segunda-feira, 27 de junho de 2011

Minas volta à normalidade: 1ª vitória Celeste no Brasileiro 2x1

Cruzeiro 2 x 1 Coritiba - Arena do Jacaré - 6ª Rodada - Brasileiro 2011

Sem dúvidas o nome do jogo: Dudu!

Montillo marcou 2 vezes, mas realmente o mérito foi de Dudu.
Papai Joel com o pé direito
Foi assim que estreou no Cruzeiro o treinador Joel Santana, o Papai Joel. Nascido no dia do nascimento de Cristo, Joel Santana chegou ao Cruzeiro trazendo muitas esperanças de novos dias para a Nação Azul. Deu certo, pelo menos na estréia. Vencemos um jogo difícil contra o vice-campeão da Copa do Brasil. Nós que vivíamos momentos de muita instabilidade causada pelos últimos insucessos do Maior de Minas, teremos agora momentos de paz. Numa visão realista não podemos dizer que o time melhorou, que jogou bem e diferente do que já vinha jogando. É muitíssimo cedo para dizermos que Joel já teria conseguido mudar alguma coisa no time.

Então como vencemos?
Quando não conseguimos explicar exatamente o que acontece, é comum que, de uma maneira "simplista" a gente credite à sorte ou a outros fatores abstratos. Vencemos sem praticamente mostrar nada de novo, mas vencemos. Na prática o que vimos de mudança no time, talvez seja uma maior preocupação com a proteção á zaga feita pelos volantes. Vimos Fabrício e Everton saindo menos para o ataque. Claro que até pelas ausências por contusão ou convocação (caso de Victorino) Joel não conseguiu, com certeza, levar a campo o seu time ideal. Ainda teve mais uma contusão e terá que suprir mais uma ausência: Henrique fraturou o pulso no jogo.

Realmente o que falta ao Cruzeiro
Quanto aos últimos resultados não é possível em poucas linhas explicar isso (nem sei se esse humilde escriba saberia fazê-lo). Mas uma coisa é muito nítida nesse time, faltam gols. Vejamos: Em seis jogos no Brasileiro de 2011 fizemos apenas 6 gols e levamos 7. Vencemos 1 partida, empatamos 3 e perdemos 2. Não eram resultados tão desesperadores. Talvez a forma como ocorreram (gols no finalzinho dos jogos, gols por falhas grotescas do time, finalizações muito ruins) e após um início de temporada muito bom e promissor, tenham tomado uma proporção muito maior em nossas mentes. Mas a falta de um atacante para botar a bola para dentro das redes adversárias é com certeza a maior carência desse time, e não é de hoje. Essa seria a maior falha da nossa diretoria. Não conseguiu contratar um atacante eficiente para o time do Cruzeiro. Apostas foram feitas, mas até o momento, infelizmente não tem tido boa performance. Vamos aguardar.

Um comentário:

RÁDIO RAPOSA disse...

Ainda acho que o Anselmo Ramon pode ser esse atacante que estamos precisando. Tá certo que não jogou bem no último jogo mas o cara é bom.
E agora com a volta de Roger e Thiago Ribeiro muita coisa vai melhorar.
Como você disse, vamos aguardar.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Vão pra lá, venham pra cá, naveguem pois:

Notícias do Maior de Minas - Site Oficial

Globo Esporte

Você no mapa:


Visitor Map