segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Cruzeiro fecha com vitória e luta o Brasileiro 2010

Cruzeiro 2x1 Palmeiras- Arena do Jacaré - 38ª rodada do C. Brasileiro 2010
Henrique e Wallyson, os donos da emoção!
Vitória suada
E foi mesmo. O Cruzeiro pressionou o Palmeiras o jogo inteiro. Jogou no campo do Palmeiras praticamente os 90 minutos. O melhor em campo do Verdão foi o goleiro Bruno que fez verdadeiros milagres. A defesa também foi destaque, foi um paredão quase que instranponível.

Deu trabalho
Quem pensou que o MISTO QUENTE do Palmeiras seria uma presa fácil se enganou redondamente. Dos jogos dos 3 líderes o do Cruzeiro NOVAMENTE foi o mais difícil, tanto é verdade que quem abriu o marcador foi o Palestra Paulista mas, só aos 8 minutos do 2º tempo. O Cruzeiro, GUERREIRO não esmoreceu e aos 17 num belo chute de Henrique empatou a peleja.
Bom, mas nem assim os reservas do Palmeiras se entregaram, dificultaram ao máximo e só aos 46 do 2º tempo o Cruzeiro conseguiu a vitória noutro belo chute, agora de Wallyson.

Bom resultado
A vitória nos deu o vice-campeonato e o acesso à fase de grupos da Libertadores, MAS PODERIA TER NOS DADO O TÍTULO, não fossem as sucessivas armações que nos tiraram pontos preciosíssimos. Ficamos à 2 pontos do campeão e aquele bendito penal no gordo se transformou numa grande frustração para a grande e valorosa Nação Azul.

Não deu
Não deu esse ano, mais uma vez chegamos perto. Que saibamos daqui pra frente, que todos os jogos do campeonato de pontos corridos valem a mesmíssima coisa, por isso precisam ser encarados sempre como decisivos. Fica o gostinho amargo pela 2ª vez consecutiva deixamos de levantar o caneco por detalhes. Claro que fomos muito prejudicados, mas também deixamos escapar muitos pontos bobos.

Arena da RAPOSA e TRANSFERÊNCIA DE ESTADO
O Cruzeiro NUNCA perdeu um jogo na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas. Foram disputados lá, 11 jogos e o Maior de Minas venceu 9 e empatou 2, fez 22 gols e sofreu apenas 7. Esses números demonstram a superioridade do Cruzeiro em Minas Gerais e mostra que a nossa tese é ainda muito atual, principalmente em se tratando da arbitragem na competição nacional. O Cruzeiro poderia se transferir para uma cidade do estado do Rio ou S.Paulo, além de ser muito mais valorizado, não seria mais tão prejudicado pelos "erros" de arbitragem, pois lá as federações e a mídia defendem seus clubes.

3 comentários:

Clítia Milagres disse...

Amigo Carlão
mais um campeonato se foi e o Cruzeiro apesar de tudo chegou a vice liderança com muito mérito (apesar de tudo). Pra mim foi um bom ano e a cada dia sinto mais orgulho em ser CRUZEIRO.

abraços

Henrique Ribeiro disse...

Tem razão, amigo. O Fluminense não formou um timaço, mas levou o Brasileirão, porque é do Rio e lá naquele estado a imprensa local valoriza os clubes e a federação estadual é atuante. Aqui em Minas não se vê essa determinação por parte destes setores. Por isso o Cruzeiro, mesmo com um time melhor, vive sendo vítima das arbitragens

Wilson Hebert disse...

Como vai, meu amigo?

Aos poucos estou ajeitando minha vida de estagiário e voltando a frequentar os blogs dos amigos da Blogosfera. Fazia tempo que eu nao passava por aqui...

Também acho que o Cruzeiro perdeu pontos bobos. E, especialmente no jogo contra o Corinthians, foi público e notório o prejuízo cruzeirense. Aqueles impedimentos foram no mínimo absurdos.

Mas eu achei penalti no Ronaldo.

E com relação a essa última parte do seu texto, os próprios palmeirenses, os santistas, os botafoguenses e os vascaínos, iriam discordar quando vc diz que o Cruzeiro tinha que se mudar pro RJ ou pra SP. Pq eles vivem reclamando de superprotação a Flamengo, Corinthians e São Paulo.

O que precisa no futebol do nosso país, é de uma maior democracia na CBF (aquilo é uma ditadura) e a profissionalização dos árbitros.

Abração!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Vão pra lá, venham pra cá, naveguem pois:

Notícias do Maior de Minas - Site Oficial

Globo Esporte

Você no mapa:


Visitor Map