domingo, 23 de julho de 2017

Cruzeiro desperdiça mais 3 pontos: 0x1

Avaí 1 x 0 Cruzeiro - Ressacada - 16ª rodada - Brasileirão 2017
De novo
De novo o Cruzeiro não jogou bem e deixou de abocanhar mais 3 pontos. Um jogo fácil e tranquilo, tudo que o Cruzeiro precisava mas, mais uma vez deu bobeira, levou um gol e não conseguiu furar o bloqueio defensivo avaiano. Incrível como uma conjugação de fatores ocorrem simultaneamente e nada é feito para mudar o rumo das coisas. Sóbis estava mal, Elber não se pode dizer que estava mal porque não vem jogando nada. Hoje só serviu para armar contra ataques do adversário ao perder a bola no ataque. Thiago Neves que morre no 2º tempo foi substituído por R.Marques mas nem parece que este entrou em campo... aliás vimos ele cabeceando contra o gol do Avaí e entrando na frente num chute de Raniel que tinha a direção do gol e foi só nestes momentos que ele pareceu estar em campo. Já Arrascaeta demorou para entrar e quando entrou mostrou a falta que faz. Deu outra dinâmica ao jogo.

O jogo
O Cruzeiro foi o dono do jogo. Teve a posse de bola, finalizou muito esbarrando na eficiência do goleiro Douglas e impôs seu ritmo. Levou um gol numa bobeada homérica da nossa zaga e não conseguiu reagir mesmo tentando o tempo todo. O Avaí, soube se fechar e conquistou os 3 pontos com surpresa pois seu propósito era nitidamente segurar o jogo e garantir o empate. Poupado Alisson fez novamente falta no jogo. Pela esquerda Diogo Barbosa sem um bom companheiro para jogar tentou com o que tinha mas, Sóbis não dava prosseguimento nas jogadas. Na direita Elber não conseguia criar nada, absolutamente. No meio é Lucas Silva que tem destoado. O Cruzeiro até mereceu o empate mas a boa atuação da zaga do time de Florianópolis aliada ao bom desempenho do goleiro impediram que isso ocorresse. Outro fator determinante para nossa derrota foi o pênalti claro em Elber que o juiz não deu. Impressionante como o juiz de linha de fundo NUNCA intervem. Para quê tem mais este juiz? Não vê nada, não fala nada, não serve para nada!

Tabela
Com esta derrota permanecemos na 8ª posição provisoriamente. Corremos o risco de perder uma ou duas posições. Depois de 2 vitórias e 2 empates saboreamos o amargo gosto da derrota novamente. É muito ponto desperdiçado. Farão falta com certeza ao final do campeonato. Se ao menos passarmos pelo Palmeiras na 4ª feira ainda poderemos valorizar a atitude de Mano poupando jogadores, porém, o campeonato esta seguindo e já estamos a 5 pontos do 1º time da zona do rebaixamento. Nosso plantel tem bons nomes e é grande, dá pra fazer mais né Mano? Vamos trabalhar! Avante Celeste.


FICHA TÉCNICA
AVAÍ 1 X 0 CRUZEIRO
Local: estádio da Ressacada, em Florianópolis (SC)
Data: 23 de julho de 2017, domingo
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza (SP)
Assistentes: Daniel Paulo Ziolli (SP) e Daniel Luis Marques.
Público: 6.773
Cartões amarelos: Wellington Simião, Judson (Avaí)
Cartão vermelho: não teve
GOL: AVAÍ: Júnior Dutra, aos 21 minutos do primeiro tempo
AVAÍ: Douglas; Leandro Silva, Fagner Alemão, Betão e João Paulo; Judson, Wellington Simião (Lucas Otávio), Juan (Rômulo) e Pedro Castro; Júnior Dutra e Joel (Williams)
Técnico: Claudinei Oliveira
CRUZEIRO: Fábio; Lucas Romero, Léo, Murilo, Diogo Barbosa; Henrique, Lucas Silva (Arrascaeta), Thiago Neves (Rafael Marques), Élber; Rafael Sóbis e Sassá (Raniel)
Técnico: Mano Menezes

quinta-feira, 20 de julho de 2017

Em jogo fraco Cruzeiro abdica da vitória: 1x1

Fluminense 1 x 1 Cruzeiro - Giulite Coutinho - 15ª rodada -  Brasileirão 2017

Mais um
Foi mais um jogo em que o Cruzeiro abriu mão de tentar uma vitória que seria possível, bastante possível ante ao inexperiente time do tricolor. O Cruzeiro impôs seu ritmo e dominou as ações. Não fosse o pênalti que qualquer juiz jamais marcaria a favor do Cruzeiro poderíamos ter vencido. Também pesou a decisão de Mano de poupar novamente jogadores. Nosso time foi mutilado, ficou sem conjunto e não conseguiríamos a vitória mesmo jogando 3 dias. Sem criatividade e sem ímpeto o time só conseguiu não deixar o Flu jogar. 

O jogo
No 1º tempo o Cruzeiro foi bem melhor. Dominou as ações e deixou a bola ficar com o fluminense mas o time carioca era improdutivo e não criava boas jogadas. Já o Cruzeiro, mesmo sem a eficiência de outros jogos era bem mais agudo que o tricolor. Mesmo assim o Cruzeiro só chegou ao seu gol aos 35 do 1º tempo quando Thiago Neves passou a bola limpa para que Sassá só emendasse para o gol. Numa jogada que ocorreu fora da área, o juiz acabou marcando pênalti para o time da casa (que é carioca. Cariocas e paulistas tem sempre mais facilidade de conseguir que a arbitragem marque a favor deles lances como este) e houve o empate aos 40 minutos já no fim da etapa inicial. No 2º tempo, na verdade as equipes não se esforçaram, contentaram-se com o resultado. O Cruzeiro demonstrou que não tinha mais pernas e os garotos cariocas acharam que estava de bom tamanho o empate. Sinal de RESPEITO pelo MAIOR DE MINAS.


Destaques
Nem sempre os destaques são positivos. Hoje por exemplo não há como não destacar, principalmente as substituições do Mano. Se quisesse vencer não colocaria Brayan e R.Marques. Rafael Marques não agrega nada, por mais que se tente, não agrega. Elber mais uma vez mostrou que é jogador de etapa complementar, quando os adversários já estão cansados ele sempre vai levar a melhor. Sassá esta crescendo, é nossa esperança de gols. Tem muita vontade e se posiciona bem sempre. Brayan não mostrou a que veio, também a tanto tempo sem jogar não se pode esperar dele muita coisa. O time morreu após os 30 minutos e as substituições acabaram com a pouca qualidade que ainda tínhamos. Ainda bem que o adversário também se mostrou satisfeito com o empate e também mostrou ter perdido a vontade de ganhar o jogo.


FICHA TÉCNICA
FLUMINENSE 1 X 1 CRUZEIRO
Local: Estádio Giulite Coutinho, em Mesquita (RJ)
Data: 20 de julho de 2017 (Quinta-feira)
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Assistentes: José Eduardo Calza (RS) e Mauricio Coelho Silva Penna (RS)
Renda: R$ 115.000,00
Público: 4.757 pagantes
Cartões amarelos: Richarlison, Wendel e Marlon Freitas (Fluminense); Lucas Romero, Ezequiel e Léo (Cruzeiro)
Gols: FLUMINENSE: Richarlison, aos 40min do primeiro tempo
CRUZEIRO: Sassá, aos 35min do primeiro tempo
FLUMINENSE: Júlio César, Lucas (Norton), Henrique, Frazan e Léo; Jeferson Orejuela, Marlon Freitas, Wendel e Gustavo Scarpa; Richarlison e Pedro (Marcos Calazans)
Técnico: Abel Braga
CRUZEIRO: Fábio; Lucas Romero, Leo, Murilo e Diogo Barbosa; Henrique, Ariel Cabral (Rafael Marques), Lucas Silva, Elber (Raniel) e Thiago Neves; Sassá (Bryan)
Técnico: Mano Menezes

domingo, 16 de julho de 2017

Cruzeiro joga com seriedade mas não vence: 1x1

Cruzeiro 1 x 1 Flamengo - Mineirão - 14ª rodada - Brasileirão 2017

Sassá fez seu 1º gol com o Manto Celeste no seu 1º minuto em campo.
Jogou sério
O Cruzeiro fez um jogo maduro contra a urubuzada. Marcou bem, teve paciência para esperar o melhor momento de atacar e quando conseguia a bola na defesa era rápido e determinado em partir para o ataque. Tivemos mais chances que os cariocas e apesar de termos menos posse do bola fomos mais perigosos e efetivos. Só não ganhamos por sorte do goleiro que defendeu uma com a canela e pela fominhagem do Sassá que finalizou muito mal, já que estava acossado por um beque, ao invés de passar a bola com açucar para Sóbis que com certeza faria o gol já no fim do jogo e nos garantiria a vitória.

O jogo
O Cruzeiro era objetivo enquanto o Flamengo tentava em vão impor seu ritmo. O máximo que conseguiu foi ter maior posse de bola mas não levou grande perigo ao gol de Fábio. O Cruzeiro além de ser muito eficiente na marcação (anulou os principais jogadores do time carioca), conseguia ser muito eficiente também nas retomadas de bola quando partia célere para o ataque. Alisson jogou muito e foi um dos destaques do jogo. No 1º tempo as coisas não andaram ou seja, o placar não se movimentou. Já na etapa final o Flamengo abriu o placar numa bobeada defensiva nossa aos 8 minutos. Mano tentou botar a equipe mais ofensiva e começou as substituições. No seu 1º minuto em campo Sassá fez o gol do empate aos 14 minutos do 2º tempo. Recebeu um ótimo passe de Diogo Barbosa, que quebrou a defesa rubro negra e mandou pras redes de 1ª. O jogo continuou bastante equilibrado mas o próprio Sassá protagonizaria um dos lances capitais do jogo. Se tivesse passado a bola pra Sóbis que estava livre a vitória seria nossa. O jogo foi bom, bastante movimentado e o Cruzeiro sai com o gostinho amargo por ter jogado em casa, precisava dos 3 pontos e só levou 1.

Tabela
Com o empate o Cruzeiro ficou na 7ª posição provisóriamente com 21 pontos na 14ª rodada. É uma boa pontuação se compararmos com anos anteriores onde tivemos sérios problemas mas não reflete com certeza a importância do Cruzeiro no futebol brasileiro e não dá tranquilidade à Torcida Azul que com certeza quer ver o Cruzeiro ano que vem de volta a Libertadores da América para tentar buscar o troféu de campeão e assim ter direito a buscar o título máximo do futebol de clubes que nos falta que é o de Campeão Mundial. Avante Azul.

Wimbledon
Não deixaríamos de registrar a grande conquista do GRANDE CRUZEIRENSE, Marcelo Melo. O 1º tenista masculino brasileiro de todos os tempos a conquistar o título de tênis de Wimbledon. 
Leia mais clicando aqui.

FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO 1 X 1 FLAMENGO
Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: 16 de julho de 2017 (Domingo)
Horário: 16h(de Brasília)
Árbitro: Rodolpho Toski Marques (Fifa-PR)
Assistentes: Bruno Boschilia (Fifa-PR) e Victor Hugo Imazu dos Santos (PR)
Cartão Amarelo:Lucas Silva, Rafael Sobis, Lucas Romero (Cru); Geuvânio(Fla)
Gols:
CRUZEIRO: Sassá, aos 14 minutos do segundo tempo
FLAMENGO: Everton, aos oito minutos do segundo tempo
CRUZEIRO: Fábio; Lucas Romero, Leo, Murilo e Diogo Barbosa; Ariel Cabral, Lucas Silva(Nonoca), Elber(Sassá) e Thiago Neves ; Rafael Sobis(Rafael Marques) e Alisson
Técnico: Mano Menezes
FLAMENGO: Thiago, Rodinei, Réver, Rafael Vaz e Renê; Márcio Araújo, Cuéllar(Mancuello), Diego(Berrio), Everton Ribeiro(Geuvânio) e Everton; Paolo Guerrero
Técnico: Zé Ricardo

quinta-feira, 13 de julho de 2017

Cruzeiro domina Atlético: 2x0

Atlético 0 x 2 Cruzeiro - Arena da Baixada - 13ª rodada - Brasileirão 2017
Lucas Romero e Rafael Marques os autores dos gols do Cruzeiro no Paraná.
Domínio
O Cruzeiro dominou o time paranaense e não deu chances para que o time da casa mandasse no jogo. Marcou bem e aproveitou melhor ainda as chances ofensivas que teve. Produziu bem mais que o time rubro negro e venceu com certa facilidade o jogo. Fábio praticamente não fez defesas difíceis. O time da casa não tinha boas tramas ofensivas e finalizava muito mal. 

O jogo
Aos 27 do 1º tempo Lucas Romero deu uma boa arrancada depois recebeu já dentro da área e mandou para o gol abrindo o placar. Enquanto o time da casa tinha maior posse de bola o Cruzeiro quando pegava a bola sabia bem o que fazer com ela. Ao ataque. Foi assim durante quase todo o jogo. Tivemos bem mais volume de jogo e as melhores chances. Já aos 40 do 2º tempo Nonoca que substituiu Lucas Silva deu uma boa arrancada e foi driblando todo mundo. Passou a bola para o Thiago Neves que chutou forte. O goleiro rebateu e Rafael Marques estava lá para mandar para o gol e fechar o placar a nosso favor.

Acumulando
Com as duas vitórias seguidas o Cruzeiro acumulou 20 pontos e agora esta em 5º na tabela. É uma boa pontuação mas temos muito ainda a melhorar para dar mais tranquilidade ao Torcedor Azul. O time ainda é instável. Parece que Murilo vem crescendo e se firmando na defesa. Dá mais segurança a cada jogo. Lucas Romero também melhorou bastante a consistência defensiva no meio campo. Elber poderia ter aproveitado mais a chance de entrar como titular. Pelo que apresentou voltará ao patamar anterior, ou seja, é solução para alguns jogos no 2º tempo apenas. Robinho faz mesmo falta ao time, dá liga ao nosso ataque. Quando joga o futebol de Sóbis e Thiago Neves brilha bem mais.


ATLÉTICO  0 X 2 CRUZEIRO
Estádio: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 12 de julho de 2017, quarta-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Bráulio da Silva Machado (SC)
Assistentes: Carlos Berkenbrock (SC) e Neuza Ines Back (Fifa-SC)
Cartões amarelos: Thiago Heleno e Matheus Anjos (Atlético-PR); Henrique (Cruzeiro)
Gols
CRUZEIRO: Lucas Romero, aos 27 minutos do primeiro tempo e Rafael Marques, aos 40 minutos do segundo tempo
ATLÉTICO -PR: Weverton; Jonathan (Yago), Wanderson, Thiago Heleno e Nicolas (Cascardo), Otávio; Eduardo Henrique, Sidcley e Nikão; Eduardo da Silva e Ederson (Matheus Anjos)
Técnico: Kelly (interino)
CRUZEIRO: Fábio; Lucas Romero, Murilo, Léo e Diogo Barbosa; Henrique, Lucas Silva (Nonoca), Élber (Rafael Marques) e Thiago Neves; Alisson e Rafael Sóbis (Sassá).
Técnico: Mano Menezes.

domingo, 9 de julho de 2017

Cruzeiro vence e não dá chances ao Palmeiras: 3x1

Cruzeiro 3 x 1 Palmeiras - Mineirão - 12ª rodada - Brasileirão 2017
Elber fechou o placar para o Cruzeiro.
Não deu moleza
Desta vez os verdes de S. Paulo não tiveram moleza. Até fizeram um golzinho mas em momento algum puseram pressão contra o Maior de Minas a ponto de colocar sob risco nossa vitória. Claro que vendo pela tela da tv golpista, dava para ter outra leitura, isso para quem confiou no que os narradores e comentaristas diziam. Mas a Nação Azul é sábia e entende de futebol. Via que embora o Cruzeiro não tentasse ter a posse de bola o tempo todo ele dominava o jogo. Marcava e ia ao ataque com consciência e consistência. Fizemos dois gols no 1º tempo e não tivemos praticamente nenhum perigo de tomar um gol. No 2º tempo até que os paulistas tentaram chegar mais perto do gol do Fábio, fizeram algumas jogadas mais perigosas e até um gol mas, não foram ameaçadores da nossa vitória. O Cruzeiro venceu com seriedade e autoridade, mesmo que na tv eles tenham tentado mostrar uma outra partida.

O jogo
O Cruzeiro entrou ressabiado em campo. Depois de levar tantos gols, depois de sair na frente nos últimos jogos e acabar cedendo o empate ou mesmo amargando uma derrota o Time Azul não queria repetir os últimos insucessos. Marcou bem e de perto desde o início do jogo. Desta vez não deram moleza para Dudu e Wilian. Sem se aventurar, o Cruzeiro foi construindo suas jogadas sem correr riscos. Aos 31 do 1º tempo abriu o placar com ótimo passe de Allisson que Thiago Neves em jogada que mostrou muita vontade mandou para as redes quase sem ângulo. Aos 41 num belo chute de Lucas Romero que Hudson desviou o Cruzeiro aumentou o placar. 2x1. Já na etapa final, sofremos um gol aos 16 em boa jogada dos paulistas. Mesmo pressionado pelos retrospectos o Cruzeiro continuou seguro e não desfocou. Aos 46 Elber fez o último gol do jogo em jogada pessoal, mereceu fazer já que sempre tem entrado bem no time. Thiago Neves demorou para ser substituído. Mano não enxergava que ele andava em campo.

A globo fode o futebol
A rede Golpe, ou Globo, aquela que deve milhões tanto ao governo federal como ao governo do Rio, deu um show de como NÃO AGIR numa transmissão nacional. Pareceu que o Palmeiras é que vencia o jogo. Sem olhar para o placar era mesmo esta a impressão que os narradores, CUmentaristas de arbitragem ou futebol e enfim toda a equipe tentavam passar. Eles brigavam até com as imagens sempre defendendo o Palmeiras. Mesmo o Cruzeiro tendo o triplo de situações reais do gol eles conseguiam, na base da cara de pau, dizer que o Palmeiras era muito melhor no jogo, que as estratégias do time paulista estavam sendo melhor implementadas na partida. Só faltou que eles tentassem nos convencer que o Palmeiras vencia o jogo por 1 a 3. Estratégias, armação de jogadas ofensivas, toque de bola envolvente, tudo isso não terá nenhum valor se a bola não entrar na rede. Só isso é que ao final importa.

FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO 3 X 1 PALMEIRAS
Data: 9 de julho de 2017, domingo
Local: Estádio do Mineirão, em Belo Horizonte
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Péricles Bassols Pegado Cortez
Assistentes: Clovis Amaral da Silva e Cléberson do Nascimento Leite
Público: 15.129 pagantes
Renda: R$ 387.378,00
Cartões amarelos: Ariel Cabral (CRU); Mayke, Tchê Tchê, Dudu e Willian (PAL)
Gols:
CRUZEIRO: Thiago Neves, aos 31 minutos do 1º Tempo, Hudson, aos 41 minutos do 1º Tempo, e Élber, aos 46 minutos do 2º Tempo
PALMEIRAS: Willian, aos 16 minutos do 2º Tempo
CRUZEIRO: Fábio, Lucas Romero, Leo, Murilo Cerqueira e Diogo Barbosa; Henrique, Hudson (Lucas Silva), Ariel Cabral e Thiago Neves (Élber); Alisson e Rafael Sóbis (Sassá)
Técnico: Mano Menezes
PALMEIRAS: Fernando Prass; Mayke (Keno), Mina, Luan e Egídio (Michel Bastos); Bruno Henrique e Tchê Tchê; Roger Guedes, Zé Roberto (Raphael Veiga) e Dudu; Willian
Técnico: Cuca
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Vão pra lá, venham pra cá, naveguem pois:

Notícias do Maior de Minas - Site Oficial

Globo Esporte

Você no mapa:


Visitor Map