quarta-feira, 22 de março de 2017

Em jogo apático Cruzeiro empata: 0x0

Joinville 0 x 0 Cruzeiro - Arena Joinville - 3ª rodada -  Grupo C - Copa da Primeira Liga 2017
A volta do Mito foi o destaque do jogo.
Sem necessidade
O Cruzeiro já entrou em campo classificado para a próxima fase da Primeira Liga em 1º lugar. Sem muito interesse no jogo o Cruzeiro de Mano chegou a S. Catarina com o time reserva. Para o Cruzeiro foi só um jogo-treino de luxo. Mesmo assim quem mais se empenhou em vencer o jogo foi o Maior de Minas.

O jogo
O Cruzeiro se impôs e criou muitas jogadas ofensivas. O Joinville postou-se defensivamente e não deu vida fácil aos nossos atacantes. Abdicou do ataque e se defendeu o jogo inteiro no que foi bastante efetivo. Embora com maior posse de bola, mais ação ofensiva e domínio total do jogo o Cruzeiro não conseguiu furar o bloqueio defensivo do time catarinense. Perdemos de 2 a 3 gols feitos, por falta de sorte ou falta de mais tranquilidade e treinamento.

Destaque
Como realmente o jogo não tinha importância o destaque foi a volta do zagueiro Dedé após mais de um ano sem jogar. Apesar de não ser exigido muito do nosso setor defensivo o Mito fez um bom jogo. Dedé passará a ser em breve mais uma peça à disposição do técnico no decorrer da temporada. Bem vindo de volta Dedé.

FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO 0 X 0 TOMBENSE
Local: Arena Joinville, Santa Catarina (SC)
Data: 21 de março de 2017, Terça
Horário: 19h (de Brasília)
Árbitro: Murilo Francisco Misson Júnior
Assistentes: Magno Arantes Lira e Pedro Araújo Dias Costa
Cartões: Lucas Romero, Dedé (Cruzeiro); Gustavo Xuxa (Joinville)
CRUZEIRO: Lucas França, Mayke, Dedé, Murilo, Fabrício, Hudson (Marcos Vinícius), Lucas Silva, Lucas Romero (Bryan), Elber, Rafinha e Raniel (Alex).
Técnico: Mano Menezes.
JOINVILLE: Ferreira, Lucas Sum (Jeferson), Igor, Léo Coltro, Madson (Daniel Soares), Formiga, Renan Torquato, Eduardo Person, Gustavo Xuxa, Dereck (Victor Hugo), Janderson.
Técnico: Fabinho Santos.

terça-feira, 21 de março de 2017

Cruzeiro tropeça e se complica no Mineiro: 1x1

Cruzeiro 1 x 1 Tombense - Mineirão - 8ª rodada - Camp. Mineiro 2017
Derrota
Sim, o empate não pode ser considerado. Neste caso este jogo é como uma derrota pois agora não dependemos somente de nosso desempenho para termos as vantagens nas finais. E sim, a vantagem é muito importante e facilita por demais as coisas. Agora, se eu fosse dirigente no Cruzeiro o foco seria outro. Não temos mais interesse em ser 1º ao término desta fase. Muito pelo contrário temos de ser os últimos (4º colocado) para enfrentar de cara o time de Vespasiano e mostrar logo a que viemos despachando as Frangas do campeonato nas semi-finais. 

Estratégia
Ta certo que a exibição do goleiro do Tombense foi excelente. Ta certo que o time veio com somente um objetivo em mente: segurar o Cruzeiro e tentar arrancar um empate. Ta certo que se aplicaram muito nisto mas, o Cruzeiro precisa aprender a jogar com times retrancados. Tem de achar uma maneira de conseguir mudar esta situação afinal o orçamento do Maior de Minas é infinitamente maior que os dos times do interior e cabe a estes profissionais super bem pagos planejar e executar ações que resultem em vitórias. Não podemos perder um jogo ou empatar por um ou dois erros que cometemos.

O jogo
O Cruzeiro jogou o tempo todo no ataque. Criou milhares de jogadas mas não finalizou com tanta qualidade. Arrascaeta só teve um lance de genialidade que foi o lance do gol. Ali ele foi Arrascaeta. No restante do jogo foi descomprometido. Jogadas infantis que resultavam em perda da posse de bola. Cobrou uma falta com displicência e mandou bem longe do gol. Foi omisso e desfocado, como vem sendo noutros jogos. Sóbis não produziu nada de efetivo. Mano errou na substituição. Demorou demais para colocar o Elber (que infelizmente nada produziu também) e tirou Alisson que era o mais lúcido, o mais comprometido e o que mais produzia no jogo para colocar o Ábila. Se não estavamos conseguindo entrar na área, parece óbvio que Ábila não seria a solução. Ele é bom, mas quando recebe bolas dentro da área e ele é mortal quando recebe bolas na pequena área. Fora disso, sinceramente... nem é bom falar.


FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO X TOMBENSE
Local: Mineirão, Belo Horizonte (MG)
Data: 19 de março de 2017, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Murilo Francisco Misson Júnior
Assistentes: Magno Arantes Lira e Pedro Araújo Dias Cotta
Cartões Amarelos: Ezequiel, Manoel e Rafinha (Cruzeiro); Darley, Robertinho, João Paulo, Matheus Oliveira e Alex Gonçalves.
Gols:
Cruzeiro: Arrascaeta, aos 30 do primeiro tempo
Tombense: Alex Gonçalves, aos 2 do segundo tempo
CRUZEIRO:  Rafael, Ezequiel, Léo, Manoel, Diogo Barbosa, Ariel Cabral, Henrique, Alisson (Élber) e Robinho (Rafinha depois Ábila); Arrascaeta e Ramon Ábila
Técnico: Mano Menezes
TOMBENSE: Darley; André Krobel (Robertinho), Wellington Carvalho, Anderson e Natan; Jonathan, Pedro Castro, João Paulo; Tauã (Daniel Amorim), Matheus Oliveira e Alex Gonçalves (Léo Lisboa)
Técnico: Raul Cabral

quinta-feira, 16 de março de 2017

Cruzeiro segue na Copa do Brasil: 3x0

Cruzeiro 3 x 0 Murici - Mineirão - 3ª fase - Copa do Brasil
Ainda não foi desta vez que T.Neves marcou seu gol com a Camisa Celeste.
Jogo bom
Foi um bom jogo. O Murici não teve ação efetiva de ataque, mas soube se defender e se fechar para não tomar uma goleada histórica como o São Francisco. Em noite de muita infelicidade seus jogadores protagonizaram 2 gols contra e ainda fizeram dois pênalties. Isso mostra que embora a posse de bola fosse absurdamente grande à favor do Cruzeiro o Time Celeste não teve muita facilidade assim para vencer o jogo. Se o time alagoano estava em noite de infelicidade seu goleiro teve uma exibição de gala com várias e difíceis defesas, incluindo aí a defesa do penalty.

O jogo
Pois é, o resultado não traduz bem o que foi o jogo. Só aos 31 minutos do 1º tempo foi que o Cruzeiro pulou na frente no placar, mesmo assim como já sabemos com um gol contra numa falta cobrada por Thiago Neves o jogador do Murici cabeceou para suas próprias redes. Depois num penalty corretamente assinalado, Sóbis fez o 2º aos 37 ainda na parte inicial do jogo. Já na etapa final, aos 38 minutos em uma cobrança de escanteio o 3º gol do Cruzeiro e o 2º gol contra da equipe do Murici. Thiago Neves que sofreu um pênalty ainda perdeu a chance de aumentar o placar e fazer o seu 1º gol com a Camisa Celeste. O Murici jogou bem mas só do meio do campo para trás. Soube se defender muito bem e não deu moleza para o Cruzeiro. Claro que a diferença técnica é gigante e de todo modo o Cruzeiro venceria com certeza a partida, mas sem dúvida, não venceria por um placar tão elástico. Eles sabem tocar bem a bola, se defendem bem e precisariam melhorar o setor ofensivo apenas.

Sequência
Com a vitória o Cruzeiro se classificou para a 4ª fase da Copa do Brasil. Haverão 10 times na disputa e na 5ª fase entram mais times (os que estão na Libertadores). Ainda será realizado o sorteio que anunciará quem é o próximo adversário do Time Celeste. O Cruzeiro segue firme em busca da conquista da sua 5ª Copa do Brasil.


EDITADO- 17.3.17

Achei necessária uma intervenção aqui porque tenho visto uma corrente na mídia galista da Capital querendo colocar o goleiro Fábio novamente como titular do Cruzeiro. Claro que o Mano não vai se deixar levar por esta trupe (no sentido depreciativo) nojenta, mas, nosso torcedor pode ser manipulado por esta campanha. Rafael esperou muitos anos pacientemente pela sua chance. Nada pode retirá-lo da posição de titular agora a não ser seu desempenho. Pronto. Nada pode trazer de volta Fábio ao gol do Cruzeiro a não ser que o Rafael passe a ter um desempenho ruim, o que esta muito distante da realidade já que seu desempenho é até muito melhor que o próprio Fábio vinha tendo.
#RafaelTitular não tem pra ninguém.


FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO 3 X 0 MURICI
Local: Mineirão, Belo Horizonte (MG)
Data: 15 de março de 2017, segunda-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Sávio Pereira Sampaio (DF)
Assistentes: Daniel Henrique Andrade (DF) e Lucas Modesto (DF)
Cartão amarelo: Patrick (Murici)
Gols: Cláudio, gol contra, aos 31 minutos do primeiro tempo, Rafael Sóbis, aos 37 minutos do primeiro tempo, Deysinho, gol contra, aos 38 minutos do segundo tempo (Cruzeiro)
CRUZEIRO: Rafael, Ezequiel, Caicedo, Léo, Diogo Barbosa, Hudson, Ariel Cabral (Lucas Silva), Thiago Neves, Alisson, Robinho (Elber) e Rafael Sóbis (Ramon Ábila).
Técnico: Mano Menezes
MURICI: Dias; Paulo Sérgio, Cláudio, Sinval, Edson Veneno, Rambo, Patrick, Guêba (Thalison), Paulo Victor (Kattê), Júnior Murici e Deyzinho.
Técnico: Roberval Davino

domingo, 12 de março de 2017

O que esteve fácil quase complicou mas, vencemos: 1x0

América 0 x 1 Cruzeiro - Est. do América / Independência - 7ª rodada - Camp. Mineiro 2017
Sóbis, sofreu e bateu o pênalty fazendo o único gol do jogo.

De fácil ficou quase difícil
Sim, uma partida que parecia fácil nos primeiros minutos foi mudando de perfil até seu encerramento. No 1º tempo mandamos em boa parte do jogo, depois deixamos os adversários equilibrarem um pouco mas isso não representou nenhum perigo. Porém no 2º tempo quase que abdicamos de jogar e as coisas ficaram um pouco complicadas. Rafael fez pelo menos duas defesas difíceis no jogo e corremos sério risco de sofrermos o empate. O time DONO DO ESTÁDIO Independência não vendeu barata a derrota. Deu trabalho.

O jogo
Ganhávamos todas do meio para a frente já que o América quase não chegava em nossa área. Tínhamos uma posse de bola muito maior. Jogávamos como queríamos, na intermediária ofensiva. Aos 16 minutos Sóbis sofreu um pênalty marcado com absoluta correção. Bateu e fez o único gol do jogo. Aí o América deu uma acordada e conseguiu melhorar seus números sem contudo ameaçar o gol de Rafael. Na 2ª etapa porém eles voltaram mais determinados e o Cruzeiro mais relaxado. Jogaram melhor mas não o suficiente para igualarem o placar.

Destaques
Sóbis vem jogando muito bem e Thiago Neves parece crescer a cada jogo no quesito entrosamento com o conjunto Celeste, embora individualmente suas últimas apresentações tem sido um pouco desanimadoras. A defesa é muito sólida com Léo e Manoel se bem que Caicedo também não tem deixado a desejar. O meio com Ariel e Henrique é forte e marcador. Robinho vai muito bem criando e ajudando na armação. Quem esta devendo é Arrascaeta. Talvez esteja com a cabeça na Seleção de seu país. Tomara. Nem devia ter entrado, parece desfocado. As laterais parecem mesmo que já tem dono. Ezequiel e Diogo Barbosa. Os dois tem jogado muito bem.

Arbitragem
Pelo menos nos jogos do Cruzeiro parece que não estamos mal de arbitragem neste ano. Parece que finalmente conseguiram montar uma equipe de árbitros competentes em Minas, competentes e imparciais. Vamos aguardar os clássicos para confirmar isto.


FICHA TÉCNICA:
AMÉRICA-MG 0 X 1 CRUZEIRO
Local: Estádio Independência, Belo Horizonte (MG)
Data: 12 de março de 2017, domingo
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Cleisson Veloso Pereira
Assistentes: Felipe Alan Costa de Oliveira e Ricardo Júnior de Souza.
Gols: Rafael Sóbis, aos 16 minutos do primeiro tempo (Cruzeiro)
Cartões: Thiago Neves (Cruzeiro); Rafael Lima, Gerson Magrão (América)
AMÉRICA-MG – João Ricardo, Rafael Lima, Messias (Alex Silva), Renato Justi; Auro, Pará (Marion), Gustavo Blanco, Juninho (Rubens), Gerson Magrão e Renan Oliveira; Hugo Almeida.
Técnico: Enderson Moreira.
CRUZEIRO – Rafael, Ezequiel, Léo, Manoel, Diogo Barbosa, Henrique, Ariel Cabral, Robinho, Thiago Neves (Alisson), Arrascaeta (Rafinha) e Rafael Sóbis (Ramon Ábila).
Técnico: Mano Menezes.

sexta-feira, 10 de março de 2017

Cruzeiro consegue boa vitória no nordeste:2x0 (e faz bela homenagem às mulheres)

Murici 0 x 2 Cruzeiro - Est. José G. Costa - Jogo de ida - 3ª fase - Copa do Brasil 2017
Manoel e Ábila garantiram nossa vitória. 
Luta
Quem não viu o jogo e toma conhecimento do placar acha que foi moleza. Muito pelo contrário. Além do campo que TODA a classe de CUMENTARISTAS esportivos já cansou de realçar, o Murici foi um osso duro de roer. Jogaram bem, impuseram seu jogo e mostraram ao Maior de Minas que não só a diferença técnica entre dois time pode ser determinante para se vencer uma partida. É preciso mais. E o Cruzeiro teve de lançar mão de estratégia diferente para poder superar o time alagoano. Os mais inteligentes e perspicazes que este humilde escriba dirão que estou viajando na maionese. Então olhe a posse de bola do time alagoano. Olhe que só fizemos nosso 1º gol aos 27 do 2º tempo e de bola parada (como sempre mencionam os CUMENTARISTAS, desvalorizando estes lances). Ta bom o gramado e o calor medonho ajudaram bastante no aumento de posse de bola dos adversários, mas temos que reconhecer que além disso eles se aplicaram muito bem no jogo e fizeram um bom jogo tendo como importante ponto negativo uma grande ineficiência ofensiva.

O jogo
Nosso time começou bem. Marcando na pressão a saída de bola do time da casa. Tentando armar jogadas ofensivas. Até se deu bem. Tinha muito mais finalizações que o Murici. Mas, chegou um momento que o time pareceu desistir desta tática. Deicou o Murici jogar e abdicou de ter mais posse de bola. O Murici até chegava ao gol do Cruzeiro mas sem nenhum perigo. Rafael fez poucas defesas. Mas marcava bem e até construía boas jogadas. Pecava da intermediária para frente. No 2º tempo Mano mudou um pouco a estratégia e principalmente com a entrada de substitutos descansados chegamos ao 1º gol numa cobrança de falta de Thigo Neves com cabeceio de Manoel aos 27 da etapa final. Ábila aumentou já no finzinho do jogo aos 43, numa assistência de Rafinha.

Folga
Com esta vitória importante conseguimos uma boa folga para o jogo de volta. O Cruzeiro pode até perder pelo placar mínimo ou diferença de 1 gol que se classifica. Esta vitória era mais importante porque assim teremos a tranquilidade para seguir nas outras 2 competições que disputamos simultaneamente e domingo já teremos um bom duelo com um rival tradicional da Capital Mineira.

HOMENAGEM
Belíssima e super bem bolada a homenagem do Cruzeiro às MULHERES no seu dia (saiba mais clicando aqui). A ideia de colocar frases que mostram o quanto há de desigualdade entre homens e mulheres no Brasil foi genial e repercutiu muito bem na internete. Milhares de pessoas comentando e compartilhando uma figura com todos os dizeres das camisas. Bem bolada e merecida a homenagem. Parabéns a TODAS AS MULHERES, não só, mas ESPECIALMENTE às Cruzeirenses, sobretudo às 4 Cruzeirenses mais importantes da MINHA VIDA. (Minha mãe, esposa e duas filhas).Parabéns ao Marketing Celeste.

Clique nas imagens para ampliar. 

FICHA TÉCNICA:
MURICI-AL 0 X 2 CRUZEIRO
Local: Estádio José Gomes da Costa, em Alagoas
Data: 08 de março de 2017, quarta-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS)
Assistentes: José Eduardo Calza (RS) e Lucio Flor (RS)
Cartões: Cláudio (Murici-AL); Ezequiel (Cruzeiro)
Gols: Cruzeiro: Manoel, aos 27 do segundo tempo, e Ramon Ábila, aos 43 da etapa complementar
MURICI-AL: Dias; Paulo Sérgio (João Paulo), Cláudio, Edson Veneno e Patrick; Edvaldo, Guêba, Júnior Murici,  e Deizinho; Alexandre (Alexsandro) e Kattê (Tarcísio)
Técnico: Remi Calheiros
CRUZEIRO: Rafael; Ezequiel, Léo, Manoel, Fabrício; Henrique, Ariel Cabral, Alisson (Rafinha), Thiago Neves; Arrascaeta (Elber) e Rafael Sóbis (Ramon Ábila)
Técnico: Mano Menezes

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Vão pra lá, venham pra cá, naveguem pois:

Notícias do Maior de Minas - Site Oficial

Globo Esporte

Você no mapa:


Visitor Map