sexta-feira, 14 de abril de 2017

Cirúrgico e inteligente, Cruzeiro derrota S.Paulo no Morumbi: 2x0

S. Paulo 0 x 2 Cruzeiro - Morumbi - 4ª fase - Jogo de ida - Copa do Brasil 

Com gol contra e com o 1º de Hudson com a Camisa Celeste, Cruzeiro constrói boa vantagem.
Jogo inteligente
Foi uma estratégia inteligente e que mostrou o bom trabalho de preparação para este jogo de Mano Menezes. O Cruzeiro foi cirúrgico e soube administrar a partida com absoluta inteligência. Não correu riscos e conquistou uma vitória maiúscula com a autoridade do time com melhor defesa e melhor ataque no Brasil até o momento nesta temporada na série A. Não deu chances para o time paulista se animar no jogo. Não deu moleza marcando com precisão e regularidade o jogo inteiro. Jogou com seriedade e mesmo desfalcado de seu artilheiro e mais 3 titulares soube segurar o ímpeto dos paulistas. Rafael não teve grandes dificuldades.

Os gols
Aos l6 do 2º tempo numa cobrança perfeita de Thiago Neves o atacante do time paulista, lembrando seus tempos galináceos, mandou para suas próprias redes abrindo o placar para o Maior de Minas. Novamente com cobrança de Thiago Neves, aos 24 também do 2º tempo, Hudson repetiu a dose e mandou para as redes do ex-time. Hudson não comemorou o gol uma hipocrisia recomendada pelo mundo do futebol. Se não pode comemorar, então tinha que evitar fazer gols em ex-times. Babaquice. Quem esta pagando o salário dele? Ele é ou não é um profissional? Só uma criança não entenderia que não é falta de respeito um profissional que ao obter êxito na sua função, procurasse demonstrar contentamento pelo feito. Hudson ao contrário do Pratto não fez gol contra. Quem não comemora um gol é quem faz gol contra. Isso é uma grande palhaçada do mundo do futebol.

O jogo
O S.Paulo até que tentou criar boas jogadas mas esbarrou na nossa eficiente marcação. Não conseguiu finalizar com precisão, as poucas finalizações que fizeram no jogo inteiro não levaram tanto perigo. O jogo se destacou pela marcação. Os dois times marcaram muito, mas, o Cruzeiro foi mais eficiente, tanto que ganhou o jogo. O juiz foi condescendente com o time dos Bambis. Não deu os cartões que eles mereciam, poupou-os. Ábila foi agredido uma vez e depois dois jogadores dos Bambis o jogaram para fora de campo quando estava caído na área deles. O juiz NÃO FEZ ABSOLUTAMENTE nada, afinal era o SPFC, e o jogo era ainda no Morumbi. Ele não poderia ser justo com os dois times por causa da mídia, dos cronistas, das tv's, jornais e toda a corja de comentaristas que o crucificariam e colocariam em sua conta a derrota do time da elite paulista. Faltou "macheza" diriam os antigos. Aliás, como estes comentaristas, ridícula e absolutamente bairristas desmereceram a vitória Azul na noite fria de S. Paulo. Eita povo nojento. A imprensa paulista inventa manchetes para não falar do péssimo futebol que o time paulista apresentou. Diz que os Bambis foram vítimas de fogo amigo, que o Cruzeiro usou arma do Corinthians, que o gol de Prato foi o maior motivo da derrota. Rogério Ceni do alto de sua arrogância merecia ter sido goleado por montar um time tão incompetente. Tomara que venham com o mesmo jogo a BH que as coisas poderão ser bem piores para eles.

Nada ganho
Apesar da boa vitória os jogadores foram unânimes em considerar que apesar do ótimo resultado a batalha ainda não esta ganha. Apenas a primeira etapa terminou e com sucesso para nós. Há muito jogo ainda e mesmo passando pelo time paulista o caldo ainda vai engrossar bastante nesta Copa do Brasil. A vantagem existe e é grande, podemos perder até por um gol de diferença mas, claro, um clássico é sempre um clássico, jogo imprevisível. O Cruzeiro precisará de continuar com a seriedade que tem demonstrado, o empenho que tem mostrado e a consistência que tem se tornado presente em suas partidas. Avante Cruzeiro.



FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 0 X 2 CRUZEIRO
Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 13 de abril de 2016, quinta-feira
Horário: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Anderson Daronco (RS-Fifa)
Assistentes: Rafael da Silva Alves e Leirson Peng Martins (ambos do RS)
Público: 43.662 pagantes
Renda: R$ 1.065.916,00
Cartão Amarelo: Ariel Cabral e Ábila (Cruzeiro); Thiago Mendes e Jucilei (São Paulo)
Gols:
CRUZEIRO: Lucas Pratto (contra), aos 16 minutos do 2º tempo; Hudson, aos 24 minutos do 2º tempo
SÃO PAULO: Renan Ribeiro; Buffarini (Araruna), Maicon, Rodrigo Caio e Junior Tavares; Jucilei, Cícero (Gilberto) e Thiago Mendes; Wellington Nem (Thomaz), Luiz Araújo e Lucas Pratto
Técnico: Rogério Ceni
CRUZEIRO: Rafael; Mayke, Leo, Manoel e Diogo Barbosa; Hudson (Lucas Romero), Ariel Cabral, Rafinha, De Arrascaeta e Thiago Neves (Alisson); Ramón Ábila (Raniel)
Técnico: Mano Menezes

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Vão pra lá, venham pra cá, naveguem pois:

Notícias do Maior de Minas - Site Oficial

Globo Esporte

Você no mapa:


Visitor Map