segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Cruzeiro 0 x 4 Fatalidade – derrota imerecida

S.Paulo 1 x 0 Cruzeiro - Morumbi - 26ª rodada do Camp. Brasileiro 2012 

Jogamos bem 
O Cruzeiro jogava bem, de igual para igual com o São Paulo. No primeiro tempo, inclusive, fomos até melhores que o time paulista. Tivemos muito mais ações ofensivas e fomos muito mais atuantes. O São Paulo se limitava a se defender e tentar vez por outra uma jogada de contra-ataque. A impressão é que o Cruzeiro é que jogava em casa. Mas, infelizmente a fatalidade nos venceria. Ainda no 1º tempo dois jogadores foram substituídos simultaneamente. W.Paulista e Wallyson se contundiram. A tarde não era nossa. 

Mas... 
No 2º tempo mesmo com as substituições ainda lutávamos muito. O ritmo diminuiu um pouco, mas ainda equilibrávamos o jogo com o time paulista que voltou do intervalo um pouco melhor, um pouco mais ofensivo que no 1º tempo. Mas... aí vieram mais duas fatalidades. Num cruzamento que não daria em nada, Thiago Carvalho, senhor da situação falhou ao não dar a dica a Fábio, que tocou mal na bola e a jogou na cabeça de Osvaldo que só teve o trabalho de empurrá-la para o gol. Charles numa disputa de bola acabou pisando Borges e se contundindo no tornozelo. Pronto a regra 3 estava queimada. 

Sorte 
Ela nos faltou nessa tarde. No mínimo se as 4 fatalidades não ocorressem traríamos um ponto da “terra da garoa”. 3 substituições e uma saída errada do goleiro foram o saldo da tarde. Não há o que reclamar, foi coisa do destino. Fábio errou? Parcialmente sim, porque espalmou uma bola para a frente, mas se tivesse sido avisado pelo beque não o teria feito e a bola sairia pela linha de fundo. Roth errou? 
Claro que não, o técnico na tarde de ontem não teve o que fazer diante de tantas ocorrências inesperadas. 

Não caia nessa 
A torcida AZUL tem de se ligar. Não deve cair na campanha da mídia gaylista (gaylopress) para derrubar o técnico do Cruzeiro. Roth tem feito o que pode com o que tem nas mãos. Borges voltou ontem, mas fora de ritmo. Montillo tem jogado no sacrifício. Ceará faz muita falta ao time. Nosso ataque é frágil e o meio de campo ainda não tem a formação ideal. São muitos problemas, não da para resolver tudo em pouco tempo. A demissão do técnico não pode ser a solução no momento.

Um comentário:

FuteB.R.O.N.C.A.! disse...

De fato, o empate seria um resultado mais justo, mas justiça no futebol é complicado. Não gosto de Fábio como goleiro, mas não pelo lance do gol, embora pra mim ele tenha falhado.

Saudações!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Vão pra lá, venham pra cá, naveguem pois:

Notícias do Maior de Minas - Site Oficial

Globo Esporte

Você no mapa:


Visitor Map