sexta-feira, 8 de maio de 2015

Cruzeiro entra pra empatar e sai perdendo:1x0

S.Paulo 1 x 0 Cruzeiro - Morumbi - Oitavas de final - 1º jogo - Libertadores 2015

Não jogou
O Cruzeiro não foi ao Morumbi jogar futebol. A intenção clara do time era não deixar o SPFW jogar... Que bobagem, o Cruzeiro nunca em sua história foi um time com superpoderes defensivos. Nunca foi um time que tivesse o mérito de saber se defender e assim pudesse abdicar do ataque que seguraria o placar. Nossa história é outra. Há uma frase que é sempre dita e que fazia parte de uma marchinha do grande Jadir Ambrósio que cantava aos 4 ventos uma das definições mais conhecidas sobre o Time Celeste: "rápido e rasteiro como o ataque do Cruzeiro". Não adianta querer nadar contra a corrente, é esforço desnecessário e acaba sendo improdutivo na grande maioria das vezes.

Abdicamos
De jogar e acabamos levando um gol que complica nossa situação. Se ao menos tivéssemos feito um lá a coisa poderia ser mais fácil. O fato de não podermos tomar nenhum gol no Mineirão será um agravante que poderá implicar de forma direta na nossa classificação. Erramos muitos passes e faltou atenção em alguns momentos. Fábio fez algumas ótimas defesas mas de tanto ser testado em algum momento seria normal que não conseguisse resolver, como ocorreu. Não temos ainda um time formado, temos algumas carências ainda não supridas em relação ao time de 2014, mas não temos um time ruim. O adversário suou muito para nos vencer em seus domínios com o estádio cheio. Com um pouco mais de empenho, corrigindo alguns erros e obrigados a vencer no Mineirão, pode ser que as coisas se tornem um pouco menos difíceis para nós no 2º jogo.

Defesa
Em declarações pós jogo o treinador Celeste, Marcelo Oliveira se defendeu dizendo que não foi adotada como planejamento a atuação defensiva neste jogo. Segundo ele isso ocorre naturalmente por "imposição do adversário", ou seja, não foi o Cruzeiro que optou por jogar defensivamente, foi o SPFW que foi incisivamente ativo no ataque e obrigou o Cruzeiro a ter esta postura para frear o adversário. Faz sentido, mas se foi assim, no Mineirão poderemos dar o troco à altura e reverter o resultado o que não seria nada de anormal, convenhamos. Este time dos Bambis não é nada de anormal, time comum, o Cruzeiro joga MUITO, MAS MUITO mais mesmo do que jogou no Morumbi.



FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 1 X 0 CRUZEIRO
Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 6 de maio de 2015, quarta-feira
Horário: 22 horas (de Brasília)
Árbitro: Carlos Amarilla (PAR)
Assistentes: Eduardo Cardozo (PAR) e Milciades Saldivar (PAR)
Cartões amarelos: Mayke, Manoel (Cruzeiro)
Público: 66.369 pessoas (total)
Renda: R$ 3.672.805,00
Gols: SÃO PAULO: Centurión, aos 37 minutos do segundo tempo
SÃO PAULO: Rogério Ceni; Bruno, Rafael Toloi, Lucão e Reinaldo; Denilson, Souza e Ganso; Wesley (Boschilia), Centurión (Rodrigo Caio) e Alexandre Pato
Técnico: Milton Cruz
CRUZEIRO: Fábio; Mayke, Léo, Manoel e Mena; Willians, Henrique, De Arrascaeta e Marquinhos; Willian (Gabriel Xavier) e Leandro Damião (Joel)
Técnico: Marcelo Oliveira

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Vão pra lá, venham pra cá, naveguem pois:

Notícias do Maior de Minas - Site Oficial

Globo Esporte

Você no mapa:


Visitor Map