quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

A primeira página heróica

Por Wallace Graciano*
Time do Cruzeiro de 1923 que enfrentou o Flamengo

Cruzeiro de 1926
Com esse texto, iniciamos hoje uma série de artigos sobre o Cruzeiro escritos pelo jornalista Wallace Graciano.
Este que narra a Primeira Página Heróica na História do Cruzeiro Esporte Clube abre a série e nos deixa muito ansiosos pelos próximos textos. Os textos serão publicados uma ou duas vezes por semana. Esperamos que gostem.
A Serra do Curral não era mais limite para o time de italianos que surgira a 2 de janeiro de 1921. As vitórias e grandes duelos que travou contra grandes “teams” da época, como o Flamengo, romperam as barreiras do estado. Tanto que o Palestra foi convidado, em abril de 1926, a disputar um amistoso contra o Caçapavense, que tinha jogadores da Seleção Paulista, na cidade do adversário, o que se tornou o primeiro compromisso do Palestra fora de Minas.
Como a LMDT (Liga Mineira de Desportos Terrestres) não gostou do convite, vetou a presença do clube do Barro Preto, alegando coincidência de datas. Ainda assim, o presidente palestrino, Braz Pelegrino, não sucumbiu aos cartolas da entidade, autorizando a viagem. No retorno à Belo Horizonte, o Palestra foi suspenso por seis meses, ou seja, estava fora do Campeonato da Cidade daquele ano.
Não fugindo à briga, o time de imigrantes italianos fundou outra liga, a Associação Mineira de Esportes Terrestres (AMET). Com calendário próprio (Torneio Início, Torneio da Boa Imprensa e Campeonato da Cidade), além de reconhecimento da Confederação Brasileira de Desportos (CBD), a entidade teve maior número de filiados que a LMDT. Os filiados eram: Minas Geraes, Avante, Olympic (não é o de Barbacena), Fluminense, Grêmio Ludopédio e Santa Cruz.
Todos os títulos foram conquistados pelo Palestra. No Campeonato da Cidade, o time do Barro Preto brilhou, vencendo todas as partidas, inclusive a último sobre o Grêmio Ludopédio, por 10 a 1. A imprensa da época destacou a vitória do time rubro-verde. Ainda assim, só em 1998 que a Federação Mineira de Futebol reconheceu o primeiro título do Palestra.
A base campeã contava com: Geraldo (Carvalho), Para-raio, Rizzo; Cicarellinho, Porfírio, Nininho; Piorra, Bidim (Nery), Ninão, Bengala e Armandinho. 

*Wallace Graciano é jornalista, Cruzeirense, nascido e residente em Belo Horizonte há 21 anos.

2 comentários:

Pato disse...

Primeiramente gostaria de agradecer o espaço.

Na verdade, agradecer mais ainda por você ter uma dedicação para escrever sempre nossas páginas heroicas imortais.

Não é à-toa que uma vez comentei. Se você colocasse esse domínio em .com, com o conteúdo, o blog teria masi sucesso que já tem.

Forte abraço!

Opinião do Carvalho disse...

Ranking da década entre os clubes brasileiros, dá uma olhada!

http://opiniaodocarvalho.blogspot.com/

Abraço!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Vão pra lá, venham pra cá, naveguem pois:

Notícias do Maior de Minas - Site Oficial

Globo Esporte

Você no mapa:


Visitor Map