quinta-feira, 12 de março de 2015

Cruzeiro em um tempo doma o Leão: 4x0

Villa Nova 0 x 4 Cruzeiro - Arena do Jacaré - 7ª rodada - Camp. Mineiro de 2015 
Um gol que premiou sua dedicação e sua regularidade.

Arrascaeta marcou de uma vez seus 2 primeiros gols com a Camisa Celeste.
Só 1 tempo
O Cruzeiro precisou de apenas um tempo de jogo para construir a vitória contra a melhor defesa do campeonato. A notícia ruim é que embora tenhamos precisado só de um tempo, não devemos nos enganar já que só conquistamos essa vitória no 2º tempo. O 1º tempo do jogo foi bastante ruim. Não tínhamos alternativas para superar o ótimo desempenho defensivo do Leão do Bonfim. No 1º tempo o Villa foi melhor que o Cruzeiro pois conseguiu seu objetivo de empatar o jogo e até merecia ir para o intervalo á frente no placar. Mas veio o 2º tempo e o Cruzeiro voltou com outro espírito. Logo aos 6 minutos Arrascaeta marcou o 1º do jogo e seu 1º gol com a Camisa Celeste, de cabeça. Aos 12 tivemos um gol anulado, MAL ANULADO, diga-se de passagem. Por mais que o comentarista da globo (minúscula mesmo) que nada entende, arrumasse argumentos, o gol foi legal. Aos 17 Marquinhos foi premiado pelo seu esforço e dedicação marcando nosso 2º gol que nos daria a tranquilidade necessária para matar a partida. Aos 26 após "jogada pessoal" (os cumentaristas de futebol (com u mesmo) esqueceram-se desta expressão) Allisson é derrubado e o juiz marca pênalti, Damião bate e se torna o artilheiro isolado do certame. Mais 4 minutos e aos 30 Arrascaeta, de novo, marca o nosso 4º gol fechando o placar e determinando a goleada.

O jogo
Não dá pra destacar muita gente no 1º tempo. Muitos passes errados e pouca eficácia nas jogadas. Não houve inspiração na criação das jogadas ofensivas e nos limitamos a cozinhar o jogo sofrendo de quando em vez um ataque perigoso do Villa. O empenho de Willian Farias e Henrique no meio, de Damião na frente e Marquinhos no campo todo talvez sejam os destaques. Já no 2º tempo Arrascaeta melhorou e se impôs um pouco mais. Apresentou-se mais e por isso fez 2 gols. Damião continuou se esforçando e participando muito do jogo. Marquinhos do mesmo jeito. Os dois mereceram o prêmio dos gols marcados. Allisson que não vinha muito bem também foi mais efetivo. Nas laterais, Gilson mostrou-se também participativo e na defesa Léo foi o destaque e Bruno Rodrigo mostrou que aos poucos vai voltar a apresentar seu bom futebol.

Marcelo Oliveira é o técnico com melhor desempenho na história do Cruzeiro até aqui.
150 jogos, 301 gols
Marcelo Oliveira merece o carinho e o reconhecimento da NAÇÃO AZUL. Nesta quarta-feira, 11 de março de 2015 completou 150 jogos no comando técnico do Cruzeiro com 301 gols, média de 2 gols por jogo. Incrível. O melhor desempenho de um técnico no Clube em todos os seu 94 anos de história. 71,78% esse é o aproveitamento de Marcelo Oliveira, com 98 vitórias, 28 empates e apenas 23 derrotas. Aqui já dissemos que técnico não ganha jogo, quem ganha são os jogadores, mas o técnico pode muito bem ser o responsável direto por uma derrota, então, o melhor que ele pode fazer é contribuir para a vitória e fazer tudo que for possível para não colaborar com a derrota. (Escalações mal feitas, substituições mal feitas e armar esquemas que não ajudem o time podem facilmente determinar uma derrota em um jogo). Marcelo merece todo o nosso respeito e agradecimento pelo 02 CAMPEONATOS BRASILEIROS conquistados consecutivamente, com antecipação e com um futebol maravilhoso. Campeonatos conquistados de forma INQUESTIONÁVEL, demonstrando uma superioridade incrível ante os adversários.





FICHA TÉCNICA
VILLA NOVA 0 X 4 CRUZEIRO
Local: Estádio Arena do Jacaré, em Sete Lagoas (MG)
Data: 11 de março de 2015, quarta-feira
Horário: 22h (de Brasília)
Árbitro: Igor Júnio Benevenuto (MG)
Assistentes: Marcus Vinicius Gomes (MG) e Ricardo Júnio de Souza (MG)
Cartão amarelo : (Villa Nova) Lídio, Danilo
GOLS: CRUZEIRO: De Arrascaeta, aos sete e aos 30, Marquinhos aos 17 e Leandro Damião aos 25 minutos do segundo tempo

VILLA NOVA: Thiago Braga; Edvan, Danilo, Lídio e Raphael Toledo; Marcelo Rosa, Michael Eloi, Humberto (Kaká) e Gabriel Davis (Dodô); Diego Clementino e Rafael Gomes (Paulinho)
Técnico: Wellington Fajardo
CRUZEIRO: Fábio; Ceará Léo, Bruno Rodrigo e Gilson; Willian Farias, Henrique (Charles), Marquinhos (Judivan) e De Arrascaeta (Neilton); Alisson e Leandro Damião
Técnico: Marcelo Oliveira

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Vão pra lá, venham pra cá, naveguem pois:

Notícias do Maior de Minas - Site Oficial

Globo Esporte

Você no mapa:


Visitor Map