sábado, 30 de novembro de 2013

Cruzeiro, o orgulho de Minas e do Brasil

Se hoje nós pudéssemos medir o tamanho da alegria da NAÇÃO AZUL não encontraríamos uma ferramenta capaz de fazê-lo. Não haveria algo com um comprimento tão elástico que pudesse mensurar o quanto todos nos sentimos felizes e orgulhosos por mais esta conquista do Maior de Minas. Sim, um Clube Grande que verdadeiramente dignifica o nome de Minas Gerais e do Brasil no mundo. 

As páginas heroicas e imortais que o Cruzeiro, nosso clube amado, já escreveu na história são motivos de orgulho e reverência de todos os Cruzeirenses e de todos os que amam o esporte, adoram o futebol. Não temos título ganho sob suspeita. Nossos títulos foram ganhos com muita luta, muita garra, muita dificuldade, muito brilho e isso, parece ser coisa do destino. Não deverá ser por acaso que o Hino Nacional Brasileiro já lembra que a imagem do Cruzeiro resplandece. 

Mas, falemos somente do TRI do Brasileiro hoje. Em 1966 contra TODOS e contra TUDO fomos campeões com absoluta esplendecência. Vencemos o imbatível e todo poderoso SANTOS de Pelé & Cia. Não só vencemos tem de se dizer. Vencemos o 2º jogo após estarmos perdendo de 2x0; já no 1º jogo goleamos o time paulista no Mineirão recém-inaugurado por 6x2, um placar deveras humilhante. Pelé se irritou ao ouvir a torcida Azul em êxtase clamar “Cadê Pelé? Cadê Pelé?” Chamamos a atenção do Brasil e do mundo para o Clube Mineiro que destronou o Santos. 

Em 2003 marcamos época. Conquistamos o Bi-Campeonato com brilho extremo e um futebol espetacular. Comandados pelo Maestro Alex 10 nosso time fez bonito e não deu chance para os rivais. Até aqui uma das melhores campanhas de times brasileiros. 100 pontos e 102 gols. Marcas que não deverão ser batidas também por causa da atual fórmula de disputa do Campeonato Brasileiro. Conquistamos além do Brasileiro no ano de 2003, o Campeonato Mineiro e a Copa do Brasil pela 4ª vez e por consequência, a simbólica TRÍPLICE CORÔA, feito inédito até então no Brasil. 


 E chegou 2013. Com um time formado na temporada, às vésperas do início do Brasileiro, o Cruzeiro não era tido como favorito nem pelos próprios Cruzeirenses. A diretoria surpreendeu contratando um técnico sem grife e que não era bem visto pela torcida Azul por seu passado de íntima ligação com certo time de Vespasiano. Mas tudo foi bem diferente do que se pensava. Estava escrito nas estrelas, o time montado faria jus ao Clube das Cinco Estrelas. Não faria feio. Pelo contrário, muito pelo contrário. Esse time fez história. Quebrou inúmeros recordes, conquistou com 4 rodadas de antecedência mais um título Brasileiro para os Cruzeirenses, o terceiro, o tão sonhado TRI. 

VENCEU TODOS os rivais do campeonato. Praticou um futebol coletivo e solidário onde vários jogadores (quase todos) se destacaram. Foi implacável e aplicou as maiores goleadas do campeonato. Tem o maior saldo de gols sendo que este saldo é maior que os gols feitos por mais da metade dos participantes do campeonato. Marcou cerca de 20 gols a mais que o 2º colocado na competição. Um assombro esse time. Não tem como não nos sentirmos orgulhosos, torcer pelo Cruzeiro é mais que uma paixão, é um sentimento que marca de maneira indelével nossas vidas. É para sempre. PARABÉNS À NAÇÃO AZUL DE TODO O PLANETA POR MAIS UMA GRANDE CONQUISTA!!! (Uma exclamação para cada campeonato) 

Este texto foi originalmente publicado no Site Barbacena+

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Vão pra lá, venham pra cá, naveguem pois:

Notícias do Maior de Minas - Site Oficial

Globo Esporte

Você no mapa:


Visitor Map