quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Cruzeiro não joga uma decisão, apenas mais um jogo: 2x0

Atl (MG) 2 x 0 Cruzeiro - Estádio do AMÉRICA - Final - Jogo de ida - Copa do Brasil 2014

Decisão
Não foi um jogo de decisão, pelo menos para o Cruzeiro. Nosso time entrou em campo para disputar mais uma partida, mais um jogo apenas. Não importava saber se o rival encara TODOS os jogos com o Cruzeiro como o jogo de sua vida. Não importava saber que o rival FARIA de tudo para resolver o jogo o mais depressa possível. Não importava saber a IMPORTÂNCIA do jogo para o Torcedor Celeste. Enfim, nada parecia importar, era mais um jogo e isso bastava. Do outro lado um time aguerrido, jogando em alta tensão buscando o jogo, (que o Cruzeiro queria esconder) a todo momento. Para eles é uma filosofia de vida GANHAR DO CRUZEIRO. Este foi o nosso erro mais uma vez. Marcelo Oliveira, embora profundo conhecedor da história dos clássicos, JAMAIS conseguiu armar um time que disputasse o clássico como por exemplo nos tempos de Adilson Batista. O Cruzeiro sempre joga os clássicos como mais um jogo apenas. Em tempos idos estes jogos até chegaram a ser apelidados como ex-clássicos tal era a preponderância do Cruzeiro. Chegamos a ter um número histórico de vitórias em clássicos seguidas. Agora isso é passado.

O jogo
Não jogamos bem. O time do Cruzeiro rendeu 60% ou menos do que poderia ou deveria render. Já o time de Vespasiano jogou seu melhor futebol, ofensivo e objetivo. O placar de 2x0 foi até menor do que poderia ocorrer dadas as circunstâncias. É bem verdade que o 1º gol foi marcado ilegalmente, o jogador estava impedido e houve MAIS UM PÊNALTI NÃO MARCADO. Mas também, mais uma vez não vimos protestos dos nossos jogadores e os erros não foram ao menos cobrados da arbitragem. A passividade é marca deste time. O Cruzeiro não teve armação de jogadas, quase não finalizou e foi muito exigido no campo defensivo. No 2º tempo Marcelo entrou com Júlio Batista. Mais uma vez este jogador TÃO FESTEJADO pela grande mídia esportiva brasileira (QUE COM CERTEZA ABSOLUTA NÃO ACOMPANHA OS JOGOS DO CRUZEIRO) foi uma NULIDADE. Não deu progressão a nenhuma jogada em que participou. Perdeu bolas infantis e não conseguia se desvencilhar nunca de seus marcadores, sem levar em consideração os passes errados. Um dos atributos que a grande mídia vê nele não existe. A tal FORÇA FÍSICA tão propalada por estes "jornalixtas" não aparece nunca, qualquer bequezinho de 1,60m joga o brutamontes ao chão.

Nada perdido
Embora o jogo tenha mesmo sido bem ruim para o Cruzeiro não há nada perdido. Somos líderes incontestes do Brasileiro e temos um novo jogo ainda pela Copa do Brasil. Nesta a coisa ficou bem mais difícil pois precisaremos vencer de 3x0 no Mineirão e não tomar gol será o mais difícil num jogo como este. Já no Brasileiro felizmente o São Paulo só empatou no jogo antecipado e desta forma temos mais chances de permanecer na luga pelo TETRA. A lição que fica, sem dúvidas, é que o BOM TÉCNICO Marcelo Oliveira tem de se reciclar quanto à disputas de mata-mata. Tivemos alguns problemas nesta Copa do Brasil que comprovam nossa deficiência neste tipo de disputa. Há que se mudar a mentalidade dos nossos atletas para este tipo de competição. Outra GRANDE LIÇÃO que fica é que NOSSOS DIRIGENTES DO FUTEBOL tem de lutar para evitar o que ocorreu nesta temporada. A TABELA DE JOGOS nos proporcionou uma grande quantidade de partidas seguidas que realmente afetaram o bom nível dos times em campo. Isso não deveria ser usado como argumento afinal, quase todos os times estão passando por isso, mas é a realidade, sendo que alguns sentiram mais incisivamente o cansaço. O Cruzeiro, pelo jeito, foi um destes. O problema é usar o desgaste como muleta, afinal QUASE TODOS os times brasileiros enfrentaram este calendário imbecil montado pela GLOBO com tanta maldade quanto desumanidade com os jogadores.
 
FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG 2 X 0 CRUZEIRO
Local : Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)
Data: 12 de novembro de 2014, quarta-feira
Horário: 22h (de Brasília)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (Fifa/RJ)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (Fifa/SP) e Rodrigo F. Henrique Correa (ESP-1/RJ)
Cartões amarelos : Josué (Atlético-MG). Samudio (Cruzeiro)
GolsATLÉTICO-MG: Luan, aos oito minutos do primeiro tempo; Dátolo, aos 13 minutos do segundo tempo
ATLÉTICO-MG: Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Jemerson e Douglas Santos; Josué, Leandro Donizete, Dátolo e Tardelli; Luan (Marion) e Carlos
Técnico: Levir Culpi
CRUZEIRO: Fábio; Mayke, Bruno Rodrigo, Léo e Samudio; Lucas Silva (Nilton), Henrique, Everton Ribeiro (Júlio Baptista) e Ricardo Goulart (Dagoberto); Willian e Marcelo Moreno
Técnico: Marcelo Oliveira

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Vão pra lá, venham pra cá, naveguem pois:

Notícias do Maior de Minas - Site Oficial

Globo Esporte

Você no mapa:


Visitor Map