terça-feira, 10 de dezembro de 2019

A notícia derradeira...

...a mais triste das notícias não é a do rebaixamento, mas a morte de Dª Salomé. 
Página do Google com imagens de vários momentos de Dona Salomé.

A morte de Dona Salomé, torcedora nº 1, torcedora símbolo do Cruzeiro é a gota d'água que faltava para que se completasse o pior momento da Vida Celeste. Não tem nenhuma notícia mais triste que esta.

A morte de Dona Salomé representa mais que a morte de uma grande torcedora, reflete o sentimento que toma conta dos Cruzeirenses verdadeiros, aqueles que ao contrário de ganhar dinheiro com o Cruzeiro o financiam de alguma forma. Dona Salomé nos representava, a nós todos, que verdadeiramente somos Cruzeirenses. Hoje nosso sentimento é de desligamento, de ruptura, interrupção.

Sua morte nesta terça feira 10 de dezembro, acaba por realçar o drama da Nação Celeste como o pior momento da vida do Cruzeiro Esporte Clube e de seus torcedores. Pelo que se fala, com certeza o rebaixamento do maior clube de futebol de Minas teve influência direta em sua morte. Hipertensa com certeza viveu momentos de grande tristeza e melancolia nos últimos dias, semanas e meses, culminando com o que se deu no domingo onde ficou constatado o que já sabíamos que iria acontecer. Pela 1ª vez em seus quase 99 anos, vejam bem 99 anos, o Cruzeiro não irá disputar a Série A do futebol brasileiro para tristeza de uma imensa Nação Azul.

Muitos não darão importância ao fato de uma senhora de idade já avançada, nutrir uma paixão por um clube de futebol. Alguns acharão "esquisito". Outros acharão impossível compreender este sentimento, ainda mais de uma senhora de idade. Haverão além dos incrédulos os que a criticarão por sua postura "não condizente" com sua condição. Tudo fruto de uma sociedade imersa no mar lodoso nojento do preconceito. E, haja preconceito! 

Cada um ama o que lhe apetece e assim sendo não é mais importante o objeto para o qual se direciona o sentimento, mas, o próprio SENTIMENTO, é isto que importa. Difícil e incompreensível ter que se dizer isso nos dias de hoje, em pleno século XXI. Se até hoje há gente que não compreende coisas simples como esta pode-se dizer que estas pessoas não tem, infelizmente, condição alguma de algum dia evoluir. Amassarão por todas as suas existências, o barro da ignorância, inépcia reflexiva e do primitivismo ad eternun, sem jamais se darem conta.

Dona Salomé soube amar o Cruzeiro como poucos (ou ninguém talvez). A perda deste símbolo para nós cruzeirenses, não é apenas lamentável como será mais um marco triste demais deste momento, desta parte da história do Maior de Minas.Ficará para sempre a lembrança do acontecimento triste de domingo e trágico desta terça feira. Nunca mais o coração do Cruzeirense será o mesmo. Podemos depreender isto, como umas das poucas certezas de todas as que estamos vivendo, e que, neste instante já podemos ter como claras em nossa mente.

A dignidade sempre fez parte da vida de Dona Salomé. Há poucos dias negou ter sido agredida por torcedores rivais mesmo que isso já constasse no boletim de ocorrência policial. Garantiu ter se ferido ao cair e não por ter sido agredida. Para seu filho, já no hospital depois de passar mal no jogo fatídico de domingo, garantiu que não foi o fato de ter ido ao jogo que a fez passar mal, como disse passaria mal do mesmo jeito. Quis assim evitar sentimentos de culpa de quem quer que seja por não a terem impedido de ir a um jogo onde, com certeza, as emoções seriam muito fortes, bem mais fortes que poderia suportar este coraçãozinho Azul de 86 anos.

2019 foi um ano atípico, poderá ser lembrado no futuro como um ano que parecia querer mostrar algo diferente para a humanidade. Tantos acontecimentos improváveis, difíceis, tristes, ruins, sofridos, dolorosos, desagradavelmente surpreendentes. Um ano para ser esquecido mas, não sem uma relfexão! Quem sobreviver a 2019 necessitará sobremaneira fazer uma reflexão sobre o que se passou neste ano.

Dona Salomé não estará mais no Mineirão, nem nas quadras trajando uniformes do Cruzeiro. Nunca mais. Não verá o time disputar a série B. Sua morte é um duro golpe. Nada poderia ser mais característico destas horas, pós o abalo que sofremos. Vá em paz Dona Salomé Que o Reino Celeste a receba. Que Deus em sua infinita misericórdia possa dar a esta Senhora que tanto amou, um lugar de destaque em seu Reino de Amor. Condolências à família dela e à toda a família Celeste.
Estamos todos de Luto!

Aqui nos despedimos!



sábado, 7 de dezembro de 2019

Quase tudo definido, Cruzeiro perde no sul: 2x0

Grêmio 2 x 0 Cruzeiro - Arena do Grêmio - 37ª rodada - Brasileirão 2019
Ta definido?
Sim, falta pouco, muito pouco para que o Cruzeiro possa ganhar uma nova denominação: TIME DE SEGUNDA.

O jogo
Foi uma lástima. O Cruzeiro criou poucas chances e com 10 apenas em campo, no 2º tempo, após grave lesão de Robinho viu duas bolas entrarem nas redes sob o olhar atônito da nossa defesa. Quem sonhava com uma vitória sobre o time Gremista acordou com o pesadelo de se ver de cara com a segundona.

Destaques
Só precisamos muito lamentar que jovens promessas como Cacá, Fabrício Bruno, Edérson e outros tenham que viver estes momentos tão sombrios na história do Maior de Minas. Também ver Adilson Batista, técnico tão bem quisto pela Nação Azul, tendo que pilotar este barco pesado e que em cujo casco há enormes buracos, se não bastasse, sobretudo ainda num mar revolto e cercado de tubarões famintos. É o apocalipse, o armagedon. É o fim. Tá definido? Pela última vez: FORÇA CRUZEIRO!


EDITED: 08.12.2019 at 2:42 p.m.


FICHA TÉCNICA
GRÊMIO 2X0 CRUZEIRO 
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Data: 5 de dezembro de 2019, quinta-feira
Horário: 19h15 (de Brasília)
Árbitro: Andre Luiz de Freitas Castro (GO)
Assistentes: Fabricio Vilarinho da Silva (FIFA-GO) e Cristhian Passos Sorence (GO)
VAR: Wagner Reway (FIFA-PB)
Cartões Amarelos: Egídio, Ariel Cabral e Edílson (Cruzeiro)
Cartões Vermelhos: Egídio (Cruzeiro)
Gols: Ferreira, aos 21 minutos do 2º tempo, e Pepê, aos 39 minutos do 2º tempo, para o Cruzeiro
GRÊMIO: Paulo Victor; Rafael Galhardo (Patrick), David Braz, Kannemann e Cortez; Matheus Henrique, Michel, Everton Cebolinha e Pepê; Tardelli (Ferreira) e Luciano (Isaque).
Técnico: Renato Gaúcho
CRUZEIRO: Fábio; Edílson, Cacá, Léo e EgÍdio; Henrique, Ariel Cabral (Robinho), Éderson e Orejuela (Ezequiel); David e Fred (Pedro Rocha).
Técnico: Adilson Batista

quinta-feira, 5 de dezembro de 2019

E continua a saga do desespero: 0x1

Vasco 1 x 0 Cruzeiro - São Januário - 36ª rodada - Brasileirão 2019

E segue o baile
Sim, o baile segue adiante para desepero da Nação Azul que não consegue enxergar a luz no fim do túnel, apesar da - "proximidade com a lanterna". Mais uma partida que nos coloca ainda mais próximos da página mais lamentável da história do Maior de Minas.

O jogo
O Cruzeiro visivelmente nervoso viu suas ambições na partida serem enterradas logo aos 9 minutos quando o time carioca fez o único gol do jogo. Depois da não marcação de um pênalti pelo VAR o Cruzeiro até deu uma animada mas foi insuficiente. Até que tivemos chances mas na última hora a pressão fala mais alto e a bola não entra nem por reza brava. Ficou nisso.

Destaques
A coisa não anda boa dentro de campo e anda ainda pior fora dele. Depois do afastamento de Abel Braga o afastado da vez foi Thiago Neves, um dos maiores suspeitos de montar a tal panelinha que está jogando o Cruzeiro nesta lama. Depois deste episódio ainda tivemos brigas via imprensa de diretores Celestes. Impressionante como nunca faltam os ingredientes principais de uma crise que geralmente leva os clubes ao rebaixamento. Impressionante. Com a derrota do Ceará o Cruzeiro permanece vivo e dependendo apenas de si, mas SÓ UM MILAGRE nos salvará. São Adilson não merece ser o técnico do rebaixamento, não mesmo. Tomara tenha muitos anjos da guarda para o protegerem desta mancha, apesar de que com certeza nenhuma culpa poderá lhe ser imputada. 


FICHA TÉCNICA
VASCO 1 X 0 CRUZEIRO
Local:
São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 2 de dezembro de 2019, segunda-feira
Hora: 20h (de Brasília)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO)
Assistentes: Bruno Raphael Pires (GO) e Leone Carvalho Rocha (GO)
VAR: Andre Luiz de Freitas Castro (GO)
Renda: R$ 567.032,00
Público: 19.314 pessoas
Cartões amarelos: Richard, Guarín e Rossi (Vasco); Éderson, Fred e Marquinhos Gabriel (Cruzeiro)
Gol: Guarín, aos 9min do primeiro tempo (Vasco)
VASCO: Fernando Miguel, Yago Pikachu, Osvaldo Henriquez, Leandro Castán e Henrique; Richard (Fellipe Bastos), Andrey e Freddy Guarín; Rossi, Marrony (Bruno Gomes) e Ribamar (Tiago Reis)
Técnico: Vanderlei Luxemburgo
CRUZEIRO: Fábio, Orejuela, Cacá, Léo e Egídio; Henrique, Ariel Cabral e Éderson (Fred); Pedro Rocha (Ezequiel), David e Joel (Marquinhos Gabriel)
Técnico: Adilson Batista

sexta-feira, 29 de novembro de 2019

Cruzeiro mostra entrega total e desmotiva torcida: 0x1

Cruzeiro 0 x 1 CSA - Mineirão - 35ª rodada - Brasileirão 2019
Parece que acabou
Era o que faltava, perder em casa para um rival direto e que estaria em situação ainda pior que a do Cruzeiro. Era o que faltava para derrubar totalmente a confiança de alguns já poucos mas ainda apaixonados cruzeirenses que ainda acreditavam numa recuperação do Maior de Minas. Diante dessa pífia exibição, podemos entender que se foram todas as mínimas expectativas que haviam em uma reação. Só um milagre agora, só um milagre para fazer estes mercenários jogar e enfiar as bolas no gol adversário.

Vergonha
Foi uma decepção. Thiago Neves o mesmo que cobrava salários atrasados num áudio "vazado" ("ou vazei") perdeu bisonhamente um pênalti que pelo menos nos daria o empate, coisa que pouco valeria também... diga-se de passagem. Como o Thiago mesmo diz não vencer o CSA seria absurdo e foi. Não receber a parte do salário que está atrasada é desmotivante, e pelo jeito foi. Não deviam entrar em campo já que não estão motivados, não deviam sujar o nome da instituição Cruzeiro Esporte Clube se não se sentem a vontade para exercer a "obrigação de ganhar jogos". Não são profissionais?

Destaque
O destaque vem do pós-jogo. CAIU ABEL. Não é Caim e Abel é CAIU ABEL. Agora Zezé Perrella trará Adilson Batista e já dá para adiantar: Adilson terá MUITOS PROBLEMAS com estes mercenários milionários do futebol atual. Não vai dar certo. Adílson tem gênio forte, mais ou menos na linha do Ceni. Não é "paizão" como dizem ser o Abelão que já foi tarde, também, diga-se de passagem.
Pobre Time Celeste. Seu calvário não acaba nunca. Força Cruzeiro.


EM PROTESTO ESTE POST FICA SÓ NISTO!



quarta-feira, 27 de novembro de 2019

Cruzeiro é humilhado em S.Paulo: 4x1

Santos 4 x 1 Cruzeiro - Vila Belmiro - 34ª rodada - Brasileirão 2019
Não falta mais nada
Pelo menos uma goleada humilhante era o que ainda faltava para o Cruzeiro sofrer nesta temporada. Não fosse os insossos e recorrentes empates com qualquer time que cruze seu caminho, nossos guerreiros agora, quando seria sim o momento de dar a volta por cima, se reabilitar diante de times que uma vitória seria super esperada, resolveram testar a paciência da Nação Azul e quiçá abrem a temporada das humilhantes e vergonhosas goleadas. Era o que faltava. Agora não falta mais.

O jogo
Aos 13 do 1º tempo o Cruzeiro abriu o marcador na Vila Belmiro. Tudo parecia como um sonho que se transformava em realidade para a sofrida Nação Celeste. O Cruzeiro manteria o tabu de não perder para o time santista nos seus domínios há 3 anos. Ledo engano. Esse é o Cruzeiro 2019 o time dos feitos impossíveis até aqui. Apenas 8 minutos e o Santos empatou. No 2º tempo só deu Santos. Aos 14 virou, aos 19 aumentou e fechou a tampa do caixão aos 44.

Destaque
O destaque na atualidade Cruzeirense não pode ser ninguém senão os SEVANDIJAS e os QUILINGUES. A torcida do Cruzeiro mostra que até para protestar não se pode perder a classe. Enquanto sofre, faz protestos culturalmente brilhantes, ensinando um pouco da cultura do vernáculo para esta diretoria que não entendo de futebol, pelo menos ganhará um brilho em sua cultura. Só o que se pode dizer é que tudo isso é uma grande  e muito triste VERGONHA AZUL. Uma página que estamos vendo sendo escrita e que mancha indelevelmente a história do Maior de Minas.

FICHA TÉCNICA
SANTOS 4 x 1 CRUZEIRO
Data: 23 de novembro de 2019
Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Horário: 21h (de Brasília)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Assistentes: José Eduardo Calza e Lucio Beiersdorf Flor (RS)
VAR: Daniel Nobre Bins (RS)
Público: 7.905 pagantes
Renda: R$ 266.944
Cartões amarelos: Gustavo Henrique e Marinho (SAN); Egídio (CRU)
Gols:
SANTOS: Eduardo Sasha (22 minutos do 1º Tempo), Marinho (14 minutos do 2º Tempo), Soteldo (19 minutos do 2º Tempo) e Diego Pituca (44 minutos do 2º Tempo)
CRUZEIRO: Orejuela (13 minutos do 1º Tempo)
SANTOS: Everson; Pará, Lucas Veríssimo, Gustavo Henrique e Felipe Jonatan (Luan Peres); Alison, Carlos Sanchez e Evandro; Marinho, Soteldo (Kaio Jorge) e Eduardo Sasha (Diego Pituca)
Técnico: Jorge Sampaoli
CRUZEIRO: Fábio; Orejuela, Cacá, Fabrício Bruno e Egídio; Henrique, Éderson, Robinho (Ezequiel) e Thiago Neves (Marquinhos Gabriel); David e Sassá (Joel)
Técnico: Abel Braga
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Vão pra lá, venham pra cá, naveguem pois:

Você no mapa:


Visitor Map