domingo, 28 de setembro de 2014

Em jogo truncado Cruzeiro empata com Leão:0x0

Sport 0 x 0 Cruzeiro - Ilha do Retiro - 25ª rodada - Brasileiro 2014
Jogo difícil
De ver. Foi um jogo enfadonho como a maioria dos jogos com empate sem gols são. Uma marcação muito próxima dos dois times, ninguém tinha espaço para trabalhar a bola. O Sport, ciente da superioridade Azul tratou de se recolher e tentar a todo custo segurar o empate, coisa que conseguiu não só pelo seu empenho mas também pela tarde sem inspiração do time Celeste. Ta certo, e isso era o esperado, que o Cruzeiro dominou o jogo, teve mais finalizações e posse de bola. Jogou quase sempre no campo do Sport, mas a bola teimou em não entrar, mesmo considerando que foram poucas as chances de gol. A atuação do goleiro Magrão foi o destaque do jogo.

Cansaço
Como um bom técnico o Comandante Celeste já percebeu a queda de rendimento do Escrete Azul e justificou dizendo que “tivemos oportunidades  claras. Mas achei que pecamos na parte técnica, na parte final das jogadas. O time se mostrou um pouco desgastado em função do período curto entre o jogo que tivemos em Curitiba e esse em Recife”. Se não é difícil de se perceber, mais fácil ainda é de entender que o time esteja realmente desgastado fisicamente. Os jogos tem sido duros, disputados e a maratona com jogos no meio e fim de semana não é fácil, pelo menos é algo que atinge a todos os times.

Tabela
O empate nos garantiu 1 pontinho precioso. Com a derrota do time dos Bambis, ficamos agora com somente um time em nosso encalço com maiores possibilidades que é o Inter que joga hoje em casa contra o desesperado Coritiba. O jeito é torcer para que o Talento Azul se supere e faça algo de extraordinário para garantir uma sobrevida tanto ao seu Coritiba como também ao nosso Cruzeiro.

FICHA TÉCNICA 
SPORT 0 X 0 CRUZEIRO
Local : Estádio Arena Pernambuco, em Recife (PE)
Data: 27 de setembro de 2014, sábado
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Marielson Alves Silva (BA)
Assistentes: Alessandro A Rocha de Matos (BA) e Cleriston Clay Barreto Rios (SE)
Cartões amarelos : Wendel e Augusto César (Sport); Mayke (Cruzeiro)
SPORT: Magrão; Patric, Henrique Mattos, Durval e Renê; Rithely, Wendel (Willian), Ibson (Augusto César) e Diego Souza; Felipe Azevedo e Neto Baiano (Danilo)
Técnico: Eduardo Baptista 
CRUZEIRO : Fábio; Mayke, Dedé, Manoel e Egídio; Henrique (Nilton), Lucas Silva, Everton Ribeiro (Marlone) e Ricardo Goulart; Marquinhos e Marcelo Moreno (Dagoberto)
Técnico: Marcelo Oliveira



quinta-feira, 25 de setembro de 2014

Cruzeiro aumenta vantagem com vitória no Sul: 2x1

Coritiba 1 x 2 Cruzeiro - Couto Pereira - 24ª rodada - Brasileiro 2014
M.Moreno converteu o pênalti e abriu o placar, que depois Everton Ribeiro fechou.

Fora de Casa
Se não foi possível vencer em casa, que o façamos fora de casa mesmo. E foi assim. Um jogo difícil e perigoso contra um adversário pressionado pelo rebaixamento e até certo ponto desesperado. Além de tudo o adversário tinha em campo ALEX, o talento. Um jogo recheado de faltinhas que a juizada, com certeza não tem dificuldade nenhuma de assinalar QUANDO É CONTRA O CRUZEIRO logicamente. Faltas que nos pés do maestro (parece que falamos uma incoerência aqui) se tornam sempre lances muito perigosos. Tanto que o gol adversário acabou surgindo num lance destes, Alex cobrando falta, rebote na área e o ex-Cruzeirense Martinuccio mandou pras redes. Felizmente foi só este, já que Fábio conseguiu defender um lance dificílimo e assim nos garantiu a vitória.

O jogo
Foi tenso e ao mesmo tempo intenso. O Coritiba vendeu caro sua derrota e tivemos de contar além da sorte, da eficiência do Fábio, também com a força e a determinação de nossos guerreiros. Atletas como Henrique que foi o xerife no meio-campo. Nilton também jogou muito e ajudou bastante, inclusive foi ele que sofreu o pênalti que originou nosso 1º gol convertido por Marcelo Moreno. Isso foi aos 7 minutos do 1º tempo e o outro gol foi de Everton Ribeiro que chutou, o goleiro deu rebote e ele tava lá pra conferir aos 39 ainda no 1º tempo. O Coritiba só descontou aos 16 do segundo tempo.

Tabela
Com mais um tropeço do time dos Bambis, agora um empate em pleno Morumbi, o Cruzeiro conseguiu abrir mais um pontinho na diferença que o separa do vice-líder, que agora é o Inter. A diferença passou para 8 pontos. Temos agora mais um jogo difícil fora de casa e precisamos continuar pontuando para não deixar a diferença diminuir. Avante Celeste.

FICHA TÉCNICA
CORITIBA 2 X 1 CRUZEIRO
Local: estádio Couto Pereira, em Curitiba (PR)
Data: 20 de outubro de 2013, domingo
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Jailson Macedo Freitas (BA)
Assistentes: Carlos Augusto Nogueira Junior (SP) e Bruno Salgado Rizo (SP)
Público: 14.402 pagantes
Renda: R$ 283.752,00
Cartões amarelos: Keirrison e Lincoln (Coritiba); Egídio, Nilton e Luan (Cruzeiro)
Gols:
Coritiba: Carlinhos, aos 41 minutos do primeiro tempo, e Keirrison, aos 27 minutos do segundo tempo
Cruzeiro: Dagoberto, aos 16 minutos do segundo tempo
CORITIBA: Vanderlei; Gil, Luccas Claro, Leandro Almeida e Carlinhos; Júnior Urso e Willian, Robinho e Alex (Lincoln); Geraldo (Germano) e Julio César (Keirrison)
Técnico: Péricles Chamusca
CRUZEIRO: Fábio; Mayke, Dedé, Bruno Rodrigo (Léo) e Egídio (Luan); Nilton e Henrique; Ricardo Goulart, Everton Ribeiro e Willian; Borges (Dagoberto)
Técnico: Marcelo Oliveira

Derrota não muda nada na ponta da tabela: 3x2

Cruzeiro 2 x 3 Atl-MG - Mineirão - 23ª rodada - Brasileiro 2014
Nem sempre vence o melhor
O Cruzeiro jogou o tempo inteiro muito mais que o rival. Atacou mais, teve mais posse de bola, teve mais jogadas ofensivas, dominou inteiramente as ações no jogo. Sofreu um gol bobo, aos 38 do 1º tempo, num contra-ataque que, não fosse a bobeira do Everton Ribeiro seria impugnado por impedimento. Aliás, como time pequeno que é o zebrado de Vespasiano jogou recuado, só nos erros do Cruzeiro, só explorando contra-ataques. A maior prova da situação que explicamos a seguir é que no minuto seguinte, o Cruzeiro foi novamente surpreendido e levou o 2º gol. As ROSINHAS jogam TODOS os jogos contra o Cruzeiro como se fosse uma final de campeonato, já o Cruzeiro, enfrenta os zebrados como a qualquer rival, sem se preocupar excessivamente com uma possível derrota, como é o caso delas. Lá eles raciocinam que é melhor ganhar do Cruzeiro que vencer campeonatos ou conquistar títulos.

Uma quase reação
Antes ainda do fim do 1º tempo o Cruzeiro esboçou uma reação fazendo seu 1º gol. Foi o suficiente para acalmar os nervos e deixar as Rosinhas inquietas para a etapa final do jogo. Aliás o gol Celeste sim, foi digno de um grande time, numa boa jogada toda construída por Everton Ribeiro que deu a bola açucarada para Ricardo Goulart empurrar para o gol. Aos 7 do 2º tempo Alisson, de voleio faz um belo gol, o 2º do Cruzeiro. O Melhor em campo não merecia nem só o empate mas para piorar tomaria outro gol no finzinho do jogo aos 45 do 2º tempo, exatamente para deixar bem claro que quem não faz leva. Jogamos muito mais, mas não tivemos a fome de gol que as rosinhas tiveram. Perdemos nossa invencibilidade em casa.
Sem mudanças
Na tabela não houveram mudanças então, a grosso modo, podemos dizer que essa derrota significou muito pouco pois o que importa é mesmo LEVANTAR A TAÇA ao contrário do time de Vespasiano que SEMPRE SÓ ALMEJA derrotar o MAIOR DE MINAS. São Paulo perdeu também o clássico e continuamos 7 pontos à frente do vice-líder. Vida que segue.

FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO 2 X 3 ATLÉTICO-MG
 

Local : Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG) 
Data: 21 de setembro de 2014, domingo 
Horário: 16h (de Brasília) 
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (Fifa/RJ) 
Assistentes: Rodrigo F. Henrique Correa – RJ (ESP-1/RJ) e Rodrigo Pereira Joia (Fifa/RJ) 
Público: 51.069 pagantes 
Cartões amarelos: Leandro Donizete e Diego Tardelli (Atlético-MG) 
Gols: CRUZEIRO: Ricardo Goulart aos 46 minutos do primeiro tempo; Alisson aos 6 minutos do segundo tempo; ATLÉTICO-MG: Carlos, aos 38 minutos do primeiro tempo e aos 45 do segundo tempo; Diego Tardelli aos 40 minutos do primeiro tempo 

CRUZEIRO: Fábio, Mayke, Dedé, Léo e Egídio; Henrique, Lucas Silva, Éverton Ribeiro; Ricardo Goulart (Willian) e Alisson (Dagoberto); Marcelo Moreno (Borges) 
Técnico: Marcelo Oliveira 

ATLÉTICO-MG: Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Jemerson e Emerson Conceição (Douglas Santos); Leandro Donizete, Dátolo, Diego Tardelli e Guilherme (Eduardo); Carlos e Luan (Josué) 
Técnico: Levir Culpi

sábado, 20 de setembro de 2014

Cruzeiro vence e consegue aumentar vantagem para o vice: 2x0

Cruzeiro 2 x 0 Atlético - PR - Mineirão - 22ª rodada - Brasileiro 2014

Alisson abriu o placar que Marcelo Moreno fechou.
O jogo
O Cruzeiro dominou o jogo quase que inteiramente. Finalizava muito mais e criava muito mais jogadas de ataque. Aos 26 Alisson ataca e chuta, a bola caprichosamente desvia no beque do Atlético e entra. Cruzeiro 1x0. O Cruzeiro tinha ampla posse de bola, quase 80%. Os paranaenses nem viam a cor da redonda. O segundo gol saiu no início do 2º tempo, aos 8 minutos num chute de fora da área de Marcelo Moreno o artilheiro do Brasileirão.

Superioridade
O Cruzeiro foi superior ao Atlético durante todo o jogo. Não viu necessidade de fazer mais gols e por isso nem se empenhou muito mais. A partida estava ganha e dominada após o 2º gol. O placar, desta forma não refletiu o que foi o jogo já que literalmente SÓ DEU CRUZEIRO.

Tabela
Com os resultados da rodada a diferença para o 2º colocado aumentou e voltou a ser de 7 pontos o que com certeza dá tranquilidade não só para os jogadores mas como para toda a Nação Azul que sofre e torce tanto pelo Tetra do Brasileiro. Sigamos firmes na disputa, focados e contando com a força da Nação Azul porque, no próximo jogo o adversário é nosso rival citadino. Avante Cruzeiro.

CRUZEIRO 2 X 0 ATLÉTICO-PR
Local : Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: 17 de setembro de 2014, terça-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Marcelo Aparecido R de Souza (SP)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (SP) e Rogério Pablos Zanardo (SP)
Cartão amarelo: (Cruzeiro) Alisson
Gols: CRUZEIRO: Alisson, aos 26 minutos do primeiro tempo; Marcelo Moreno, aos nove minutos do segundo tempo
CRUZEIRO: Fábio; Mayke, Dedé, Léo e Egídio; Henrique, Lucas Silva, Everton Ribeiro (Nilton) e Júlio Baptista (Willian); Alisson (Marlone) e Marcelo Moreno
Técnico: Marcelo Oliveira
ATLÉTICO-PR: Weverton; Cleberson, Gustavo e Willian Rocha; Sueliton, Deivid, João Paulo (Hernani), Marcos Guilherme e Natanael (Sidicley); Marcelo e Douglas Coutinho (Mosquito) 
Técnico
: Claudinei Oliveira

Derrota sentida mas, não tão imprevista: 2x0

São Paulo 2 x 0 Cruzeiro - Morumbi - 21ª rodada - Brasileiro 2014
Derrota no caminho
Não é de se estranhar, afinal o time sãopaulino esta crescendo de produção e ganhar deles na própria casa deles é ainda mais difícil. Empatamos nosso jogo como mandantes que jogamos no Parque do Sabiá, com a providencial ajuda da arbitragem que inverteu uma falta nos acréscimos do jogo. Foi muito mais doído este empate que a derrota lá no Morumbi. Na verdade a falha individual do Dedé foi determinante para a derrota, mas, de novo mas, dos males o menor, Dedé não foi expulso.

Jogamos só um tempo
O Cruzeiro jogou melhor o 1º tempo, depois se perdeu. Alguns diriam que se conformou com a derrota, outros que não achou o caminho das pedras para mudar o resultado. De uma ou outra maneira vimos nossa diferença diminuir nesta rodada para 4 pontos apenas, uma vitória e um empate distante do perigoso time dos Bambis. O gol de pênalti só saiu aos 35 do 1º tempo e no segundo, aos 24 o time paulista fechou a conta.

No páreo
Estamos no páreo, embora a diferença tenha diminuído, estamos na frente e temos ainda duas cartas na manga (uma derrota e um empate = 4 pontos) e isso poderá ser decisivo para a conquista do Bi-campeonato ou Tetra Campeonato Brasileiro. Não há motivos para desespero, pelo menos por enquanto.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 2 X 0 CRUZEIRO
Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 14 de setembro de 2014, domingo
Horário: 16 horas (Brasília)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (Fifa-RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves (RS) e José Antônio Chave Filho (RS)
Cartões amarelos: Kaká, Alan Kardec, Álvaro Pereira (São Paulo). Dedé, Ricardo Goulart (Cruzeiro)
Público total: 58.627
Renda: R$ 2.485.066,00
Gols: SÃO PAULO: Rogério Ceni, aos 35 minutos do primeiro tempo. Alan Kardec, aos 26 minutos do segundo tempo
SÃO PAULO: Rogério Ceni, Auro, Edson Silva, Rafael Toloi e Álvaro Pereira; Denilson, Souza, Ganso e Kaká; Alexandre Pato (Michel Bastos) e Alan Kardec
Técnico: Muricy Ramalho
CRUZEIRO: Fábio; Mayke, Léo, Dedé (Manoel) e Ceará; Nilton, Lucas Silva (Dagoberto), Everton Ribeiro e Alisson; Ricardo Goulart (Júlio Baptista) e Marcelo Moreno
Técnico: Marcelo Oliveira
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Vão pra lá, venham pra cá, naveguem pois:

Notícias do Maior de Minas - Site Oficial

Globo Esporte

Você no mapa:


Visitor Map