sábado, 28 de maio de 2016

Cruzeiro segue sem conseguir derrotar o América: 1x1

Cruzeiro 1 x 1 América - Mineirão - 4ª rodada - Brasileirão 2016

Alerta abençoado
É um trocadilho por certo, mas, o nosso comandante Bento deu um alerta importante: “O que temos que fazer nesse momento é pensar no jogo contra o Botafogo e sair de uma zona que não queremos estar. Sabendo que encontraremos muitas dificuldades. É preciso sair dessa zona tão rápido quanto possível, naturalmente é um fator que gera intranquilidade. Numa equipe que está com muitos jogadores jovens, de alguma forma isso influencia”. Muito bom que o treinador tenha mesmo esta preocupação. É cedo, mas com um time jovem, um treinador estrangeiro alheio ao que ocorre no futebol brasileiro, um time ainda em formação e totalmente desacreditado, é mesmo bom saber que o treineiro fala a língua da torcida.

O jogo
O Cruzeiro, como tem sido em vários jogos nesta temporada, dominou o jogo inteiro. Teve mais posse de bola e ficou o tempo todo no campo do adversário. Mas é impressionante como não consegue finalizar as jogadas. Fica ensebando a bola nas proximidades da área adversária, num vai e vem infinito e não arruma nada. Até que alguém dá uma bobeira e o adversário vai lá e marca. O Cruzeiro cria jogadas, domina o meio campo mas não entra na área, não chuta não lança das pontas para a área, não faz nada que possa lhe dar o caminho do gol e das vitórias. Mostramos evolução, mas não ainda suficiente para vencer. É preciso mais.

Na tabela
Após esta rodada disputamos 12 pontos e só conquistamos 2. Muito pouco, mas muito mesmo. Por isso talvez nosso técnico tenha ligado o alerta. Pior que estar na zona de rebaixamento é ter um time tão inoperante, nada combativo. O próximo desafio é o Botafogo jogando em Brasília, teoricamente um território neutro. É uma boa chance de começar a mudar o quadro. Ao final desta rodada corremos o risco de ficar na lanterna, posição mais que indesejada, posição revoltante. Cadê a diretoria? Vai assumir seus erros? Um deles foi a efetivação do Deivid, outros foram as contratações, trocas e dispensas.

EDITADO (29-05-2016):
FAIR PLAY  = POLITICAMENTE CORRETO
Paulo Bento explicou sobre o "fair play" dizendo  que "é o árbitro quem tem que apitar, analisar e parar o jogo. Queremos jogar futebol, de forma objetiva, e trataremos para que os jogadores façam da melhor maneira e de forma objetiva." Ele afirmou ainda que jamais pede a jogadores para ganhar tempo, enrolar, ficar no chão. Esta postura do novo técnico é muito bem vinda. Chega de tolerar falsidade com o argumento da boa prática esportiva, ou, como disse o babaca do comentarista global a prática da "delicadeza". Foi um europeu quem primeiro propôs o rompimento desta hipocrisia da conduta "politicamente correta" e isto, o fato de ter sido um europeu pode e deve fazer muita diferença para esta gente que quer "delicadeza" em casos como o ocorrido. Que bom. Temos que agradecer ao Bento pela sua postura, tomara que seja um início de uma mudança no futebol brasileiro.

FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO 1 X 1 AMÉRICA-MG
Local: Estádio do Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: 28 de maio de 2016, sábado
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (PA)
Assistentes: Celso Luiz da Silva (MG) e Felipe Alan Costa de Oliveira (PR)
Público: 11.266 pagantes
Renda: R$ 283.562,00
Cartões Amarelos: Douglas Coutinho (Cruzeiro) e Leandro Guerreiro (América)
GOLS:
CRUZEIRO: Arrascaeta, aos 36 minutos do segundo tempo
AMÉRICA-MG: Victor Rangel, aos 29 minutos do primeiro tempo;
CRUZEIRO: Fábio; Federico Gino (Douglas Coutinho), Bruno Viana, Léo e Sánchez Miño; Henrique Bruno Ramires, Ariel Cabral (Robinho), Arrascaeta e Élber; Willian (Riascos)
Técnico: Paulo Bento
AMÉRICA-MG: João Ricardo; Hélder (Roger), Artur, Sueliton e Danilo Barcelos; Leandro Guerreiro, Claudinei, Rafael Bastos e Guilherme Xavier; Tiago Luis (Juninho) e Victor Rangel (Sávio)
Técnico: Givanildo Oliveira

quinta-feira, 26 de maio de 2016

Cruzeiro decepciona e é goleado no nordeste: 4x1

Santa Cruz 4 x 1 Cruzeiro - Est. Arruda - 3ª rodada - Brasileirão 2016

Tarefa difícil
O Bento, técnico Celeste terá mesmo um grande desafio pela frente. Não bastasse a trabalheira que terá dentro do campo para primeiramente conhecer bem o grupo e assim buscar quem melhor pode se adequar ao que pretende, ainda vai sofrer com a permanente desconfiança da Torcida Celeste. É assim, isso não vai mudar agora. Até que Bento conheça bem os atletas para buscar a melhor armação, até que saiba quais reforços precisará, até que a diretoria os encontre e contrate não teremos dias fáceis. Devemos confiar no novo Técnico Azul, mas até que ponto? Até quando poderemos suportar um time que não produz resultados? A diretoria tem de oferecer tudo que possa facilitar a vida do Português, dar apoio e ficar honestamente ao lado dele mas, nós torcedores (é cultural) não somos lá o que se possa chamar de pacientes. As rodadas vão se esvaindo muito rápido e o time começa a colecionar fracassos.

Domínio
O Cruzeiro tem dominado os jogos em que participa, mas é um domínio inócuo, totalmente improdutivo. Roda a bola para aqui, roda a bola pra lá e não consegue entrar na área adversária. Parece até que isso já esta manjado pelos adversários. Sabem que ficamos com a posse da bola mas não sabemos o que fazer com ela, aí nos dão corda para nos enforcarmos. É o que tem ocorrido. Ficamos o tempo todo no campo do adversário mas não chutamos a gol, não criamos jogadas de perigo, não assustamos ninguém. Aí o adversário vem, dá uma estocada e arranca um gol. Este enredo é o que tem se repetido nos últimos jogos do Time Celeste. Já cansamos deste filme.

 À frente
Precisamos reagir e começar de vez a disputar o Campeonato. Antes que a situação se agrave e comece a aparecer o desespero. Agora, na próxima rodada vem pela frente o América Mineiro, time que como o Cruzeiro marcou apenas um ponto no Brasileirão até agora, mas que também nós ainda não conseguimos vencer em 2016 depois de 3 partidas. Vamos ver no que vai dar. É uma ótima chance para começarmos a reverter a situação. Avante Celeste!!!

FICHA TÉCNICA
SANTA CRUZ 4 X 1 CRUZEIRO
Local: Estádio do Arruda, no Recife (PE)
Data: 25 de maio de 2016, quarta-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Anderson Daronco (RS)
Assistentes: Dilbert Pedrosa Moisés (RJ) e Elio Nepomuceno de Andrade Júnior (RS)
Cartões amarelos: Tiago Costa e Léo Moura (Santa Cruz); Fábio, Bruno Edgar e Bruno Rodrigo (Cruzeiro)
Gols: SANTA CRUZ: Grafite, aos 19 minutos do primeiro tempo e aos 19 minutos do segundo tempo; Arthur, aos 31, e Keno, aos 44 minutos do segundo tempo; CRUZEIRO: Arrascaeta, aos 7 minutos do segundo tempo
SANTA CRUZ: Tiago Cardoso; Léo Moura (Leandrinho), Neris e Danny Morais e Tiago Costa; Alex Bolaño (Wallyson), Uillian Correia e Fernando Gabriel (João Paulo); Arthur, Grafite e Keno
Técnico: Milton Mendes
CRUZEIRO: Fábio; Lucas (Pisano), Bruno Viana, Bruno Rodrigo e Sánchez Miño; Henrique, Bruno Edgar, Ariel Cabral (Alex), Élber e Arrascaeta (Douglas Coutinho); Willian
Técnico: Paulo Bento

domingo, 22 de maio de 2016

Cruzeiro conquista seu 1º ponto no Brasileiro: 2x2

Cruzeiro 2 x 2 Figueirense - Mineirão - 2ª rodada - Brasileirão 2016
Na luta
Não foi fácil. Após estar perdendo o jogo por 2x0 o Cruzeiro buscou forças e conseguiu empatar evitando uma derrota em casa e justamente na estreia do Técnico Paulo Bento. Não fosse a aplicação dos jogadores talvez a derrota tivesse vindo. Embora sem eficácia o time praticamente dominou o jogo e manteve pelo maior tempo a posse da bola. Só que o Cruzeiro rodeava a área adversária mas não construía jogadas agudas no ataque, não finalizava. O Figueirense ia poucas vezes ao ataque mas sempre muito mais agudo, levando muito mais perigo.

O que falta
Até que construímos boas jogadas, mas falta alguma coisa. Parece que nossos atletas tem receio de finalizar, ficam gastando todo o tempo com passes curtos na intermediária ofensiva. Falta objetividade, falta efetividade. Neste jogo nosso sistema defensivo estava um pouco disperso, perdendo jogadas bobas, dando chances ao adversário. Só após o 2º gol do Figueira é que o Cruzeiro acordou e partiu pra cima. Um minuto após Elber marcou um golaço, nosso 1º gol, saiu driblando todo mundo e quase entra com bola e tudo. Gol antológico. Aos 17 Sanches Miño lançou na área e Douglas Coutinho empatou a peleja com outro belo gol, uma cabeçada na região do ângulo esquerdo do goleiro. Indefensável. Fábio ainda fez boas defesas mas felizmente conseguimos segurar o empate. (Para ver a fase em que estamos).

Enfim
Com seu 1º pontinho no Brasileiro 2016 o Cruzeiro pode-se dizer começou a disputar o campeonato. Bento terá muitos desafios a vencer, mas, a seu favor tem a novidade de ser um técnico de uma escola diferente com métodos diferentes. Esperamos que a diretoria lhe dê os reforços que forem necessários, esperamos que os jogadores que ainda não estrearam venham a agradar. Esperamos que o DM não fique sempre cheio. Esperamos muito de 2016, será que vamos conseguir materializar boas coisas? Tomara. Avante Cruzeiro.


FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO 2 X 2 FIGUEIRENSE
Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: 21 de maio de 2016 (sábado)
Horário: 21h (de Brasília)
Árbitro: Wagner Reway (asp.FIFA-MT)
Assistentes: Fábio Rodrigo Rubinho (asp.FIFA-MT) e Fábio Pereira (TO)
Cartões amarelos: Bruno Viana, Sánchez Miño e Ariel Cabral (Cruzeiro); Marquinhos Pedroso (Figueirense)
GOLS
Cruzeiro:
Elber aos 10 minutos, Douglas Coutinho aos 17 minutos do segundo tempo
Figueirense: Rafael Moura aos 40 minutos do primeiro tempo; Rafael Moura aos 9 minutos do segundo tempo
Cruzeiro: Fábio; Gino, Bruno Rodrigo, Bruno Viana e Sánchez Miño; Henrique, Bruno Ramires, Elber, De Arrascaeta (Allano) (Ariel Cabral) e Pisano (Douglas Coutinho); Willian
Técnico: Paulo Bento
Figueirense: Gatito Fernández; Jefferson, Bruno Alves, Jaime e Marquinhos Pedroso; Elicarlos, Ferrugem (Dudu), Jocinei e Bady (Ortega); Guilherme Queiroz (Ermel) e Rafael Moura
Técnico: Vinícius Eutrópio

domingo, 15 de maio de 2016

Cruzeiro começa mal o Brasileirão: 1x0

Coritiba 1 x 0 Cruzeiro - Couto Pereira - 1ª Rodada - Brasileirão 2016 

Muito ruim
O Cruzeiro decepcionou. Violento e desleal teve duas expulsões que condenaram uma partida ruim que fazíamos, mas que poderia nos levar a conquista de um pontinho. O Coritiba também jogava muito mal e os times se igualavam. No 1º tempo fomos um pouquinho melhor. Não a ponto de abrirmos o placar, mas, ao que tudo indicava, o empate era a pretensão e sob este ponto de vista podemos dizer que fomos bem. Marcávamos melhor e não deixávamos o fraco Coritiba articular suas jogadas. Não chegávamos ao gol dos paranaenses mas eles também tinham muitas dificuldades mas ainda chutavam, Fábio fez pelo menos duas defesas difíceis.

Vieram as mudanças
As mudanças vieram com o 2º tempo. O Coritiba começou a tentar mais jogadas de ataque. Era bem mais efetivo e nós já não marcávamos como antes. Lucas afoito, levou um cartão amarelo e no lance seguinte deu um carrinho e foi EXPULSO. Tres minutos depois o Coritiba abriu o placar depois de falha no ataque de Elber e falha defensiva de Romero. Dois minutos depois Romero após levar cotovelada pisa literalmente nas costas do adversário. EXPULSO TAMBÉM. Daí para frente foi só segurar e Fábio ainda faria algumas boas defesas. Fábio e Bruno Rodrigo foram os únicos destaques do jogo.

Bento
O novo técnico Celeste vai mesmo precisar ser abençoado (desculpe o trocadilho infame) para dar jeito neste time. Paulo Bento aliás, terá que se apressar no conhecimento dos atletas, terá que fazer milagres (de novo o trocadilho, agora nem tão direto),  não poderá perder tempo pois o nosso calendário é voraz. Se apresenta no Clube nesta segunda-feira, 16 de maio e deve colocar o quanto antes a mão na massa. Já entramos mal não pontuando na 1ª rodada, precisaremos da recuperação em casa no próximo sábado. Vai dar pra vencer o Figueira na Toca III?

FICHA TÉCNICA
CORITIBA 1 X 0 CRUZEIRO
Local: Estádio Major Couto Pereira, em Curitiba (PR)
Data: 14 de maio de 2016, sábado
Horário: 21 horas (de Brasília)
Árbitro: Jean Pierre Goncalves Lima (Asp.Fifa-RS)
Assistentes: Fabricio Vilarinho da Silva – GO (Fifa-GO) e Rafael da Silva Alves (Asp. Fifa-RS)
Público: 6.028 pagantes
Renda: R$ 143.630,00
Cartões amarelos: Lucas, Léo e Henrique (Cruzeiro); Kléber (Coritiba)
Cartões vermelhos: Lucas e Romero (Cruzeiro)
Gol:
CORITIBA: Kleber, aos 25 minutos do segundo tempo
CORITIBA: William; Dodô, Rafael Marques, Juninho e Carlinhos; João Paulo, Alan Santos, Ruy (Leandro), César González (Thiago Lopes) e Vinícius (Ortega); Kléber
Técnico: Gilson Kleina
CRUZEIRO: Fábio; Lucas, Léo, Bruno Rodrigo e Sánchez Miño; Henrique, Lucas Romero, Pisano (Ariel Cabral), Elber (Bruno Edgar) e Allano (Douglas Coutinho); Willian
Técnico (interino): Geraldo Delamore

quinta-feira, 12 de maio de 2016

Cruzeiro surpreende, joga bem e elimina jogo de volta: 2x0

Londrina 0 x 2 Cruzeiro - 4ª fase - Jogo de ida - Copa do Brasil 2016 

Bruno Rodrigo abriu e Henrique com belo chute fechou o placar.
Foi sim
Uma surpresa o desempenho Celeste contra o Londrina. Há que se considerar que o time paranaense se mostrou muito fraco, talvez numa noite ruim, mas o Cruzeiro foi superior em tudo. Dominou o jogo desde o início com uma ótima marcação não deixando o adversário pensar o jogo. Fez dois gols que lhe deram a merecida vitória e a possibilidade de afastar o 2º jogo. Isto no 1º tempo porque no 2º só fez administrar, e muito bem, a vantagem construída. Foi uma boa partida, contra um adversário impotente, mas uma partida para afirmação do time.

O jogo
Sem dar moleza o Cruzeiro iniciava a marcação cerrada sobre os jogadores do Londrina já no campo de ataque. Aos 22 Pisano levantou uma bola na área que Bruno Rodrigo mandou para as redes abrindo o placar. O Cruzeiro continuou melhor. Sufocando o Londrina o tempo todo. Aos 36 num belo chute de fora da área Henrique fez o gol da tranquilidade que eliminaria o Londrina já naquela noite. Henrique se redimiu de um lance fortuito que cometeu atrasando mal uma bola para Fábio, no lance imediatamente anterior. No 2º tempo, como menos ímpeto o Cruzeiro continuou dominando a partida, marcando e ocupando muito bem os espaços. O Londrina continuou sufocado, sem arriscar nada. Parecia entregue.

Boas novas
Na sequência tivemos a notícia da contratação do técnico português Paulo Bento, que foi técnico da Seleção Portuguesa. Sem querer fazer piada, acho que a contratação pode ser positiva, mesmo porque o Cruzeiro necessitava mesmo de "bençãos". Vamos torcer para que dê certo. Dellamore, da comissão técnica permanente do Cruzeiro poderá auxiliar muito Paulo Bento com informações sobre o elenco.

FICHA TÉCNICA
LONDRINA-PR 0 X 2 CRUZEIRO
Local: Estádio do Café, em Londrina (PR)
Data: 10 de maio de 2016 (terça-feira)
Horário: 21h30 (de Brasília)
Árbitro:  Márcio Henrique de Góis (CBF-SP)
Assistentes: Márcio Bezerra Lopes Caetano (FIFA-SP) e Alex Ang Ribeiro (CBF-SP)
Cartões amarelos: Germano, Jô, Sílvio e Matheus (Londrina); Sánchez Miño, Ariel Cabral e Lucas Romero (Cruzeiro)
GOLS: Bruno Rodrigo aos 22 e Henrique aos 36 minutos do primeiro tempo
Londrina: Marcelo Rangel; Igor Bosel, Silvio, Matheus e Paulinho; Bidía (Rafael Gava), Germano, Netinho e Zé Rafael (Jô); Paulinho Moccelin (Bruno Batata) e Itamar
Técnico: Cláudio Tencati
Cruzeiro: Fábio; Lucas, Léo, Bruno Rodrigo e Sánchez Miño; Henrique, Lucas Romero, Elber (Douglas Coutinho), Pisano (Ariel Cabral) e Allano (Bruno Ramires); Willian
Técnico (interino): Geraldo Delamore
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Vão pra lá, venham pra cá, naveguem pois:

Notícias do Maior de Minas - Site Oficial

Globo Esporte

Você no mapa:


Visitor Map