines Back (FIFA-SP)
VAR: Jose Claudio Rocha Filho (SP)

Cartões amarelos: Jadson, Cacá, Robinho (Cruzeiro); Felipe (Fortaleza)
Gols: Orejuela, aos 34 minutos do segundo tempo (Cruzeiro); Wellington Paulista, aos 37 minutos do segundo tempo (Fortaleza)

CRUZEIRO: Fábio; Orejuela, Fabricio Bruno, Cacá e Egídio; Henrique, Jadson (Marquinhos Gabriel), Robinho (Sassá) e Thiago Neves; David (Ezequiel) e Fred.
Técnico: Abel Braga

FORTALEZA: Felipe Alves; Gabriel Dias, Quintero, Paulão e Carlinhos; Felipe, Juninho e Romarinho (Felipe Pires); André Luís (Kieza), Osvaldo (Marlon) e Wellington Paulista.
Técnico: Rogério Ceni
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Vão pra lá, venham pra cá, naveguem pois:

Você no mapa:


Visitor Map