quinta-feira, 7 de julho de 2016

Cruzeiro vinga-se do Vitória e vence na Bahia: 2x1

Vitória 1 x 2 Cruzeiro - Barradão - 3ª fase - Jogo de ida - Copa do Brasil  
Willian fez a alegria da Nação Azul por duas vezes.
Prato frio
Sim, vingança é um prato pra se saborear frio. Tétrico não é? Rsrs. Mas traduz bem o que se deu em Salvador. Após sofrer um empate, jogando com um jogador a mais, em pleno Mineirão e ainda vencendo por 2x0 o Cruzeiro estava engasgado com o time baiano. Mesmo com um time bastante mudado por lesões, jogadores ainda não inscritos, suspensões e etc Bento montou um time que até jogou bem contra o Vitória pelo jogo de ida da 3ª fase da Copa do Brasil. Mesmo com um a menos o Cruzeiro vingou-se. A principal artimanha do time azul foi anular o Marinho que arrebentou no último jogo sem ser incomodado. No 2º tempo, tendo ele invertido o lado de atuar no campo ainda conseguiu várias jogadas e levou perigo, mas, no 1º tempo não produziu quase nada.

O jogo
O Cruzeiro começou dominando a partida. O Vitória, com Marinho anulado era um time previsível e sem inspiração. Não levava perigo ao gol de Fábio. Tivemos muitas jogadas ofensivas e tivemos maior posse de bola, ou seja, enfim combinamos os dois fatores que na maioria das vezes são determinantes para uma vitória. Numa noite em que Willian foi Willian (isto já esta virando meme), o artilheiro do jogo fez os dois gols do Cruzeiro e ainda se deu ao luxo de perder pelo menos mais 2 ou 3 gols feitos. Willian tem ótimo posicionamento na área, esta sempre no lugar certo, na hora certa. Além disso tem reflexos rápidos é objetivo e sabe muito bem o que fazer com a bola dentro da área: guardar dentro da rede. O que lhe falta é somente treinar mais a PONTARIA. Com um bom desempenho defensivo, sem muito brilho no meio o setor que melhor funcionou foi sem dúvidas o ofensivo. Tivemos muitas chances claras de gol, muitas boas jogadas criadas. O ponto fraco do jogo foi o árbitro. Totalmente despreparado. Os diretores do Cruzeiro tem de olhar isso, um árbitro de jogos das séries b, c, podem não estar preparados para um jogo do Maior de Minas. Pelo menos uns 2 penais não foram dados para o Cruzeiro, fora as faltas duras que nos tiraram de campo

E o futuro?
O futuro parece-nos será mais animador para o Torcedor do Cruzeiro. Com as contratações de Edmar e Rafinha e as próximas estreias de Sóbis e Ábila, parece que o time se reencontrará com as vitórias. Há que se animar, tem muita gente no DM e como o próprio técnico tem questionado, o ano de 2016 sobretudo tem sido farto de problemas de lesão em nossos Guerreiros. Elber fez falta ontem, Henrique também. Até Romero. Ariel esta bem fora de ritmo mas não comprometeu. Tomara que Alisson não tenha uma lesão grave pois é outro que pode fazer muita falta. Vamos acreditar e torcer, AVANTE CELESTE.

FICHA TÉCNICA
VITÓRIA 1 X 2 CRUZEIRO
Local: estádio Barradão, em Salvador (BA)
Data: 6 de julho de 2016 (quarta-feira)
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Paulo Schleich Vollkopf (CBF-MS)
Assistentes: Leandro Dos Santos Ruberdo (asp.FIFA-MS) e Sérgio Alexandre da Silva (CBF-MS)
Cartões Amarelos: Willian Farias, Diego Renan, Kanu e Marinho (Vitória); Robinho, Bruno Rodrigo, Allano e Ariel Cabral (Cruzeiro)
Cartão Vermelho: Allano (Cruzeiro)
GOLS
VITÓRIA:
Diego Renan, de pênalti, aos 15 minutos do primeiro tempo
CRUZEIRO: Willian aos sete minutos do primeiro tempo; Willian aos 26 minutos do segundo tempo
VITÓRIA: Caíque; Victor Ramos (Tiago Real), Ramon e Kanu, Diego Renan, Amaral (Alípio), Willian Farias e Euller (Nickson); Vander, Kieza e Marinho
Técnico: Vagner Mancini
CRUZEIRO: Fábio; Lucas, Bruno Rodrigo, Bruno Viana e Allano; Bruno Ramires, Ariel Cabral, Robinho (Gino), Alex (De Arrascaeta) e Alisson (Bruno Nazário); Willian
Técnico: Paulo Bento

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Vão pra lá, venham pra cá, naveguem pois:

Notícias do Maior de Minas - Site Oficial

Globo Esporte

Você no mapa:


Visitor Map