quinta-feira, 16 de abril de 2015

Cruzeiro perde na Argentina: 3x1

Huracan 3 x 1 Cruzeiro Estádio Adolfo Ducó - Buenos Aires - 6ª rodada -  Libertadores 2015

Péssimo futebol
Não tem outra palavra para definir o desempenho do Cruzeiro contra o Huracan. Não jogamos nada. Vão dizer que é o cansaço de jogos em sequência, viagens e tudo mais. Vão dizer que temos alguns desfalques por precaução ou necessidade. Vão dizer muitas coisas mas o fato é um só: não fizemos nada neste jogo. Erramos demais no sistema defensivo e não criamos boas jogadas ofensivas. Foi uma noite em que os que não estavam apagados, comprometiam com más performances. Uma lástima.

Lucidez
Em campo essa palavra estava escassa, parece não ter acompanhado o Cruzeiro desde a saída de BH. Tanto que ao chegar à Argentina tivemos de remeter o camaronês Joel de volta a BH pois o mesmo não possuia documentação que o habilitasse a pisar o solo arrentino... ah mas ele entrou na Bolívia e na Venezuela... isso não desobriga-o de portar a documentação exigida na Argentina, afinal, não se trata de um cidadão brasileiro o que de fato faz toda a diferença. Se fora de campo houveram problemas em campo não houve foi solução para melhorar nossa marcação e evitar os sustos do Fábio... Saiu até barato, poderíamos ter levado uma goleada tal a facilidade que o time fraco do Huracan chegava a nosso gol.

Situação
O Cruzeiro, felizmente continua dependendo só de si para seguir em frente na Libertadores. Basta vencer o Universitário de Sucre no Mineirão, tarefa nada complicada para um time com o nível do Cruzeiro, e pronto estaremos garantidos na fase seguinte da competição. Empate ainda pode nos classificar, mas aí dependeremos de resultados de 3ºs.


FICHA TÉCNICA
HURACÁN-ARG 3 x 1 CRUZEIRO
Local: Estádio Tomás Adolfo Ducó (El Palacio), em Buenos Aires (ARG)
Data: 14 de abril de 2015, terça-feira
Horário: 19 horas (de Brasília)
Árbitro: Patricio Polic (CHI)
Assistentes: Carlos Astroza e Raul Orellana (ambos do Chile)
Cartões amarelos
: Marcos Díaz (Huracán-ARG); Willian Farias, Paulo André e Henrique (Cruzeiro)

GOLS
HURACÁN-ARG: Abila, aos 13 e aos 25 minutos do primeiro tempo, e Mancinelli, aos 17 minutos do segundo tempo
CRUZEIRO: Leandro Damião, aos 15 minutos do segundo tempo

HURACÁN-ARG: Marcos Díaz; Mancinelli, Hugo Nervo, Eduardi Domínguez e Balbi; Villarruel e Vismara; Romero Gamarra (Moreno y Fabianesi); Toranzo (Gallegos) e Puch (Torassa); Abila
Técnico: Néstor Apuzzo
CRUZEIRO: Fábio; Mayke, Léo, Paulo André e Mena (Pará); Willians (Gabriel Xavier), Henrique e Willian Farias; De Arrascaeta; Willian (Riascos) e Leandro Damião
Técnico: Marcelo Oliveira





Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Vão pra lá, venham pra cá, naveguem pois:

Notícias do Maior de Minas - Site Oficial

Globo Esporte

Você no mapa:


Visitor Map